Cientistas pedem limite para experimentos híbridos entre animais e humanos

Por , em 28.07.2011

Humanizar animais em nome da ciência pode fornecer informações valiosas sobre a forma de funcionamento do corpo humano e até trazer solução para doenças. Mas o limite para isso nem sempre é bem delineado; agora, pesquisadores dizem que regras claras precisam ser estabelecidas em pesquisas que criam híbridos de animais e humanos.

Cenários extremos, como a inserção de células cerebrais em primatas para criar macacos falantes, pode parecer ficção científica, mas pesquisadores de todo o mundo parecem estar cada vez mais à beira de limites como esse.

Cientistas chineses já introduziram células-tronco em fetos de cabras e pesquisadores americanos têm estudado a hipótese de criar um rato com células de cérebro humano.

Fatos como esses estão sendo contestados pela Academia de Ciências Médicas da Grã-Bretanha, que está pedindo uma maior fiscalização e regras mais estritas para as pesquisas híbridas de animais e humanos.

A criação de animais com traços humanos não é nova, e nem sempre é prejudicial. Camundongos geneticamente modificados são prova disso. Graças a esses animais, contendo DNA humano, novas drogas contra doenças como o câncer estão sendo desenvolvidas.

O problema, para o professor de genética britânico Martin Bobrow, é quando Frankesteins começam a ser criados, com aspectos singularmente humanos, como pele, formato de rosto e fala. Por isso, segundo Bobrow, outros países devem seguir o mesmo caminho de fiscalização e regulação, abordando as preocupações com o público.

Animais humanizados têm desempenhado um papel fundamental em diversas áreas, como no tratamento da infertilidade e da Síndrome de Down. Uma pesquisa de opinião pública mostrou que a maioria das pessoas é a favor de pesquisas em animais contendo material humano, se ela for conduzida para melhorias na saúde.

Mas há sérias preocupações com experimentos que envolvam o cérebro e possíveis fertilizações de óvulos humanos com espermas de outros animais. Afinal, encontrar um papagaio que diz “quem é esse menino bonito?” é uma coisa; ver um macaco falando é outra, bem diferente – e assustadora. [Reuters]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

47 comentários

  • Gera:

    PERGUNTA:

    SERÁ QUE OS CENTÁUROS, MINOTAUROS, UNICORNIOS E OUTROS SERES DA MITOLOGIA FORAM APENAS PRODUTO DA IMAGINAÇÃO HUMANA????
    SERÁ QUE NO PASSADO NÃO HOUVE ALGUÉM QUE FIZESSE TAIS TIPOS DE HIBRIDAÇÃO???

    HOJE SABEMOS QUE TUDO É POSSIVEL!!!
    SÓ QUE NO PASSADO TAMBÉM ERA!!!!!!!!!!!!!!!!!
    SEMPRE EXISTIRAM “GÊNIOS”, CAPAZES DE PRODUZIR HIBRIDAÇÕES!

    AH!… E A TEORIA DA QUAL SOMOS A HIBRIDAÇÃO FEITA POR ETS???
    SERÁ VÁLIDA?????

    DE QUALQUER FORMA, SÓ ESPERO QUE O SER HUMANO NÃO ESTEJA CAINDO EM UMA ARMADILHA CRIADA POR ELE MESMO, ONDE OS INSETOS USADOS EM EXPERIENCIAS DE LABORATÓRIO O FAÇAM DE CRIAÇÃO DE ENGORDA PARA SEREM CONSUMIDOS COMO ALIMENTO.

    UM ABRAÇO A TODOS.

