Vídeo: tanque militar flutuante ultrapassa obstáculos na terra e na água

Por , em 14.08.2012

Você já ouviu falar em veículos anfíbios? São máquinas motoras capazes de se locomover tanto sobre a terra quanto sobre a água. A maioria dos modelos produzidos até hoje são de pequeno porte, pouco mais do que um carro com rodas infláveis, capazes de boiar na água.

A Agência DARPA, do governo dos Estados Unidos, resolveu ir além: eles criaram um gigantesco tanque militar capaz de trafegar perfeitamente em terrenos secos, alagados e até em alto mar.

DARPA é uma sigla para “Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa”. Tendo a missão de desenvolver facilidades para as forças armadas do Tio Sam, a agência lançou um monstro tecnológico, que pode ser conferido no vídeo acima.

Se você assistiu a demonstração e já ficou impressionado com o tamanho, a DARPA tem uma surpresa: este é apenas um protótipo com apenas 20% do tamanho que o tanque original terá. CAAT, o nome da fera, deverá pesar mais de 20 toneladas, mas os cientistas garantem que não afundará um centímetro sequer.

Como ele flutua na água

O CAAT é dotado de rodas, envoltas normalmente em pneus, mas elas não chegam a tocar o chão ou a água. Revestindo os pneus, corre uma esteira de colchões cheios de ar (chamados de “pontões”), que conferem ao veículo o poder de não afundar, independente de seu tamanho ou peso.

Nos testes, sucesso absoluto. O CAAT transitou facilmente por superfícies em diferentes graus de alagamento, navegou tranquilamente por águas marinhas e trocou rapidamente de ambiente (passagem da água para terreno firme e vice-versa).

As missões de um carro anfíbio

Embora o veículo tenha sido desenvolvido para as forças armadas, a princípio, os representantes da DARPA explicam que o CAAT não deve ser usado para fins bélicos.

Desastres como enchentes, tsunamis e naufrágios são cenários em que o tanque pode ser extremamente útil, tanto para resgatar pessoas como para transportar objetos: muito mais ágil do que um barco, o CAAT pode levar para lá e para cá toneladas de mantimentos, equipamentos e destroços.

Em longo prazo, a meta dos pesquisadores é ousada: conceber o CAAT para ser vendido em larga escala. Conforme explicam os cientistas, se a Defesa Civil de cada região do planeta puder contar com veículos como esse, muitas vidas poderão ser salvas nas catástrofes do futuro. [Gizmodo/Info Jornal/Engadget]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

3 comentários

  • jodeja:

    O império romano dominou o mundo de então, depois caiu. Muitos impérios antes também caíram. Quem pode garantir que o império americano também não cairá?

  • Henrique Martins:

    Uso de máquinas e equipamentos específicos e mudança de atitude são fatores que podem fazer a diferença em nossas vidas.

  • Modesto:

    Bem legal, mas me dá algum arrepio ver que ainda existe muito investimento em construção de armas militares nos países como Estados Unidos, outras potencias em “supostos” períodos de paz.
    Acho que esta busca por uma força militar imbatível mesmo quando não há guerra é uma tentativa de criar uma, por exemplo, “PAX AMERICANA” igual como aconteceu no período romano onde todos os povos se submetiam a cultura é política do império pela sua grande riqueza.
    Nada de conspirações, mas acho que os EUA tem se preocupado com isso já que não é o único pilar em matéria econômica da atualidade, e quando esta nossa bolha econômica estourar de uma vez por todas o mundo ficara doente por uns tempos, mas finalmente iremos ficar livres do jogo de forças criado deste a primeira guerra mundial.
    Sei lá.

Deixe seu comentário!