Conheça a bateria que está funcionando há 60 anos

Por , em 5.01.2011

Todas as baterias acabam finalmente perdendo sua energia – algumas, como a do seu celular, provavelmente, nos momentos mais importantes. Pois existe uma bateria que, aparentemente, jamais irá ficar sem funcionar, já que está rodando há 60 anos, ininterruptamente.

Ela é uma máquina de movimento perpétuo, também conhecida como moto contínuo, chamada Pilha de Karpen, criada por Vasile Karpen, e deveria ter parado de funcionar décadas atrás. Mas quando um jornal da Romênia foi checar o estado da bateria, que está em um museu, percebeu que ela ainda indicava os níveis de energia normais – 1 volt.

Nem os cientistas estão muito certos sobre os motivos pelos quais isso acontece. Ela transforma energia térmica em energia mecânica, são duas pilhas com um pequeno motor galvanométrico. Com isso uma lâmina é movida e abre o circuito brevemente, dando tempo para a bateria recarregar e fazer o mesmo processo depois.

Por enquanto a pilha de Karpen não está em exposição aberta em seu museu, mas por questões de segurança. [Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

45 comentários

  • Drausio Ferreira:

    Bem nao se acretitava que era possivel ter um celular de bolso com uma rede interligada em tudo hj ja é possivel acho interessante estes experimentos é uma evolução isso deveria ser plenamente pesquisado e testado

  • Antonio Alberto:

    No Mundo da Imaginação vale qq coisa.

  • Sergio Moreira:

    Em um site de ciência um autor deveria ser mais cauteloso ao afirmar a existência de uma “máquina de movimento perpétuo”
    Ainda vem me dizer que lê publicações sobre física…

  • PetHaus São Leo:

    Meu avô nasceu não havia luz na casa. Qdo faleceu, eu tinha um telefone no bolso. Meu primeiro celular tive q esperar 2 anos na fila de espera e financiar a linha e o aparelho. Em 1870 Júlio Verne publicou 20.000 Léguas Submarinas com um submarino atômico e foi chamado de louco, pois o que escreveu jamais poderia existir. Quem tem coragem de dizer q algo é impossível? Ir contra as leis da física? Questão de tempo. Há um tipo de vidro, cuja liga não era possível. Ao ser questionada, a criadora apenas respondeu: eu não sabia que era impossível.

  • Tibulace:

    Não sei porque essa agitação toda!MOTOR GALVANOMÉTRICO, é um motor tão fraquinho, que funciona com mili,talvez microampéres.O funcionamento dele, não é CONTÍNUO, parece ser pendular.O consumo de energia, uma titica, talvez UM JOULE por ANO.Não é de estranhar, que duas baterias consigam energizar essa coisa, por 60 anos.No passado, bolaram um mecanismo parecido, um glavanômetro pendular, baseado na desintegração atômica, que acontecia em uma pequenina quantidade( poucos miligramas ) de sal de rádio.Dá para funcionar por séculos, tão pequeno é o gasto energético.

  • wsf:

    toda a evolução tecnologica é baseada em numeros ,e os numeros são infinitos , mas sem saber quem é esse ser q abita esse corpo humano, ficaremos apegados a tudo q vemos sem sentir o nosso verdadeiro caminho q esta em sincronismo com o universo

  • thiago:

    bando de leigo falando o que nao sabe, inclusive eu! haha

  • LorD FeniX (Marthins):

    Uma correção: Não existe moto-contínuo (moto-contínuos: equipamentos que, uma vez postos em funcionamento, manter- se-iam nesse estado indefinidamente, sem necessidade de nenhum combustível).

    Para q existisse teria de haver um equipamento com perdas ZERO ou que CRIE energia. Coisas impossíveis no mundo real.

    Energia não se cria nem destroí. Vc apenas transforma ela. Seja matéria para energia, mecânica para térmica (Ex: atrito), elétrica para mecânica, etc.

    O sistema pode se realimentar mas a energia vai sempre diminuindo por perdas pelo calor, atrito e outras formas de perda até q se torna insuficiente para mante-lo em funcionamento.