  • Anderson Silva:

    Bahhh, Me condenem, mas acredito que não precisa ser tão limitado quanto a isso… pode parecer anti-ético, mas é a solução pra inumeros problemas… Se nescessário, não há pq ter tanta ética

  • Marcelo da Silva:

    Vejo que a maioria das pessoas aqui acham que isso não seja nada. Tirando algumas pessoas que vejam que são amantes dos animais e acham que os homens tem de se submeterem, não entendo as outras. Vcs acham isso pq vcs não estão raciocinando bem, creio eu. Imaginem que alguem te criasse num tubo de ensaio, meia parte humana e meia parte reptil como uma serpente. É algo abominável para dizer o mínimo! Fazer isso com outra pessoa, que não vai ter nem o direito de escolher, nem sei o que dizer! Com certeza estamos voltando a ser animais, já que vale tudo para o “progresso da ciencia” e “o bem da humanidade”. É, os fins estão mesmo justificando os meios. Acho que os nazistas também devem ter chamado ao que faziam de “progresso”.

  • Rich D’Attraction:

    Que façam híbridos entre o homo sapiens e as outras espécies, quem sabe, finalmente o HOMEM não seja criado? Porque humanidade está em falta nesse exemplar tão egocêntrico que se auto-intitula de homem.

    Cientistas já disseram que somos tão animais quanto o resto.

  • Quimera Falante:

    quem sabe assim eles poderiam falar por eles mesmos que não querem ter que passar por tanto sofrimento e dor nos laboratórios em prol dos humanos….

  • Gabriel Costa:

    Eu não sou religioso, pelo contrário, odeio religião, só que ao ponto de implantar inteligência em animais eu sou contra!
    Se fosse pra colocar habilidade de animais em humanos, como, visão melhorada, olfato aguçado, audição aguçada, força velocidade e o que os animais tem que nós não temos eu sou a favor, já implantar coisas humanas em animais não! Pois nós somos únicos, tornar animais em humanos é a mesma coisa que chutar toda a evolução que nos criou!
    Nós temos que ser melhores do que os animais, e não os animais serem melhores que nós!
    E essa ideia de macaco falante, e rato inteligente é um absurdo, é regredir na evolução, pois nós vamos ficar igualados á um rato!

    • Quimera Falante:

      querido nos já somos iguais a ratos e macacos pois somos animais caso não tenha percebido, essa superioridade que se gaba simplesmente não existe

    • wagner.dtr:

      Seria um chute na evolução também se fizermos upgrades nos humanos a partir de recursos de outros animais. Sua proposição não se sustenta.

    • Rich D’Attraction:

      Quanta insegurança.

  • Rafael:

    Essa é a Inglaterra que condenou os nazistas?

  • John jones:

    se fizermos esses seres,o reinado humano estará com seus dias contados pois seres poderão nos extinguir assim como aconteceu com os neandertais!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Leo:

    poderíamos criar centauros, minotauros, sereias, vários seres mitológicos, as possibilidades são infinitas, imaginem só um humano com olhos de águia etc.

    porém existem limites éticos, a sociedade não esta preparada para este tipo de coisa.

    • Leo:

      e não se esqueçam dos homem-planta tudo isso seria a mesmo tempo revolucionário, anti-ético, fascinante, cruel de certa forma pois os híbridos sofreriam de preconceito, talvez até extermínio.

      é um assunto muito polemico.

  • Henrique:

    Boa tarde.
    Acho que os limites da ética já foram ultrapassados e com algumas finalidades que nem sempre são tão óbvias. Eu recomendo que assistam os capítulos 27 e 28 de uma série chamada “A Chegada” no youtube… para mim foi muito esclarecedor.
    Eu apenas liguei os pontos, ao assistir a série, e fez muito sentido.

  • PredadorXD:

    Homem – Iae macaco quais são as novas ?
    macaco – Há tudo na mesma, balançando nas arvores comendo banana…

  • Éder Augusto:

    Não sou religioso,mas concordo que deveriam haver regras.E se eles criam animais que pensam como nós?O pensamento é a principal arma do ser humano,imaginem se ele deixar de ser apenas nosso? Isso parece loucura mas pode acontecer.

  • rafel:

    a inglaterra ta ficando pra tras, entao querem inventar proibições.

  • Alexandre Medeiros:

    Incrivel como as massas são estúpidas!, incrivel como a religião cega o entendimento…
    Qualquer individuo sabe que estes experimentos são para o benefício da humanidade. DNA, genoma, cultura de tecidos, cura de doenças como câncer, Alzheimer, cultura de tecidos, paralisias diversas, etc.
    Os ignorantes de plantão, são os mesmos que utilizam estes benefícios, e graças a ciência, possuem a língua afiada…

    • Jorge de Melo:

      Acho que você não entendeu. Não se trata de experimentos que tragam benefícios para a humanidade – estes continuarão aserem feitos. A questão é, por exemplo, a criação de híbridos entre animais e humanos – coisas além das experiências “científicas” de Josef Mengele.

  • Jairo Wilson Muller:

    Gente… por favor… enquanto nos passamos a discutir os prós e contra do assunto, os cientistas estão continuando suas experiências malucas, pouco se lixando para o que nós pensamos delas.
    se um de nós assistir uma operação de hemorroidas, provavelmente iremos desmaiar ou vomitar… para os médicos, é exatamente como o é para um açougueiro, cortar uma alcatra.

  • igor:

    Imagina os animais dominando as cidades ,e nos seres humanos indo para florestas xd, esses cientistas querem dar inteligencia aos animais , isso é contra a obra de Deus , esses caras não tem o que fazer

  • Renan:

    Planeta dos macacos em 3d rsrrsrsrsr

    • Marcelo da Silva:

      Eu também pensei nesse filme. rssr… E mostra bem o que aconteceria, o animal ficou completamente deslocado entre os humanos. Ele não era nem um, nem outro. Só conseguiu um grupo quando transformou aos outros macacos.

  • Rod:

    Rasputin é mais conecido por outros motivos, mas no início do sec XX fez profecias que não eram compreendidas pela ciência de então. Vejamos algumas sobre o tema desta postagem
    Os trechos abaixo fazem parte de um extenso texto em que Rasputin fala sobre manipulação genética, chegando a ser impressionante a forma como ele trata o assunto, num tempo em que não se falava nisso.
    “… Nascerão monstros, que não serão homens e não serão animais. E muitos homens que não estiverem assinalado na carne nem na mente terão o sinal na alma. Quando depois os tempos estiverem maduros, encontrareis no berço o monstro dos monstros: o homem sem alma.
    “… As plantas, os animais e os homens foram criados para ficar separados. Mas dia virá em que não serão mais isolados. E então o homem será meio homem e meio vegetal. E o animal será animal, planta e homem. Nesses corpos sem mais limite vereis pastar um monstro chamado Kobaka.
    “… Com sempre maior freqüência vereis enlouquecer as partes do corpo. Onde a natureza tinha criado a ordem, o homem semeará a desordem. E muitos sofrerão por esta desordem. E muitos morrerão pela peste negra. E quando não estará a peste a matar serão os abutres a dilacerar as carnes… Todo homem tem em si a grande medicina; mas o homem-animal preferirá curar-se com os venenos.”
    “… Os dóceis insetos se tornarão obreiros da morte porque haverá o homem de envenená-los … A alquimia irresponsável do homem terminará por transformar as formigas em monstros gigantescos que destruirão casas e países; e contra as formigas gigantes não adiantará fogo, nem água. No fim vereis voar as rãs e as borboletas se tornarão abutres e as abelhas se arrastarão pela terra como as serpentes. E as serpentes tomarão muitas cidades.”

  • Josmar:

    Sou a favor de experiencias que tragam beneficios para a humanidade, desde que não haja mal tratos com animais.

  • Mah:

    Por isso que surgem tantos filmes de animais dominando o mundo, e ainda fazem essas experiencias..

  • Wolf:

    e se criassem híbridos de humanos e animais q pudessem ser hibrídos ou humanos quando quisessem,é uma idéia meio doida,se bem q do jeito q a ciência é hj eu ñ duvido mto q o q só acontecia em desenhos possa virar realidade,os cientistas estão ficando cada vez mais doidos.

