Avião “perfeito” está em desenvolvimento

Por , em 20.05.2010

Um avião comercial gera, em um voo de apenas três horas, de 380 a 750 quilos de dióxido de carbono (o vilão do efeito estufa) por passageiro. Isso é o quanto um carro popular produz em aproximadamente um mês. Devido a esse alto índice poluente, O Instituto Tecnológico de Massachussets (MIT, na sigla em inglês) está desenvolvendo uma aeronave para reduzir significativamente esse impacto ambiental.

As vantagens que esse “avião ecológico” promete são as seguintes: gastará 70% menos combustível (o que diminui consideravelmente o preço da passagem), emitirá 75% menos de óxido de nitrogênio, além de ser menos barulhento e de poder decolar e aterrissar em pistas mais curtas.

O avião, que será construído em parceria com a NASA, terá capacidade para 180 passageiros, a princípio. A tecnologia utilizada é chamada de “dupla-bolha”. O nome é devido aos cilindros da turbina do avião, que serão construídos em um formato parecido com o de duas bolhas de sabão concêntricas.

O projeto, contudo, não será concluído do dia para a noite. A previsão da MIT é que eles fiquem prontos em 2035. Até lá, os aviões seguirão sendo mais poluentes e barulhentos do que os ambientalistas desejam. E , certamente, mais caros do que nós gostaríamos. [Mnsbc]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

4 comentários

  • lalau:

    fala sério 2035, até la talvez o mundo já vai ter acabado

  • Lu:

    Até lá todo mundo já morreu!!!Rsrs

  • Renato Bueno:

    Mais e os “de 380 a 750 quilos de dióxido de carbono “?

    Ele “emitirá 75% menos de óxido de nitrogênio”, mas e o dióxido de carbono, o suposto vilão (mau como o pica-pau) do efeito estufa? não muda nada?

  • Anderson:

    Nossa! 2035, não vamos precisar mais, o mundo num vai cabar em 21/12/2012? kkkkkkkkkkkk

Deixe seu comentário!