Dieta saudável cansa? 5 motivos que explicam isso

Por , em 24.09.2013


Você faz uma dieta saudável, dorme bem, faz exercícios regularmente, administra bem o estresse e faz tudo para estar o tempo todo com bastante energia. Ainda assim, tem alguma coisa errada: pelo menos uma dúzia de vezes por dia você gostaria de ter um pouco mais de energia. O que será que está acontecendo com você?

Por incrível que pareça, pode ser que a sua dieta saudável, por mais balanceada que seja, esteja te deixando sem energia.

1. Sua dieta saudável incluir longos períodos de jejum

Toda vez que você fica mais de duas horas sem comer, o açúcar no sangue começa a baixar, e junto com sua energia. Os alimentos são fonte de glucose, um tipo de açúcar que o sangue carrega. Nossas células transformam a glucose em adenosina-trifosfato (ATP), e o ATP é usado por todas as células do corpo, incluindo no cérebro e músculos.

Quando o açúcar baixa, as células não têm como fazer ATP, e começam a baixar o ritmo: você fica cansado, faminto, irritado e disperso. A dica é fazer lanchinhos a cada duas horas ou menos, para manter o nível de açúcar no sangue. Comece mastigando alguma coisa na primeira hora depois de acordar – é neste período que o açúcar no sangue está no seu nível mais baixo.

2. Seu desjejum tem muito “pão branco”

Um dos inimigos da energia é um desjejum doce: panquecas, pão branco, bolos e coisas do tipo. O melhor é começar o dia com fibras solúveis, como as encontradas em aveia, cevada e nozes.

As fibras solúveis se dissolvem no trato intestinal, criando um filtro que torna mais lenta a absorção de açúcares e gorduras, impedindo os picos de açúcar que são seguidos de baixas durante o dia.

Uma dica é ingerir no desjejum cereais com pelo menos 5 gramas de fibras por porção, e pães integrais com 2 gramas por fatia.

3. Você ingere as verduras erradas

Na verdade, não existe a verdura “errada”, mas no quesito energia, prefira as crucíferas, como o brócolis, couve, couve de bruxelas, couve-flor e repolho. Estas verduras contém isotiocianatos, compostos que ativam uma proteína chamada Nrf2, que, por sua vez, aumenta a produção de mitocôndrias, as organelas celulares responsáveis pela conversão de glucose em ATP.

E quanto mais mitocôndrias, melhor os músculos vão trabalhar e menos fadiga você vai sentir. Use brócolis refogado, misture repolho picado com vinagre, ou tempere couve-flor com açafrão, cardamomo, cravo, coentro e canela.

4. Você está evitando a carne vermelha

Se você segue uma dieta quase que vegetariana, ou tem menstruação mais forte ou mais longa, ou é viciado em café ou chá, pode ser que você esteja com falta de ferro, um elemento chave para a força e energia. Cerca de 12% das mulheres que estão entre os 20 e 49 anos têm deficiência de ferro.

Se você tem deficiência de ferro, mesmo a melhor dieta não vai te ajudar. As mulheres necessitam de 18 mg de ferro diariamente até completar os 51 anos, e 8 mg depois.

A melhor fonte de ferro heme, o tipo que é mais usado pelo corpo, é o bife: 85 gramas contém cerca de 3 mg de ferro heme. Você consegue ferro não heme de plantas, como feijões (5 mg em uma xícara) e espinafre (3 mg em 1/2 xícara cozida). Para conseguir absorver o ferro não heme, você tem que ingerir alimentos ricos em vitamina C (suco de laranja, tomate) e evitar café e chá até uma hora depois da refeição, já que os ácidos tânicos podem bloquear a absorção de ferro.

5. Você eliminou carboidratos demais da dieta

Em um estudo feito na Universidade Tufts (EUA), mulheres em uma dieta de restrição de carboidratos se saíram pior em testes de memória que mulheres que cortaram calorias, mas não carboidratos. E quando o grupo da dieta de baixo carboidrato o reintroduziu na dieta, suas habilidades cognitivas aumentaram.

Os carboidratos ajudam o corpo a queimar gordura sem esvaziar completamente as reservas de energia dos músculos. Em uma dieta ideal, deve haver 50 a 55% de carboidratos complexos (encontrados em grãos, por exemplo, e não em pães brancos), 25% de proteínas e 25% de gordura.

Os carboidratos complexos fornecem energia à medida que são digeridos, ao passo que as proteínas e gorduras, junto com as fibras, tornam o processo de digestão mais lento, o que faz com que o incremento de energia dure mais tempo.

