Cientistas constroem “folha artificial” que usa luz solar para produzir combustível sintético limpo

Por , em 28.10.2019

Uma pesquisa inovadora da Universidade de Cambridge (Reino Unido) desenvolveu uma “folha artificial” que utiliza luz solar para criar combustível sintético verdadeiramente “limpo”, ou seja, neutro em emissões de carbono.

Como funciona

A folha artificial imita a fotossíntese das plantas. Neste caso em particular, utiliza luz solar, água, dióxido de carbono e um catalisador de cobalto chamado perovskita. Apesar de precisar de luz solar, pode ser operada mesmo em dias nublados.

Como resultado, o processo devolve hidrogênio e monóxido de carbono, os componentes do combustível sintético, sem liberar qualquer dióxido de carbono no ar.

Combustível sintético “limpo” – o diferencial

Hoje, combustível sintético é utilizado em uma variedade de aplicações, incluindo medicamentos, plásticos e fertilizadores.

Enquanto pode ser produzido de maneiras diferentes, a maioria dos processos envolve a liberação de produtos à base de carvão ou petróleo como “sobra”, de forma que não temos um combustível “limpo” como resultado.

“Você pode não ter ouvido falar de combustível sintético, mas todos os dias consome produtos criados com ele. Ser capaz de produzi-lo de maneira sustentável seria um passo crítico para fechar o ciclo global de carbono e estabelecer uma indústria química e de combustíveis sustentável”, explica o químico Erwin Reinser, da Universidade de Cambridge.

Outras vantagens

“Você não está limitado a usar essa tecnologia apenas em países quentes, ou apenas a operar o processo durante os meses de verão. Você poderia usá-la desde o amanhecer até o anoitecer, em qualquer lugar do mundo”, afirma o químico Virgil Andrei, também da Universidade de Cambridge.

Por enquanto, a eficácia do processo não é ideal, mas pesquisas futuras podem melhorá-la.

Além disso, apesar de fontes de energia renováveis estarem avançando em diversos países, como as energias solar e eólica, a demanda vai além de eletricidade no mundo todo. Precisamos de um combustível limpo para transporte em larga escala, por exemplo, como o naval e aéreo.

Próximos passos

A folha artificial criada pela equipe é muito interessante neste momento, mas os pesquisadores dizem que, eventualmente, o combustível sintético não será mais necessário.

Hoje, ele é uma espécie de intermediário para um processo que poderia criar diretamente combustível líquido limpo.

“O que gostaríamos de fazer a seguir, em vez de fazer combustível sintético e depois convertê-lo em combustível líquido, é transformar o combustível líquido em um passo a partir do dióxido de carbono e da água”, resume Reisner.

Um artigo sobre a pesquisa foi publicado na revista científica Nature Materials. [ScienceAlert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (19 votos, média: 4,74 de 5)

Deixe seu comentário!