As pessoas tentaram desenhar bicicletas de memória; veja o que aconteceu

Por , em 16.05.2016

Em 2009, o designer Gianluca Gimini começou a pedir para amigos e desconhecidos desenharem uma bicicleta a partir apenas de sua memória.

Enquanto alguns fizeram representações corretas do meio de transporte, a maioria cometeu erros técnicos, esquecendo, por exemplo, partes fundamentais da estrutura da bicicleta.

O exercício é semelhante a testes psicológicos utilizados para demonstrar o quão pouco sabemos em comparação com o que nós pensamos que sabemos.

No entanto, para Gimini, não se tratava de provar quão desligados nós somos, mas sim quão extraordinária nossa imaginação pode ser.

Tendo acumulado uma coleção de 376 desenhos de participantes que variam em idade de 3 a 88 anos, Gimini fez representações realistas das bikes “inventadas”, utilizando um programa 3D. [Booooooom]

bicicleta 1 bicicleta 1- bicicleta 2 bicicleta 2- bicicleta 3 bicicleta 3- bicicleta 4 bicicleta 4- bicicleta 5 bicicleta 5- bicicleta 6 bicicleta 6- bicicleta 7 bicicleta 7- bicicleta 8 bicicleta 8- bicicleta 9 bicicleta 9- bicicleta 10 bicicleta 10- bicicleta 11 bicicleta 11-

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 4,50 de 5)

11 comentários

  • Zairo Assuncao Menezes:

    jeito bom que os designers podem desenvolver outros desenhos sem precisar quebrar cabeca

  • LoRDKnifes:

    Meus desenhos iriam ficar iguais mesmo podendo olhar a bicicleta o tempo todo, sou péssimo em desenhar qualquer coisa! .-.

  • Ivanna Fabiani:

    ja se sabe que somente 13% da populacao mundial tem boa memória fotográfica, pra que isso?rs

    • Cesar Grossmann:

      Memória fotográfica, mesmo, ninguém provou que existe. Existem pessoas com boa memória, mas as pessoas se lembram melhor de algo que elas lidam o tempo todo e precisam prestar atenção no formato. Como seria o resultado se em vez de bicicleta, fosse um lápis? Ou um celular?

  • Ivan Penteado:

    Italianos são burros.

    • Cesar Grossmann:

      Não. Ninguém tem memória fotográfica.

    • Antonio Paulino de Araujo:

      Não

    • Guilherme Euripedes:

      Pior ainda é gente xenofóbica.

      SP para paulistas? Aham… Pode pá.

    • Cesar Grossmann:

      Todo mundo desviando das bicicletas…

    • Lucas Egidio:

      Não. Mas eles não devem andar muito de bicicleta.

    • Cesar Grossmann:

      Ou não prestam muita atenção para a bicicleta, apenas saem pedalando.

Deixe seu comentário!