Estranho dinossauro encontrado há alguns anos pode ser mais importante do que acreditávamos

Um dinossauro que só conhecemos há alguns anos pode ser o elo perdido entre os dinossauros herbívoros e os membros do grupo dos terópodes, que incluía carnívoros como o Tiranossauro Rex e o Velociraptor. Essa hipótese é baseada em uma nova análise do dinossauro Chilesaurus – identificado pela primeira vez em 2015 a partir de uma descoberta fóssil no Chile, ele tem intrigado os pesquisadores desde então com sua mistura estranha de características físicas.

Como os dinossauros ficaram tão gigantes

O Chilesaurus não só cria uma ponte bem grande entre os dois maiores grupos de dinossauros, como também nos dá pistas sobre como essa lacuna poderia ter sido criada, de acordo com a equipe da Universidade de Cambridge e o Museu de História Natural do Reino Unido.

“O Chilesaurus é um dos dinossauros mais intrigantes já descobertos”, diz um dos pesquisadores, Paul Barrett, do Museu de História Natural. “Sua mistura estranha de recursos o posiciona em uma posição-chave na evolução dos dinossauros e ajuda a mostrar como algumas das grandes divisões entre os principais grupos poderiam ter surgido”.

Características dos dois lados

O dinossauro em questão tem um pequeno crânio, pescoço longo e um corpo que mede cerca de 3 metros. Acredita-se que tenha vivido há cerca de 145 milhões de anos durante o Período Jurássico. A equipe analisou mais de 450 características anatômicas do Chilesaurus para tentar colocá-lo na parte da árvore genealógica dos dinossauros onde estão os terópodes.

Os dois principais grupos de dinossauros aos quais o Chilesaurus poderia pertencer são o grupo Theropoda com “quadris de lagarto”, que inclui o Tiranossauro rex, e o grupo ornithischia com “quadris de aves”, que inclui os Triceratops.

Mais uma evidência de que as aves vieram dos dinossauros é encontrada

Originalmente, pensava-se que o Chilesaurus pertencia ao grupo dos lagartos, mas o novo estudo sugere que ele é um membro muito antigo do grupo dos pássaros.

O Chilesaurus possuía quadris semelhantes ao dos pássaros, mas não tinha o bico distintivo, como o dos pássaro, para comer como todos os outros dinossauros Ornithischia, como o Estegossauro ou o Iguanodonte, e isso é o que o torna tão importante para os paleontologistas. E, enquanto sua cabeça se assemelha à cabeça de um carnívoro, ele tem dentes planos, mais adequados para mastigar plantas. É uma mistura de mistérios.

“Costurado de diferentes animais”

“Houve uma divisão na árvore genealógica dos dinossauros, e os dois ramos tomaram diferentes direções evolutivas”, diz um membro da equipe, Matthew Baron, da Universidade de Cambridge. “Isso parece ter acontecido por causa da mudança na dieta do Chilesaurus. Parece que se tornou mais vantajoso para alguns dinossauros comedores de carne passar a comer plantas, possivelmente até por necessidade”.

Se o Chilesaurus realmente é um ornitópode em vez de um terópode, então ele pode nos ajudar a entender como este grupo de dinossauros se desenvolveu. Com base na análise da equipe, parece que o intestino deste dinossauro evoluiu antes do maxilar, por exemplo.

Todas as aves vieram de uma única espécie de dinossauro?

E isso significa que ornitópodes e terópodes estão mais intimamente relacionados na árvore genealógica dos dinossauros do que se pensava anteriormente. Em outras palavras, eles tinham antepassados ​​comuns, em vez de evoluir separadamente, e o Chilesaurus é uma das primeiras chaves para isso.

No final, verifica-se que um dinossauro que foi visto como um monstro de Frankenstein é na verdade um dos mais importantes que identificamos até agora. “O Chilesaurus quase parece que foi costurado de diferentes animais, e é por isso que desconcertou a todos”, acrescenta Baron. [Science Alert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (9 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta