Cientistas podem ter identificado partícula que formou a matéria escura

Por , em 10.03.2020

Até 80% do Universo pode ser formado por matéria escura, mas ainda não foi possível identificar do que ela é composta. Artigo publicado no Journal of Physics G Letters indica que a matéria escura pode ser formada pela partícula hexaquark d*(2389), provavelmente detectada em 2014.

A matéria escura exerce força gravitacional, mas não emite luz e nunca foi vista. Embora não se saiba do que é feita e nunca tenha sido encontrada, a maioria dos físicos está convencida de que ela existe.

Entre as evidências da existência da matéria escura estão aglomerados de estrelas girando mais rápido do que deveriam e distorções de luz vistas no céu noturno. As teorias sobre matéria escura mais estudadas envolvem partículas nunca vistas. Entre as variadas teorias, raramente, alguém propõe que seja composta por algo que já saibamos que existe.

No entanto, os físicos da Universidade de York, na Inglaterra, Mikhail Bashkanov e Daniel Watts, argumentam que o hexaquark d*(2380), ou d-star, pode explicar toda essa matéria não identificada.

O que formou a matéria escura

Os quarks são partículas fundamentais no Modelo Padrão da física e combinadas em trios formam prótons e nêutrons. Já a partícula de carga positiva d-star, composta por seis quarks, existiu muito brevemente durante um experimento realizado no Jülich Research Center, na Alemanha, em 2014. Por ser tão fugaz, a detecção da partícula não foi totalmente confirmada.

Devido ao rápido decaimento, a partícula não pode explicar por completo a matéria escura. Mas, Bashkanov considera que, no estágio inicial do Universo, elas podem ter se aglomerado de forma a impedir o decaimento.

De acordo com a teoria dos autores, após o Big Bang, conforme o Universo esfriava e expandia, hexaquarks d-star podem ter se agrupado e formado um quinto estado da matéria, o condensado de Bose-Einstein.

Em experimentos quânticos, o condensado de Bose-Einstein se forma quando a temperatura cai tanto que os átomos começam a se sobrepor e misturar. Esse é um estado de matéria diferente do sólido.

Na fase inicial do Universo, o condensado de Bose-Einstein teria capturado elétrons e formado matéria de carga neutra. O condensado de Bose-Einstein composto por d-star com carga neutra se comportaria de forma muito similar à matéria escura.

O próximo passo é compreender melhor como o d-star interage, quando as partículas se atraem e quando repelem uma a outra. Os pesquisadores irão trabalhar em conjunto com cientistas da Alemanha e Estados Unidos para testar a teoria sobre matéria escura e procurar hexaquarks d-star no Universo. [Live Science, University of York]

4 comentários

  • Bogdan Vilicic Neto:

    Deixei um comentário e gostaria de saber onde ele aparece?

    • Bogdan Vilicic Neto:

      Obrigado pelo retorno.

    • Cesar Grossmann:

      Comentários com links ou excessivamente verbosos estão sendo moderados. A fanpage no Facebook não tem estas limitações, que eu lembre.

    • Bogdan Vilicic Neto:

      Alguma posição ?

Deixe seu comentário!