  • eduardo:

    Esse é um campo muito delicado da ciência…
    Eu tb sou um entusiasta desse tipo de assunto… sempre me interessou muito… e adoraria que tais pesquisas fossem levadas à diante, e à sério, logicamente…
    O problema começa exatamente pq o ser humano é preconceituoso com o que é novo e/ou diferente…
    Imagine se a evolução artificial fizesse macacos falantes…
    E se esses macacos passassem a se comportar semelhante aos humanos?
    Se se os primatas se integrassem à sociedade?
    Será que isso não traria consequências ruins pra esses animais?
    Eles seriam escravizados/explorados?
    Eles receberiam salários por seus trabalhos?
    Poderiam se apaixonar por seres humanos e até manter relações sexuais?

    Essas indagações podem parecer absurdas… e são… hoje..
    Mas antes de 1900 voar em um “pássaro de metal” era um sonho ridículo… e centenas de anos antes o planeta Terra era plano… se alguém duvidasse era taxado de retardado ou filho do demônio…

    Mas o meu desejo como nerd é o de que essas pesquisas avancem sim… porém, com cautela……

    • Fábio Virgílio:

      Que tipo de cautela? Vc gostaria que essas experiências fossem feitas em vc? Gostaria de ser uma aberração isolada da sociedade? Sem nenhum par, apenas uma experiência. Lembre-se que a vida não é um vídeo-game. Ainda fala que o ser humano é preconceituoso com o que é novo. O ser humano é preconceituoso e vc é preconceituoso e egoísta. Um nerd não falaria tanta asneira.

    • Marcelo da Silva:

      Fábio Virgilio,
      vc é uma das poucas pessoas sensatas aqui. Acho que os outros tão falando só por falar mas não pensaram bem nas implicações que isso causaria nos outros seres envolvidos.

  • Ozzy:

    os animais estão ae exatamente para nos ajudar, o cavalo desde os primordios nos ajuda a enfrentar grandes distancias, outros animais nos dão alimento e tbm são o alimento, logo, se as pesquisas forem para ajudar a humanidade devem seguir adiante…

    • Suzan:

      Cara na boa, os “animais” não “estão aí pra nos ajudar”. A gente usa eles porque há uma relação de poder na qual os homens estão ganhando (por assim dizer). O jeito que os fatos científicos são pintados, pela maioria das pessoas, nos leva a crer que somos superiores que os outros animais (pq afinal de contas o homem é um animal), mas quem pode dizer o que realmente é superioridade? E mesmo que sejamos superiores porque isso nos daria o direito de “usar à nosso bel prazer” esses animais? Vamos lembrar que os negros já foram considerados animais…agora me diz, é justo considerar animais como objetos?
      Acho importante a pesquisa em animais, mas esses animais devem ser tratados com respeito, afinal de contas estão dando a vida deles pela humanidade (mesmo que não fosse a intenção deles).
      Acho também que parte das pesquisas deveriam ser conduzidas em cobaias humanas (como condenados à pena de morte)

  • Roberto:

    Os gregos antigos eram mestres da abstração. E se dermos prosseguimento ao pensamento grego, nada mudou. Vá a um rodeio, converse com alguns peões e depois me diga se jamais viu um sagitário, sem flechas, é claro. Ao invés de flechas eles usam cantar modas sertanejas.

  • Nulo:

    Cara a humanidade já estaria e extinta se não fosse o conhecimento acumulado e o avanço da ciência e tecnologia. Nós estamos correndo e a natureza vem depois, devorando quem fica pra trás. Talvez o fim da humanidade se dê pela estagnação causada por inúmeros conflitos morais. Chegará um ponto onde ou a gente deverá optar entre fazer a coisa “errada” ou deixar de existir.

    • Marcelo da Silva:

      Não, se dará se nos tornamos isso, sem moral, pois não seremos mais humanos, seremos só animais selvagens mesmo.

  • Harley Eugenio:

    Que for contra que pare de comprar remedios e fazer exames.
    todos os medicamentos e maquinas para a medicina de hoje veio de teste com animais.

    pelo bem da humanidade vale tudo, menos crueldade com animais.

