Curiosity vai analisar sua primeira rocha em Marte

Por , em 24.09.2012

Em agosto desse ano, a nave Curiosity da NASA chegou ao seu destino final, Marte, planeta que vai estudar por dois anos a fim de determinar se ele tem ou já teve ingredientes-chave para a existência de vida.

Depois de um pouso complicado, desafio superado pelos cientistas, e de um período de testes, a nave começou a tirar fotografias e percorrer seu caminho no planeta vermelho.

Agora, Curiosity acaba de selecionar seu primeiro alvo para análise: uma rocha de forma piramidal, com 25 cm de altura e 40 cm de largura na base, que está a 2,5 metros da localização atual do robô no momento.

Desde que chegou ao planeta, o robô andou cerca de 289 metros. Ele está se dirigindo a Glenelg, uma área geologicamente interessante na interseção de três tipos de terreno. Curiosity vai avançar até chegar ao monte Sharp, a oito quilômetros de sua localização.

O trajeto será percorrido em pelo menos três meses, já que o robô anda cerca de 100 metros por dia, parando periodicamente para fazer atividades como testes e análises.

Os cientistas do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA estão muito animados para finalmente explorar todos os recursos de Curiosity.

Um dos cientistas do projeto, John Grotzinger, disse: “Conforme chegamos mais perto da área de luz enfraquecida, vemos faixas finas, escuras, de origem desconhecida. A diversidade é cada vez mais evidente à medida que nos aproximamos, fornecendo mais alvos potenciais para investigação”, disse.

O primeiro trabalho científico sobre o terreno com as ferramentas da nave será com a rocha piramidal. Para analisá-la, Curiosity utilizará primeiro o seu feixe de laser para vaporizar uma pequena seção da rocha. Seu vapor pode ser analisado pelas câmaras do robô para fornecer sua composição química.

Depois, outro instrumento da nave, o braço com espectrômetro de raios-X, fará uma comparação que irá fornecer aos cientistas dados precisos sobre a natureza da rocha, apelidada de “Jake Matijevic” em homenagem à Jacob Matijevic, ex-engenheiro-chefe de sistemas do laboratório, que faleceu em 20 de agosto, com 64 anos.[Gizmodo, TheGuardian, ZeroHora]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

10 comentários

  • Alex Reis:

    Cesar, sabe me dizer se futuramente com ajuda de alguma camera nesse robo, poderemos fazer uma viagem virtual com o auxilio do Google Maps ou outro recurso da Nasa?

    • Cesar Grossmann:

      Existe já o “Google Maps” de Marte: http://www.google.com/mars/

      Ele usa as fotos e levantamentos topográficos feitos pelos satélites em órbita de Marte, como da sonda que fotografou o Curiosity descendo, a Mars Reconnaissance Orbiter.

  • digiomni:

    estranho a rocha ja ter uma formação piramidal ao natural qual seria a cor real das imagens ? marte tem uma atmosfera que deixa tudo em preto e branco ? mas o planeta não era vermelho ? Monte Sharp ? agora falta o rio Microsoft e a planicie Sony a montanha Apple vem logo em seguida … marketing em marte novos rumos de como obter dinheiro para as pesquisas e um novo mundo para se arrecadar bilhões com publicidade afinal se for pra dar nomezinho mesmo, porque não vender os nomes para dar dinheiro para as pesquisas ??

    • Cesar Grossmann:

      O que há de estranho no formato piramidal? Muitas rochas naturais tem este formato, algumas vezes resultado de ação de intempéries, outras vezes por problemas.

      A cor real das imagens é obtida com outras câmeras. Existem câmeras coloridas e outras preto-e-branco, qual o problema?

      O Monte Sharp tem este nome em homenagem ao geólogo Robert P. Sharp (1911-2004), um planetólogo da NASA envolvido nas primeiras missões a Marte.

    • digiomni:

      Não a nada de errado no formato piramidal como você bem disse muitas rochas tem esse formato porem na maioria das vezes são piramides triangulares pentagonais hexagonais e etc muito mais raro uma piramide quadrangular ainda mais com o angulo bem próximo das nossas piramides famosas do Egito claro que pode vir a acontecer isso é do acaso mas mais uma coincidência é logo essa ter sido escolhida e encontrada nesse formato e angulo provavelmente escolhida exatamente por lembrar tanto as piramides.

      Nem problema também quanto a câmera ser em preto e branco só queria confirmação que ela era em preto e branco exatamente para saber como eu disse se talvez não fosse a própria atmosfera quem deixa a percepção das cores assim.

      sim sei que o monte foi por conta do cientista kkk só fiz a brincadeira para introduzir de maneira descontraída a questão de venda de nomes para arrecadar dinheiro talvez seja uma boa ideia afinal pagamos vereadores pra dar nomes pra ruas podemos muito mais é ganhar dinheiro se vendermos os nomes inclusive das nossas ruas daqui não me importaria de morar na rua coca cola nº 80 desde que o valor obtido com a venda seja utilizado para melhoria daquela mesma rua ^^

  • Andre Luis:

    Fiquei sabendo que a linha Hot Wheels, da empresa Mattel, lançou uma miniatura da sonda Curiosity, com a logo da Nasa e tudo mais!!! Para quem gosta de colecionar, não pode deixar faltar esta réplica na coleção! Em relação ao trabalho da sonda, estou aguardando descobertas interessantes. Vamos logo, queima logo esta pedra e use seu olfato Curiosity!

  • Murilo Mazzolo:

    Pera ai… mas não teve uma rocha que já foi analisada??

Deixe seu comentário!