Descoberta nova Mona Lisa que foi pintada ao mesmo tempo que a original

Por , em 6.02.2012

Uma cópia da Mona Lisa de Leonardo da Vinci foi pintada por um pupilo ou seguidor do artista ao mesmo tempo em que a pintura original foi criada, e agora está sendo considerada a cópia mais antiga da enigmática obra.

A pintura estava na coleção real da Espanha, antes de ser enviada para Madri, em 1819, quando o Museo del Prado foi fundado. A pintura orginalmente ganhou pouca atenção por estar em um fundo preto, ao invés da paisagem do original. Mas conforme os restauradores foram trabalhando para coloca-lá em uma exibição de da Vinci no Louvre, em Paris, eles descobriram que por trás do verniz preto estava uma cópia da paisagem fantasiosa.

Essa cópia da Mona Lisa revela alguns detalhes da misteriosa mulher, incluindo a roupa que cobre seus seios, o véu semitransparente ao redor dos ombros e formato da cadeira. A cópia também mostra mais claramente a paisagem do fundo.

Pesquisas anteriores já haviam sugerido que da Vinci colocou sobrancelhas na moça, apesar de elas terem desaparecido. Esse mesmo estudo, onde um engenheiro analisou a pintura original com várias ondas diferentes de luz, sugeriu também que o grande artista havia pintado os dedos da mão esquerda em uma posição diferente.

Os pesquisadores têm por muito tempo se indagado sobre a identidade da mulher. No ano passado, arqueólogos anunciaram ter encontrado o esqueleto do que seria Lisa Gherardini Del Giocondo, a susposta modelo do artista.

A restauração da cópia tem previsão de estar completa em cerca de três semanas. [LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

4 comentários

  • jadir neves:

    Realmente a dona Lisa de Gherardine Del Giocondo era a musa de Leonardo, que era casada com seu amigo Giocondo; os arqueólogos chegarão à conclusão que ela falecera por causa de forte constipação pulmonar, pois esta aconteceu durante uma gélida tempestade, onde ela se investiu, para avisar a Leonardo que ele seria aprisionado por inquisições quanto ao seu trabalho científico; então ela, salvando-o, deu a vida por ele:”Lisa não titubeara em dar, com seu esforço, a vida pelo homem que amara e que a imortalizaria” (Pg 99)”Lisa sorria… no retrato, no sorriso de promessa e entrega que mantivera para ele nos quatro anos em que pousara”(Pg 103-Livro: “Michelangelo” psc Tomás Gonzaga/Marilusa).

    • Frau Starrs:

      Belíssimo.

  • Mario:

    os caras só viviam desenhando mulheres e as bichas falam que esses caras eram gays, vão…..

    • Mileney:

      Concordo!!!!Tinha mais machos que hoje,,,viu….rsrrss..
      abraços.

Deixe seu comentário!