    • Suzan:

      Concordo, os grandes avanços da medicina estão atrelados à utilização de cobaias…
      Infelizmente, talvez os maiores avanços, tenham contado com “cobaias judias”…

      Cobaias são necessárias, mas devem ser tratadas com respeito!

  • Alter ego: Filósofo:

    Este é um tema em si polêmico. Se você vai apoiar um causa ao invés de outra dependerá do seu ponto de vista.
    O quê você põe em primeiro lugar?A ética ou o conhecimento?

    Só sei que o homem, assim como todo animal, possui um instinto que supera todos os conceitos éticos: A sobrevivência.
    Se o homem tiver que sacrificar alguns animais para zelar pelo bem de sua própria espécie, ele sacrificará.

  • Alisson:

    Isso fere fere o direito dos animais e da humanidade, e como tudo na vida, tem o lado ruim também, vai que isso caia em mãos erradas!

  • Ladislau Neto:

    Intrigante.
    Qualquer um que se puser a favor tem que admitir que isso é mexer com a vida de uma forma inegavelmentee sinistra.
    Um papagaio que tiver capacidades cerebrais suficientes para elaborar conversação e conseguir responder perguntas deixa de ser um animal e passa a ser uma pessoa. E o cientista que fizer isso tem que admitir a situação em que ele está pondo UMA PESSOA.
    Se pôr no lugar, se imaginar como um ser sem identificação e sem espécie, sem ser animal ou humano. O que será dessa pessoa? O que se dirá a ela? O que se esperar dela?
    Incluindo que sendo criadas e acompanhadas pelos cientistas essas pessoas lhes serão como filhos. Eles poderão surpotar quando a sustentabilidade de seus corpos físicos chegarem ao limite e vier a morte em um tempo muito provavelmente precoce? E como se deixa-os cientes disso? Como se conta isso pra eles? O quanto a vida e morte deles importarão enquanto consciências próprias?
    E em nome de que?
    De avanços e descobertas impossíveis. Tão profundas quanto a mente humana, a vida consciente, a vida senciente. Um conhecimento inigualável, irresistível.
    Isso me deixa curioso e sedento pelo progresso, devo dizer, assim como a tantas outras pessoas. O suficiente para me fazer a favor desta causa.
    Contemplemos o Futuro que o Destino nos aguarda. Exploremos o jogo que Natureza rege com a vida do Homem.

    • Suzan:

      Meu, se alguém conseguir um papagaio raciocinar como um humano ele conseguiu sim um avanço surpreendente,imagine o que essa informação não seria capaz para ajudar crianças que nascem com má formação cerebral???

      E não acho que vc tem que explicar pra ninguém o quanto ele vai viver…minha mãe nunca me contou qual é a estimativa que ela me dá de vida…hauhauha

  • Andy:

    Esse tipo de pesquisa não deveria ser barrada, e sim incentivada. Essa história de que é anti-ético é bobagem de religiosos fixistas.

    O mundo vivo é baseado em evolução, mutação, miscigenação. Essas experiências nada mais são que uma forma artificial de simular a natureza para agregar conhecimentos que vão beneficiar toda a humanidade, inclusive esse “éticoszinhos” e meia-tigela.

    • Gray:

      O problema é que quando esses hibridos se aproximam dos humanos, alguns podem argumentar que as leis humanas valem para eles. Se um cérebro humano é colocado num corpo de macaco, que leis aplicar para ele?

    • Andy:

      Bom apontamento! Não tinha pensado nessa questão.

      Realmente há algumas questões a se ponderar.

  • drew:

    para com isso pessoal,todos nós sabemos que uma dia a raça humana terá de se auto modificar para poder viver nesse planeta…ainda mais do jeito que estamos destruindo ele.

  • Tay:

    Progresso sempre assusta, porém é nescessário e inevitável.

  • José Calasans.:

    A mente humana é criativa e essas experiências serão realizadas que queramos ou não.Acho importante pesquisas que são direcionadas para o bem da humanidade,porem seria ingenuidade se pensar que alguém não exploraria outras ramificações destes experimentos.

Deixe seu comentário!