Não tem necessidade de fugir do macarrão de trigo integral e das batatas. Misture proteínas de alta qualidade, carboidrato e gorduras a partir de alimentos não processados – isto é tudo que você precisa. [CNN Health]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

6 comentários

  • Marcelo Ribeiro:

    Caraca, deve ficar delicioso.

  • leo2505:

    Ainda bem que sou viciado em café então, indica falta de ferro!
    kkkkkkkkk

    Brincadeiras à parte, vou tentar regular minha alimentação. Tenho 21 anos, mas me sinto um idoso de 60.

  • Evandro Oliveira:

    É lamentável como ainda, anos e anos, ainda há tantas discordancias e conclusões equivocadas de algumas escolas de nutrição que ainda se circulam entre muitos nutricionistas.

    jejum
    O ponto 1, dos Longos Periodos de Jejum já foi dita aqui mesmo no Hyperscience que pode ‘otimizar’ o consumo de açucar no organismo, pronlongar a vida, entre outros. Em um post até mesmo recomendou fazer 1 dia de jejum na semana.
    Eu normalmente tenho longos periodos entre as refeições, em torno de 4 a 5 horas… as vezes, dependendo da correria do dia-dia, fico sem almoçar ou jantar, ou comer pela manhã. Mas eu me dou bem com o baixo nível de açucar. São poucas as situações que fico fraco, mal humor, se ficar muito tempo sem comer, e que só melhora comendo. Já minha namorada, se fica 2 horas sem comer, já começa a ficar de mau humor, ter dor de cabeça, moleza…
    Isso varia de organismo para organismo.
    E para a “resistencia” desenvolvida em cada um. É certo que alguem que sempre foi bom de garfo, comendo o dia inteiro, vai ter sérios problemas se um dia tiver que encarar 12h de jejum para o exame de sangue.

    Carne Vermelha
    O grande mito que ainda muitos insistem em dizer sobre os vegetarianos. Conheço vários e que nunca tiveram anemia, entre outros. A carne vermelha não é a única fonte de Fe. Existem outras fontes (inúmeras), sobretudo naturais com uma composição maior e que o corpo absorve mais.

    São casos raros, simples assim. Eu ainda não encontrei um. E que o certamente, o problema não está na falta de carne, mas sim, na falta de se alimentar de variedades e alimentos que contem Fe. Normalmente, crianças que tem anemia, são “ruins de garfo” não querem comer nada, ou nada nutritivo,e os pais insistem em dar Biotonico.

    Contradição
    É muito mais comum (inumeramente mais) encontrar pessoas ‘cansadas’, indispostas, sonolentas… devido a terem consumido carne e esta ter fermentado no estomago pela dificil digestão (como após uma feijoada), do que pessoas que se sentiram sem energia após um banquete, porque não comeram carne.

    É sempre bom analisar e comparar pesquisas. Há muitos vicios de tradições de pensamentos entre escolas. – Infelizmente.

  • douglasdiv:

    Eu estava num bulking (processo de ganho de massa), mas já cheguei num certo limite, ganhei um pouco de gordura também… Estou fazendo um Cutting (redução de gordura) há duas semanas, venho reduzindo os carboidratos. Minha energia, e principalmente, a força nos treinos caem consideravelmente. Acho que tá na hora de colocar um termogênico com cafeína pra dar um gás!
    Sem esquecer JAMAIS dos suplementos que não podem faltar na dieta de quem pratica atividade física:
    – BCAA;
    – Whey Protein;
    – Glutamina;
    – Creatina;
    – Dextrose / Maltodextrina;
    – MUUUITA ÁGUA!! NÃO ESQUECE DISSO!!!

    • Oswaldo Ferreira:

      Quer um conselho para ganha bastante massa e pouca gordura pegue batata doce mas não coma direto, bata no liquidificado com Whey Protein e um pedaço pequeno de gengibre e água né tome metade antes e outra depois do treino, em um mês ganhei 7 kg de massa assim só corta Dextrose e Maltodextrina que são só açúcar.

    • Willyan Padovini:

      Amigo, estou em buck também, o ideal é, você tomar bastante água em bulk, e menos água em cutting, para não haver retenção de líquido no corpo. Mesmo bebendo água consideravelmente em bulking, tome chá verde puro, ajuda a urinar e não deixa que você tenha retenção, use também, proteína de carne (o melhor é o carnivor), ou vo2, esses são excelentes para a fase cutting, abraços e bons treinos.

Deixe seu comentário!