De onde vem o cheiro de carro novo?

Por , em 28.03.2012

Todo mundo gosta de cheiro de carro novo. Nos lembra como é bom aquele período em que a lataria está intacta, os bancos limpos, nenhuma lixo jogado pelo carro, nada fora do lugar…

Você já parou para pensar porque gostamos desse cheiro? Afinal, não é chocolate, ou outro aroma que atrai tanto os seres humanos.

A resposta, de acordo com Janis Ambrose Shard, da Toyota, está em uma relação do tipo “estímulo e reação”. Gostamos do cheiro porque gostamos do carro. “O cheiro é causado principalmente por compostos orgânicos no carro. Qualquer parte de vinil ou plástico fica liberando esses compostos voláteis”, explica.

E realmente deve ser uma relação especial com o carro novo, já que compostos orgânicos voláteis são poluentes – que podem ser prejudiciais para a saúde também. Ou seja, essa é mais uma prova do estímulo x reposta.

Esses compostos estão presentes em uma série de produtos usados em casa, como os de limpeza, por exemplo. E eles não precisam de altas temperaturas para evaporar, por isso um calorzinho já faz esse trabalho.

“Esse cheiro de carro novo não é algo que as empresas pretendem gerar”, afirma Shard. Na verdade, a ideia é retirá-lo. A Toyota passou a usar colas com base d’água ao invés de base de solventes. A Ford experimentou trocar a espuma dos assentos, que antes tinha base de petróleo, para uma base de soja.

Isso tudo para diminuir a quantidade de compostos. Entretanto, materiais naturais têm seus problemas também. Como geralmente absorvem muita umidade, dependendo do local em que você mora, a deterioração pode ser rápida.

Se eles estão trabalhando para retirar o tão querido cheiro de carro novo, devemos fazer nossa parte também: cancelar nossa afinidade com o cheiro. [GizModo, foto de Jessicafm]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

12 comentários

  • Ursus Arctos:

    Eu adoro! Acabei de trocar de carro agora e estou curtindo!!!

  • Bruno D.:

    O cheiro característico de “carro novo” vem das resinas do tipo fenólicas utilizadas principalmente na confecção dos painéis e consoles. Outras resinas possuem cheiros diferentes. E ao contrário do que a matéria sugere, você precisaria ficar décadas cheirando esses vapores para desenvolver alguma patologia. O principal problema ambiental não são os vapores em si, pois facilmente se dispensam e não são biocumlativos, mas a fonte da matéria-prima utilizada, ou seja resíduos fósseis não renováveis.

  • telmo flores:

    é só fumar uns tres baseados que o cheiro vai embora…….quáquáquáquáquá

  • alx:

    prefiro o cheiro do velho fusquinha kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!

  • Antonio:

    Para acrescentar um informação mais técnica:
    O tal “cheiro do carro novo”, na verdade é tudo o que está descrito pelos leitores, e mais alguma coisa: o que antes é naturalmente “odor”, pôde ser desenvolvido em laboratório, através de cápsulas odoríferas – criadas artificialmente.
    No marketing, usa-se a expressão de “marketing sensitivo”, em tudo o que possa gerar informações múltplas e agregadas ao produto.
    O exemplo mais prático, é o odor de perfume nas revistas de cosméticos “esfregando” a região onde as cápsulas odoríficas foram aplicadas.
    Já voltando ao assunto, o cheiro de carro novo também foi desenvolvido artificialmente, para, por exemplo, aplicar nos carros à venda (seminovos), preservando tal cheirinho viciante!

  • Rafael:

    Eu achava que era porque nós gostamos das coisas novas

    • jose ajosilaudof eliciano mendes:

      olha, um carrinho novo faz a diferença, você sente o inimaginavel dentro dele.

  • Et Valdo:

    Brasileiro gosta é do cheiro de ônibus novo.kkkkkk

  • Paulo Galliza:

    Esses produtos voláteis são da mesma natureza da famosa “cola” que os moleques utilizam em seus vícios. É necessário corrigir esse problema o mais rápido possível. Pode gerar diversas patologias, como asma, hipersensibilidades, alergias, irritações, até problemas gastrointestinais,etc.

  • Tábata:

    Legal esse ponto de vista estímulo X resposta. Eu não gosto do cheiro de carro novo, na verdade, me incomoda, mas deve ser porque nunca é o meu carro, sempre sinto o cheiro do carro novo dos outros.

  • Belinda:

    os europeus não gostão do cheiro de novo do carro, eles até pagam para tiraram o cheiro antes de utilizá-los!
    Isso é coisa de brasileiro k sempre andou de onibus e fica feliz com xerinho de novo, o k o deixa feliz por saber k nao vai ser necessário entar em um coletivo k todos sabem como é!

  • mr: m:

    oxiii

Deixe seu comentário!