Como o parto pode causar estresse pós-traumático na mulher

Por , em 5.09.2012

Não é exagero dizer que a hora do parto pode ser um trauma: estudo recente mostrou que o término da gestação pode causar sintomas de Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT), como flashbacks, pesadelos, irritabilidade, palpitações e medo de passar por uma experiência semelhante.

Normalmente, o TEPT ocorre em pessoas que viveram ou presenciaram um evento que trazia para elas ou para outros ameaça de morte ou colocava em risco sua integridade física (como guerras ou atentados terroristas). Os cientistas responsáveis pela nova pesquisa concordam que colocar o parto lado a lado de eventos como guerras é controverso, mas, ao mesmo tempo, acreditam que ele realmente pode ser uma fonte de medo intenso.

No estudo, foram entrevistadas 89 mulheres que haviam dado à luz recentemente, sendo que 71 delas não fizeram uso de medicamentos para diminuir a dor. Do total, 3 apresentaram TEPT “grave” (diagnóstico total); 7 chegaram perto do “diagnóstico completo”; e 23 apresentaram sintomas significativos durante pelo menos um mês.

Durante as entrevistas, a dor foi citada como a principal causa de trauma. Também foi listado o medo de complicações graves ou fatais para elas mesmas ou para o bebê. De acordo com o psiquiatra Rael Strous, da Universidade de Tel Aviv (Israel), o desconforto por permanecer durante muito tempo com poucas roupas também teve um forte efeito negativo, mencionado por 4 de cada 5 das mulheres que demonstraram sintomas de TEPT.

No artigo em que relataram a pesquisa, publicado no Israel Medical Association Journal, os autores apontam que “essas altas porcentagens indicam uma população em risco e a importância de detecção precoce, diagnóstico e tratamento se necessário”. Eles também destacaram a importância de se preservar a dignidade da mãe no momento do parto.[Daily Mail UK]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

4 comentários

  • Espirita:

    RÚSSIA -. Os russos não escondem que o chamado Planeta X ou Nibiru como outras abordagens da Terra e suas conseqüências podem ser catastróficas. no céu há um novo objeto, uma mancha avermelhada antes só observada por astrônomos, mas depois de maio 2012 pode ser visto a olho nu .
    Este seria o escuro planeta Nibiru, a probabilidade da existência deste planeta em nosso sistema solar apenas reconhecido pela NASA em 1982. Desde os sumérios de 5000 anos atrás, eles o chamavam de “disco alado” e argumentam que o aparecimento de Nibiru no céu ameaça causando problemas.
    “A Queda dos asteróides à Terra não é mais relevante, a humanidade espera mais grandes eventos, a abordagem para a Terra de outro planeta, Nibiru irá passar tão perto que terá consequências para toda a humanidade e será catastrófico e que o Planeta X é muito maior que a Terra, pois a atração gravitacional de Nibiru é muito maior.
    Esta abordagem irá ocorrer no final de 2012, quando os planetas vão estar no seu máximo, poderia mudar a rotação da Terra ou inverter pólos, uma nova era glacial, inundações, e o extermínio de toda a vida na superfície do solo 2/3 da humanidade morrerá ou, eventualmente, todos, de acordo com uma teoria do planeta Nibiru é o planeta dos Deuses, répteis nos textos antigos chamavam o Annunaki sumérios traduzido como os descendentes do céu.
    Uma vez a cada 3, 600 anos Nibiru está perto de nosso sistema solar, de acordo com os cálculos deste planeta será visível no final de 2012, um olhar no hemisfério Sudeste (Antártica) e 21 de dezembro de 2012, Nibiru de passagem perto da Terra e no Céu será semelhante a um segundo sol vermelho, coincidentemente ou não, neste dia, a era do calendário maia l esta sabia resumos, bem como a NASA sabe disso também, mas nas aulas de astronomia não dizer nada, nem uma palavra única, uma vez que estive aqui, é proibido de falar sobre a existência de um planeta desconhecido, Nibiru, lembre-se este nome porque está se aproximando, em 1972, Joseph Brady, da Universidade da Califórnia descrubriu que um planeta desconhecido causou perturbação gravitacional no cometa Halley.

  • Maya Samanta:

    Yuri Herdt <—- Eu hein porque vou pensar nisso e ciborgues nem existem ainda que louco! Vc tá vendo ficção científica demais huahuahua

    O problema hoje é que as mulheres são ensinadas na sua maior parte a serem histéricas e dramáticas isso sim, é difundido na cultura o tempo todo que o parto é doloroso e terrível e elas se amedrontam e imaginam mais a dor do que de fato existe e na hora do parto vira até um drama desnecessário, essa prevalência de 80% dos sintomas de TEPT é mais causada pela histeria delas que outra coisa, pois elas acreditam que sentiram mais dor do que realmente deveriam ter sentido foram ensinadas que parir dói por suas mães, tias e amigas histéricas, o que existe ai é uma epidemia de histeria e não de TEPT, acredito eu somente umas poucas de verdade é que tiveram problemas no parto o resto foi tudo psicológico.

    Eu falo isso pq eu vejo meninas pequenas falando que acham que um parto deve ser muito doloroso e se mostrando amedrontadas e falam que as mães dizem isso toda hora, como que elas tem medo de uma coisa que nunca aconteceu com elas? Eu acho que estão sendo ensinadas a terem medo ao ponto de ficarem histéricas.

    E voltando ao doido ai, não tem como as mulheres serem pouco adaptadas ao parto nos dias de hoje, a maioria das mulheres que realmente não possuíam boas condições físicas e saúde para ter filhos a menos de 50 anos morriam com muita frequência e as poucas que sobrevivam a maioria ficava estéril, o restante das outras saudáveis tinham filhos normalmente, menos de 50 anos não é tempo sufuciente para o auxílio médico e tecnológico nessa área ter esse impacto todo para o homem se tornar tão frágil ao ponto de não conseguir se reproduzir sem auxílio, em outras áreas da saúde onde o uso de tratamentos efetivos tem mais de uns 300 anos pode até já está acontecendo, mas menos de 50 anos acho difícil, isso mal dá 4 gerações, 4 gerações é pouco para causar essa mudança significativa

    • Druida:

      “Usarei meu achismo para desbancar um estudo científico” belo argumento

  • Yuri Herdt:

    O ser humano está se tornando tão fraco que tenho medo de em um futuro não muito distante, as pessoas não suportarem mais o parto ou o nascimento. A tecnologia que criamos se torna fruto de nossa realidade e essencial a nossa estrutura e talvez um dia sejamos totalmente dependentes dela pare ter filhos. Sendo que indiretamente já somos dependentes de diversas tecnologias. Cada vez mais dependentes, temo o momento que ela começar a se tornar mais parte do nosso corpo do que normalmente, tudo bem, se formos ficar vivos, quebrar preconceitos não tem problemas. Mas e as consequencias telativas a saude de ciborgues? A questão é: ciborgues poderão ter a capacidade de serem saudaveis ou ficarão enfermos. Natureza sempre pareceu ser algo mais saudavel. Será que em vez de criarmos um ambiente artificial para vivermos, porque não buscamos nos aproximar mais da natureza? Se mais saudaveis proximo do que nos criou.

    No entanto a natureza nos dita seleção natural para ficarmos mais fortes… isso o ser humano não quer… porém, isto teremos que substituir de alguma forma;

Deixe seu comentário!