Analogia “Bola na Caixa” pode ajudar as pessoas a entender seu luto

Por , em 25.02.2019

Perder um ente querido é uma das experiências mais difíceis que temos que suportar em nossas vidas.

Embora não haja como evitar o luto e os sentimentos intensos de vazio, aprender a entender e lidar com a dor pode eventualmente lhe ajudar a seguir em frente.

Para ensinar as pessoas a ter uma pequena noção de seus sentimentos durante esse período problemático, Lauren Herschel compartilhou uma analogia que aprendeu com seu médico na rede social Twitter.

Bola na Caixa

O médico de Lauren lhe mostrou a analogia para ajudá-la a lidar com a perda de sua mãe. A americana achou a ideia muito útil para entender por que a dor nunca desaparece.

Funciona assim: o luto é como uma bola dentro de uma caixa com um botão da dor. No começo, a bola é gigante. Não dá para mover a caixa sem que ela encoste no botão da dor. A bola quica por toda a caixa, acertando o botão mais e mais uma vez, sem parar. Você não pode controlá-la.

Com o passar do tempo, a bola fica menor. Acerta o botão cada vez menos, mas, quando o faz, dói igual. É melhor porque fica mais fácil para fazer as tarefas do dia a dia, só que a desvantagem é que a bola acerta o botão quando a gente menos espera.

Porque pode haver vários gatilhos, como uma música antiga favorita ou um certo cheiro ou gosto que pode trazer lembranças de volta à medida que a bola bate naquele botão mais uma vez.

É normal

“Eu acho que nós absolutamente precisamos falar mais sobre tristeza e morte”, Lauren contou ao portal The Bored Panda. “É normal, mas muitas pessoas sentem que não podem falar sobre isso, ou só podem falar sobre isso por um curto período de tempo, logo após alguém falecer. Mas o luto é uma jornada mais longa do que isso”.

A sequência postada por Lauren foi compartilhada milhares de vezes conforme as pessoas se identificavam com a simples e eficaz metáfora.

Como sociedade, ainda temos muita dificuldade em falar sobre luto e dor, uma vez que a morte provoca sentimentos que não são fáceis de articular. O diálogo iniciado por Lauren pode ajudar as pessoas a se abrirem sobre seus sentimentos, se sentirem mais à vontade com o fardo de sua dor e não sentirem nenhuma pressão para “superá-la”.

“Eu acredito que é bom sentir tristeza mesmo anos depois. Pode ajudar você a se lembrar de momentos felizes e a processar como a perda afetou sua vida. Eu não acho que seja algo que possa simplesmente desaparecer em qualquer momento”, opinou.

Lauren disse que sempre recorre a analogia. “Velhos sentimentos de tristeza surgem com certeza, mas agora eu tenho uma maneira de dar mais sentido a eles, e também sei que é mais normal do que eu pensava anos atrás”, concluiu. [BoredPanda]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (21 votos, média: 4,52 de 5)

Deixe seu comentário!