Como garrafas plásticas podem colocar um teto sobre sua cabeça

Por , em 8.03.2012

Embora possam parecer primitivos, telhados de palha são uma forma eficaz de impedir a entrada de chuva, e ao mesmo tempo ventilar uma casa.

Mas, no Equador, onde as terras estão sendo destinadas à agricultura, garrafas plásticas descartadas poderiam ser uma alternativa melhor à palha e gramíneas.

O professor de administração David Saiia, da Universidade de Duquesne, criou uma máquina que não requer energia, apenas esforço humano, para fatiar garrafas de plástico em tiras finas que trabalham de forma tão eficaz quanto palha e gramíneas quando se trata de fazer um telhado.

Em um dia de chuva, essa é uma alternativa ainda melhor ao metal ou folhas de plástico, que podem agir como um tambor conforme gotas de chuva batem no telhado (quem nunca ouviu o enorme barulho que uma boa chuva faz nesses materiais?).

E o plástico de fato dura muito mais tempo do que materiais naturais como a palha, que se biodegradam em um ritmo muito mais rápido. Portanto, há necessidade de menos manutenção e reconstrução dos telhados.

Claro que o plástico não é exatamente um dos materiais preferidos dos ambientalistas, e o projeto para os novos telhados ainda está em fase de testes para que os pesquisadores se certifiquem de que é seguro e não tóxico.

Porém, estima-se que uma casa média no Equador reutilizaria até 1.600 garrafas, salvando-as de aterros sanitários, onde o impacto ambiental de outra forma seria bem mais negativo.[Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,00 de 5)

9 comentários

  • gomes:

    maneiro tomara que de certo gostei muito.

  • neto:

    transferem para as pessoas a responsabilidade pela finalidade a ser dada a garrafas pets e outros materiais que poluem o meio ambiente; isso deveria ser obrigatório para as indústrias fabricantes; solução muito simples, mas estranhamente não aplicada seria dar-se desconto para cada garrafa devolvida quando da compra de outra.

  • Luizzemberg:

    Muito interessante mesmo!! Parabéns pela iniciativa, todos nos devíamos ter a mesma iniciativa, porque reciclar e necessário, como diz a frase “na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma”, vamos utilizar e reutilizar, assim tentaremos manter a natureza menos poluída e deixaremos alguma coisa para os nossos filhos e netos.

  • gloria:

    As garafas pet estão se tornando uma fonte de renda inesgotável, os catadores disputam por elas como disputam a latinha.Minha amiga junta garrafas e vende a um mini empresário q compra p\ fazer tecidos, as camisetas são leves ,fresquinhas ñ amarrota,ñ precisa passar, ñ pega cheiro de suor faceis d lavar.São vendidas em lojas populares. Fazem sob encomendas p\ propagandas em corridas de ruas e períodos eleitorais.Alem dos telhados tbm já vi casas com paredes de garrafas pets,moveis ,cercas de hortas , muros ,floreiras,flores cercados de jardins,vassouras,brinquedos, utenciliosp\ casa e decoração ,tintas e vernisAntes de reutilizarem a garrafa pet jogavam toda essa riqueza na natureza.

  • Mario Luis Bauer:

    Boa tarde gostei da amteria mas como faço para adquirir uma maquina dessas.
    No aguardo.
    Abraços

  • Evaldo:

    Balacobaco,veja pelo lado positivo essa informação, se realmente conseguirem produzir telhados utilizando garrafas plasticas, teremos enormes benefícios, os rios não transbordarão em ápoca de chuva, os esgotos não entupirão, sem contar que todo esse material hoje é descartado na natureza.

    • Geraldo Azevedo:

      Gostei do comentario do Evaldo,só queria acrescentar mais, os beneficios como cobertura de casas p/ as pessoas menos favorecidas pela sorte

    • WWWATOM:

      PELO QUE VI,COM CRIATIVIDADE, ATÉ PESSOAS MAIS “FAVORECIDAS” PODEM UTILIZAR A IDÉIA…
      … GOSTEI…

    • Viajante Cósmico:

      Acrescento outros tipos de plásticos, como sacolas, pneus e restos de materiais de construção como causas de obstrução dos bueiros, responsáveis pelo escoamento da água da chuva.

Deixe seu comentário!