  • Peter:

    PATRIX!! MEU PAI SEMPRE CONTA ESSA HISTÓRIA DO VEÍCULO TRANSFORMADO PARA ÁGUA. TERIA QUE PESQUISAR COM ELE, MAS AFIRMAM QUE FOI ASSIM MESMO QUE ACONTECEU, O CARA INVENTOU O CARRO A ÁGUA E UMA EMPRESA FORTE DÁ ÉPOCA COMPROU TODO ESQUEMA E IMPEDIU A CONSTRUÇÃO E DIVULGAÇÃO. O MUNDO GIRA EM TORNO DO PETRÓLEO. OQUE SERIA DE TUDO SE TIVÉSSEMOS CARROS A ÁGUA! MUITA GENTE IRIA FICAR POBRE DA NOITE P O DIA!

    • LorD FeniX (Marthins):

      A questão do carro a água é o custo do Hidrogênio. Sua produção, normalmente por eletrólise da água, é cara.
      Sem falar que exige outra fonte de energia (pode ser hidroelétrica, nuclear, mas exige). Mesmo em escala industrial seu custo supera em muito o do petróleo, pelo menos com as tecnologias atuais. Isso torna sua extração cara. E seu transporte e estocagem exigem tanques para gás (refazer toda infraestrutura atual, mais custos).

      E ainda entra outro agravante na história. Se o petróleo começa a ficar escasso seu preço sobe. Com o aumento de preço vários poços que eram inviáveis economicamente passa a ser de extração rentável e o mercado se reequilibra com a nova oferta.

      E há rezervas monstruosas ainda intocáveis. O país que mais possui petróleo é o Canadá, mais que toda oriente Médio junto. O problema é que o petróleo canadense está misturado com areia. Isso torna sua extração absurdamente cara. Mas já existem estudos de novas tecnologias que tentam tornar sua extração economicamente viável.

  • Thiago:

    Parabéns pelo site!
    muito interessante a matéria, porém pouco provável…

  • gerson de campos:

    SE ALGUEM SONHOU É POSSIVEL.

  • nanhoco:

    bom, nao tem graca nenhuma , pelo menos esta nao e mais antiga que a bateria de Sylvio Berlusconi que continua funcionando aos 72 anos!

  • Dilceu Gaitkosta:

    temos q descobrir esta técnologia para fazer um altomovel ou usar em outros utilits

  • Jorginho:

    “Tempo para recarregar”?… Mostra que não existe por ele mesmo geração… Portanto,imagino um gerador externo dando sustentabilidade ao sistema.
    Contudo, só por está funcionando por todo esse tempo já é motivo de aplauso.
    Sua durabilidade é exemplo para esses lixos que criam diariamente, visando apenas lucros e contaminando o meio ambiente!

  • Davidson Lima:

    Concordo com o comentário do Thiago.
    Pesquisem Máquina de Carnot e Ciclo de Carnot e entenderão.

    • leo:

      como tudo que surge é para fins economicos.
      no inicio da descoberta o petroleo significava lixo liquido,um lixo tao desagradavel que nao tinha como eliminar toda aquela barra preta que contaminava tudo,e onde ela estava nao se produzia nada na terra,era orivel,dai entao comessaram a queimar,surgil dali varias substancias e gases,tentando eliminar um problema surgiu a solucao de muitos outros problemas.moral da historia o petroleo e seus derivados tem um custo estremamente baixo,mas a exploracao economica para fins de transformar o petroleo em grana,dinheiro,poder foi ai que tudo encareceu.
      temos o exemplo no iraque se enche um tamque de gasolina pura com centavos de real,pesquisem o valor e assustador de barato.
      nos somos refens dos poderosos,do governo do dinheiro,enquanto nos elegermos os poderosos,odinheiro como reis,vamos ser escravos da midia e doque eles querem que acreditemos.vamos cair na real nem tudo que reluz e ouro.
      se o cavalo soubece a força que ele tem nao deixava ninguem monta lo.
      gente um abraço foi so um desabafo,meu email leandro_ferreira75@hotmail.com

  • Erico:

    Allig#

    Muito obrigado pelo teu comentario, nunca tinha ouvido falar sobre o Efeito Peltier.

