Bebida alcoólica em pó é aprovada nos Estados Unidos?

Por , em 22.04.2014

O álcool é encontrado, normalmente, na forma líquida. No entanto, também pode ser solidificado e até vaporizado. E, agora, uma nova forma está sendo industrializada, o álcool em pó, com o nome comercial de “Palcohol“.

O álcool em pó é encapsulado molecularmente, e produz um drinque alcoólico quando misturado com água. Entre as opções, o Palcohol tem vodca, rum e mais duas outras bebidas alcoólicas, além de quatro coquetéis: Cosmopolitan, Mojito, Powderita e Lemon Drop.

O Palcohol conseguiu ser aprovado pelo Alcohol and Tobacco Tax and Trade Bureau, dos EUA, ou quase isso (um representante do Bureau, Tom Hogue, enviou um e-mail à imprensa americana informando que a aprovação do Palcohol está com erros — aparentemente a quantidade informada por pacote é diferente da que será comercializada, e novas etiquetas terão que ser apresentadas ao órgão de controle).

Curiosamente, o Palcohol não é uma grande novidade. Na Alemanha já existe um produto similar, o Subyou, e na Holanda também, o Booz2go. Mesmo nos Estados Unidos já foi vendido um produto similar.

Enquanto a ideia não chega ao Brasil, você pode fazer a sua própria bebida alcoólica em pó. O princípio é usar um produto na forma de pó que absorva o álcool e continue sendo pó, e existem vários que servem para isto, por exemplo, uma forma modificada de amido, uma maltodextrina feita de tapioca.

Na receita encontrada na internet, o autor sugere misturar 30 gramas de uma bebida com alto teor alcoólico, como o rum Lemon Hart 151, em 100 gramas de maltodextrina, mexendo sempre a mistura até o pó ficar seco e homogêneo. Se ficar cheio de grumos, é por que tem bebida demais e deve-se acrescentar mais maltodextrina.

A mistura pode ser feita em um liquidificador para ficar mais homogênea, e depois de pronta pode ser usada da forma “tradicional”, misturando com água ou outro líquido para fazer um drinque, ou então pode ser pulverizada sobre comida ou sobremesa. Ainda, pode ser experimentada na ponta do dedo.

Bebidas com teor alcoólico menor vão precisar de mais maltodextrina e terão sabor mais fraco. Mas é preciso ter cuidado – a bebida alcoólica em pó é altamente inflamável, e não deve ficar próxima de nenhuma chama. [io9, PopSci, USA Today, Palcohol, Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

5 comentários

  • Júlio Lezier:

    misturar com maltodextrina? a galera vai engordar (feito porco) com essa brincadeira HAHAHAHA

  • Bruno Lucusi:

    Pode cheirar? HAUHEUAHE’

    • Cesar Grossmann:

      Da página do fabricante:

      11. Can I snort it? We have seen comments about goofballs wanting to snort it. Don’t do it! It is not a responsible or smart way to use the product. To take precautions against this action, we’ve added volume to the powder so it would take more than a half of a cup of powder to get the equivalent of one drink up your nose. You would feel a lot of pain for very little gain. Just use it the right way.

    • Cesar Grossmann:

      Em português….

      11. Posso cheirar? Vimos comentários sobre alguns elementos querendo cheirar o produto. Não faça isso! Esta não é uma maneira responsável ou mesmo inteligente de usar o produto. Nós tomamos algumas precauções contra este tipo de ação, acrescentamos volume ao pó de forma que é preciso mais de meia xícara para obter o equivalente a um drinke pelo nariz. Isto causaria muita dor para muito pouco ganho. Use o produto da forma correta.

  • Gregory Vicente:

    Como tudo que não presta logo vai estar no Brasil, se já não estiver.

Deixe seu comentário!