Crianças se encontram com estranhos da internet

Por , em 7.08.2008

Os pais precisam aprender a ficar de olho no que seu filho faz na internet, pois uma assustadora taxa de 20% de crianças se encontrou com pessoas estranhas que conheceu na internet..

E 25% das crianças de 8 a 12 anos ignoram as restrições de idade no uso dos sites de redes sociais como o Orkut.

O estudo foi feito no Reino Unido pesquisou 1.030 pais e mães e mil crianças e descobriu também que três em cada quatro pais e mães verificavam o que seus filhos faziam na internet.

A empresa Garlik também descobriu que um quarto dos pais e mães pesquisados disseram que verificam freqüentemente o perfil de seus filhos em sites sociais para verificar se eles são estão fazendo amizade com estranhos.

Nove em cada dez pais e mães pesquisados conversaram com seus filhos sobre os perigos dos sites de redes sociais e 58% disseram estar mais vigilantes atualmente do que um ano atrás.

Mais de 25% de crianças entre 8 e 15 anos disseram que têm estranhos como amigos nas redes sociais e 20% chegaram a se encontrar com estranhos que conheceram na internet.

Cerca de 66% das crianças colocaram informações pessoais em seus perfis como escola que freqüentam, número do telefone celular, etc.

As crianças tendem a ser menos discretas com seus dados pessoais do que as pessoas mais velhas e sagazes. Isso não é necessariamente um problema se eles vivem em um ambiente online relativamente controlado, mas quando eles entram em um ambiente em que se misturam com pessoas bem mais velhas, isso é algo para se tomar muito cuidado, disse Tom Ilube, CEO da Garlik.

Portanto aprenda o que fazer para ficar de olho no que seu filho tem feito na internet. [BBC News]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

6 comentários

  • RobertoLyrio:

    Pode qualquer um vir e me chamar de antiquado, mas acho que lugar de criança NÃO É na internet.

    Se eu fosse pai, jamais deixaria meus filhos, enquanto crianças, navegando na internet livremente. Criança no computador é no máximo pra se divertir em alguns joguinhos, usar conteúdo educativo (e pesquisas) e só, tudo supervisionado pelos pais. Nada de ensinar (ou deixar) seu filho a abrir o navegador de internet, digitar endereços de sites na barra, criar perfis em redes sociais… Nem pensar! Você pode ficar 100% do tempo em que seu filho está online supervisionando-o? Você acha que ele o vai deixar fazer isso quando já tiver em redes sociais cheio de amiguinhos e conversas “privadas”?

    Pra mim, o ideal e não ensinar e não permitir que uma criança tenha livre acesso à internet, pois liberdade vem com consequências e uma criança não está apta (e preparada) a assumir responsabilidades por erros cometidos ao criar relações e ações equivocadas.

  • » Crianças aprenderão sobre segurança na Internet. – OxenTI » Blog Archive:

    […] Inglaterra vai conscientizar suas crianças de 5 anos ou mais sobre os perigos da internet – que muitos pais ignoram – mas também talvez sirva para alertar sobre downloads ilegais […]

  • Alessandra:

    Arthur, deixa eu te contar uma novidade, as crianças são inocêntes!!! E bom senso é algo que se adquiri e não que se nasce com ele.
    É preciso sim ter um controle sobre as atividades das crianças principalmente quando estas atividades lhes põe em risco, elas não tem uma noção ampla dos perigos do mundo em que vivem e podem ser alvo fácil de pessoas mal intencionadas. Tratando-se de crianças todo cuidado é pouco e nunca demais!

  • arthur:

    Esse número me impressionou!!
    1 a cada 5 crianças se encontrar com ESTRANHOS…
    Os pais precisam ficar mais atentos e as crianças conscientes do perigo existente…isso é algo muito sério…ainda bem que meus pais me deram alguns conselhos sobre esse assunto, e nunca me meti em “enrascadas” ^^ a internet tem seu lado bom também…mas falando sério…não acredito que alguém vá se encontrar com um desconhecido que viu na internet…isso é falta de bom senso…ou realmente as crianças são muito inocentes…

  • Luis Duarte:

    Infelizmente este é o lado negativo da internet. Os casos de sedução de crianças por criminosos pedófilos é muito maior do que mostram as estatísticas. Eu diria que neste caso a internet torna bem mais fácil a ação destas bestas humanas e contribui para a “indústria” da pedofilia.

  • Tavtta:

    Pais tem obrigação de saber o que os filhos estão fazendo com suas horas de lazer.
    A internet abriu um imenso mundo a todos, crianças são mais vuneraveis e tbm mais faceis de induzir, não precisa cercear a liberdade, com jeitinho e conversa vc tem permisão pra olhar o que andam fazendo! Não podemos ignorar que o mundo anda muito estranho…nunca é demais amor pelos filhos.

Deixe seu comentário!