    Transformação direta de energia térmica (gradientes de temperatura) em eletricidade e vice versa?! Incrivel!!!

    Tudo o que a sociedade precisava!!!

    Por que este tipo de tecnologia não vem ao mercado???

  • Thiago:

    Se Carnout lê-se este artigo teria um treco. Ela pode durar muito, mas infinitamente não.
    não esxiste ciclo perpétuo, isso iria contra a 2 lei da termodinamica.
    Aliás se isso fosse posível, toda a física que conhecemos iria pro espaço.
    o sujeito que escreveu essa materia no hypescience não tem a mínima noção de física…
    quem quiser saber mais sobre o assunto, dê uma lida nas 3 leis da termodinânmica e entenderá bem o absurdo do artigo.

  • Allig:

    Erico#
    Pesquise por Peltier no YT mesmo.
    Também existem montadoras que estão aproveitando o calor do catalizador pra gerar eletricidade jundo com alternador.
    Tem muita coisa escondida da gente pessoal.

  • Davidson Lima:

    Moto-perpétuo? Não é e nunca será um por vários motivos:

    1- O aparato é uma pilha. Utiliza o movimento dos elétrons (do anodo para o catodo) na reação de oxirredução. Um dia acabará; só existe pois a voltagem é pequeníssima.

    2- Converte energia térmica em energia mecânica. Em teoria, motos-perpétuos não transformam energia, eles criam ( o que é contra a ideia de Lavoisier e portanto absurdo).

    3- […] dando tempo para a bateria recarregar […]
    Motos-perpétuos não necessitam ser recarregados, pois são contínuos.

    4- Se já é difícil engolir o fato de um aparelho gerar energia auto-suficiente, então é impossível uma máquina gerar mais energia do que consome.

    Dentre outras.

  • racker de Pirassununga:

    Olha eu acho vai ver que este não é um trabalho de escola e sim um progeto Nazista assim como muintos outros que vimos pora.eu fiz uma pesquisa e fique alarmado com a quantidade de inventos Nazista que usamos ana atualidade ou seja tanto inventos como conceitos Nazis, esta pilha ai pode ser um inicio de uma ideia olha eu não dou um ano e ela some de vez. os americanos estão ai causa uma guerra só para roubar um prego Olho vivo !!!

  • Leandro:

    Lembrem-se que toda pilha é baseada em uma reação de oxido-redução. A partir do momento em não passe corrente pela pilha, estamos apenas medindo um potencial, que indica a TENDÊNCIA desta reação ocorrer e não a VIDA DESTA BATERIA. Basta lembrar a capacidade de materiais diferentes, em contato, sofrerem oxidação e redução. Sendo assim, basta separar o oxidante do redutor, em um meio adequado que a bateria duraria pra sempre. É preciso pesquisar antes esta bateria para saber como ela é feita para dar comentários mais acertados.

  • Val Brand:

    Já existem protótipos funcionais de motoperpétuos. Alguns países, como o caso de Israel, já estão utilizando eletricidade produzida pelo movimento das ondas do mar. Este sistema se constitui de um grande número de placas que aproveitam o movimento natural e (perpétuo) do mar.

  • Lauro Faria:

    Na Formula 1 já foram testados sistemas de reaproveitamento da energia gerada por freadas. O Moto contínuo puro, não acredito que exista. Mas, levando em consideração que estamos num planeta com grande atividade, seja de ventos, marés e magnética, muitos fatores devem influenciar num possível motor dessa natureza.

    No modelo econômico que o mundo usa, mesmo com poderosos interesses contra, no momento que uma tecnologia for possível e dê lucro, outros poderosos vão colocá-la em prática.

    É briga de cachorro grande, se ainda não aconteceu é porque ainda não é “”economicamente viável””.

    Lauro Faria
    http://www.bdibbs.com.br

  • SENAM:

    Na verdade o moto perpétuo não tem nenhuma aplicação pois apenas se auto alimentaria. Já existem outras formas de geração de energia como módulos de energia livre. Mas você não vai querer que a LIGTH ou SISTEMA FURNAS ou uma usina como ANGRA I vá deixar você saber como é que funciona!!!!!! Pesquisando na Net ví no youtube sobre 2 pesquisadores de Minas Gerais, pai e filho descobriram como coletar energia do ar (coletando elétrons soltos) que poderiam operar em qualquer lugar e uma pilha de placas do tamanho de CDs 12 placas te forneceriam 120 volts com 60 amperes, o que seria suficiente para alimentar sua casa inteira, mas como já estavam sem Din Din para continuar as pesquisas estavam precisando de um investidor para continuarem. Assisti e não me liguei muito… depois pensando mais no assunto, ví que era genial e fui procurar de novo e…sumiu… ninguém sabe, ninguém viu. Mas tem muita coisa boa no YT sobre energia livre e sobre hidrogênio para colocar no seu carro e as pesquisas continuam porque a patente venceu e agora é de domínio público. É só pesquisar.

  • Dude:

    Ela é recarregada por espíritos.

  • Romero:

    Tá parecendo 1º de abril esta notícia…

  • Anderson Dantas:

    Daqui uns dias eles inventam outras melhores do estas…

  • vinicius:

    Enquanto isso vc tem que espalhar carregadores de celular no trabalho, no carro, na casa…

  • Quem Matou o Carro Elétrico?:

    Se fizeram o que fizeram com o carro elétrico, porque não fariam isso com qualquer outra tecnologia que estivesse contra os interesses corporativos?
    O engenheiro espanhol que presenteou ao rei de Espanha na década de 70 um motor de altíssima eficiência… onde está?
    As descobertas de Tesla… onde estão?
    FREE ENERGY?

    Ainda que hoje a pressão do “pico do petróleo” fez emergir um novo carro elétrico, vejam o documental sobre “Quem Matou o Carro Elétrico?”
    SINOPSE
    Em 1996 ele surgiu nas estradas da Califórnia. Era o carro mais rápido e mais eficiente já construído. Funcionava à eletricidade, não emitia poluentes e colocou a tecnologia americana no topo da indústria automotiva. Mas muita gente grande ficou realmente incomodada e esses carros foram destruídos. Especialistas, consumidores, ambientalistas, políticos, diretores envolvidos e até estrelas de cinema deram suas versões. Quem Matou o Carro Elétrico? é a verdadeira autópsia que revela os culpados deste crime contra a humanidade e a tecnologia.
    http://www.youtube.com/watch?v=gaO3aYAz2Bo

  • Balacobaco:

    Bateria wins!

  • Erico:

    Energia não se cria nem se destroi, se transforma. No entanto é muito difícil criar “sistemas isolados” (motores, máquinas e etc que reaproveitam 100% da energia utilizada). Por maior que seja o esforço de criar sistemas cada vez mais eficientes, há sempre perda de energia, seja por ondas mecânicas (som – que aliás já foram encontrados meios de transformar som em energia elétrica), seja por aquecimento.

    Ao que parece, o calor aparenta ser a ultima forma que a energia assume. Não podendo ser convertida DIRETAMENTE em energia elétrica por exemplo, tendo sempre que passar por meios INTERMEDIÁRIOS, exemplo: aquecer um tanque de água para que a força dos vapores girem uma turbina, nesse caso a energia na forma de calor foi usada para gerar eletricidade mas continua sendo desperdiçada pois os vapores QUENTES são jogados fora.

    Se conseguissemos desenvolver alguma tecnologia que pudesse transformar CALOR diretamente em ELETRICIDADE, finalmente conseguiríamos criar sistemas isólados.

    Exemplo, a energia de um motor à combustivel que se perde na forma de calor poderia, ao invés de ser dissipada pelos radiadores ser transformada em eletriciadade que será usado no funcionamento do próprio motor. O mesmo vale para a energia cinética que o veiculo carrega, ao frearmos o veículo essa energia cinética é convertida em calor que aquece os sistema de freio, novamente se esse calor for transformado em eletricidade poderia novamente ser usado no funcionamento do motor, criando assim um sistema isolado que reaproveita quase que 100% da energia cinética, considerando que ainda há perda de energia pelo atrito da rodas com o solo e com a resistencia do ar (que pode muito bem ser recuperada com uma plaquinha solar).

    Existem cientistas trabalhando no desenvolvimento de uma placa “termovoltáica” que fará exatamente esse papel, transformar calor diretamente em energia elétrica.

    Agora, cá minha opinião, eu acho que uma tecnologia dessa já existe, mas vc acha que chegaria ao conhecimento público?

    Imagine o impacto na economia, sistemas isolados são perigosos!!!

  • x:

    Tudo bem que essa bateria tem uma longa duração, mas apenas 60 anos não são suficientes para afirmar que irá funcionar para sempre como um moto contínuo

  • fulanodetal:

    no futuro acredito que haverá o moto contínuo, mas por enquanto é tudo especulação

  • PC:

    Aparentemente, a bateria fornece energia a um motor(bobina), que gira e gira outra bobina, que gera energia e realimenta a bateria. Esse é o princípio do moto-perpetuo. Mas é claro que o atrito entre as peças gera efeito joule e assim parte da energia é dissipada em forma de calor. Portanto, obviamente, o “perpétuo” näo será “perpétuo”. Pela notícia, é provável, que trata-se de fraude, como muitas que já foram feitas, tentando provar o fisicamente/quimicamente impossível.

  • eduardo:

    Estranho…. a humanidade busca exatamente criar um aparelho moto-pertpétuo e não ficamos sabendo dessa notícia?

  • Patrix:

    Correção … “final do século XVIII “

  • Patrix:

    Marcelo.. Na verdade foi criado no ano de 1908…um pouquinho antes…
    É isso que digo, o final do século XVII teve muitos gênios…
    Um deles é Nicola Tesla, o pai da corrente alternada… e o pior é que assim como na “religião”, a história ensinada nas escolas também mascaram e fantasiam as coisas…. Tomas Edison era um gênio (segundo os livros de história), porém, era na verdade um ladrão oportunista de primeira….

    Aproveitando…
    Na década de 60 ou 70, aqui no Brasil, teve um cidadão que converteu um carro a gasolina à água… ou melhor, hidrogênio…

    conta a lenda ( não sei se realmente é verdade) que as grandes empresas petrolíferas ( inclusive internacionais) deram um grande “calaboca” milionário para esse cidadão….
    Alguém aí sabe dessa “(es)história??????

  • Vianei:

    Então, acho que vou comprar uma dessas para o meu celular!!!

  • CRC:

    Hahaha, não se enganem… é só pensar por 2 segundos para se dar conta que tem alguma coisa errada aí! Quem conhece termodinâmica sabe que não tem como gerar energia sem perder um pouco, seja em calor, atrito, energia cinética, etc… O moto perpétuo é um sonho de loucos! A velha frase “Eu não sabia que era impossível, então fui lá e fiz” não se aplica nete caso. Se a máquina em questão de fato funciona, então está roubando energia de algum lugar.

  • Marcelo Ribeiro:

    Um gerador de energia grátis foi criado na década de 1950 e não ficamos sabendo?

  • Eduardo:

    será um motoperpétuo?

  • Lucas:

    Enquanto isso, indústrias de celulares criam novos modelos, com câmera melhor, com Tv, 10 chips, e colocam a bateria com qualidade reduzida, pra ficar mais barato e/ou para invalidá-la e poderem ganhar mais, comprando outras igualzinhas!
    Ê Mundo capitalista!

  • Algures:

    Máquina de movimento perpétuo?

Deixe seu comentário!