Dinossauro pavão tinha cauda chamativa que pode ter sido usada para flerte

Por , em 6.11.2011

Um dinossauro mais conhecido como “ladrão de ovo” também pode ter sido uma diva exibicionista com uma cauda de penas chamativa.

Os dinossauros oviráptors viveram no período Cretáceo, cerca de 75 milhões de anos atrás. Eles ganharam esse nome, latim para “ladrão de ovo”, porque o primeiro espécime foi encontrado perto de uma ninhada de ovos, como se o animal estivesse os roubando.

Mais tarde, descobertas revelaram que os ovos eram provavelmente ovos de oviráptor mesmo, embora a dieta do dinossauro, e se incluía ovos, é praticamente desconhecida.

Agora, uma nova pesquisa revelou que esses dinossauros eram peritos em agitar as penas de sua cauda.

Segundo o pesquisador Scott Persons, esses dinossauros têm caudas excepcionalmente compactas e flexíveis, que, combinadas com um leque de penas anexado ao final da cauda, teriam permitido que o oviráptor fizesse um show similar ao de um pavão moderno.

Persons começou a estudar as caudas de várias espécies de oviráptor como parte de um estudo mais amplo sobre as caudas de todos os terópodes, um grupo de dinossauros estreitamente relacionado com as modernas aves.

Oviráptors são interessantes porque eles têm caudas muito estranhas, com um arranjo diferente de ossos. “A cauda de um oviráptor, em comparação com a cauda da maioria dos outros dinossauros, é muito curta”, disse ele. “Mas não é curta porque está faltando um monte de vértebras, é curta porque dentro vértebra da cauda si, há uma espécie de conjunto achatado, denso”.

Esse arranjo de ossos denso tornou as suas caudas especialmente flexíveis, da mesma forma que a coluna de uma pessoa, com as suas junções ósseas, pode mover-se mais sinuosamente que um braço, que tem apenas um par de articulações.

Além disso, a comparação com as caudas de répteis modernos sugere que os oviráptors tinham caudas particularmente musculares. Impressões fósseis revelam que eles também vinham equipados com um leque de penas no final de suas caudas, anexado a um pedaço de vértebras fundidas não muito diferentes daquelas encontradas na cauda dos pássaros modernos.

“Se você combinar isso com ter uma cauda muscular muito flexível, o que você tem é uma cauda que poderia, pelo menos potencialmente, ter sido usada para ‘alarde’”, disse Persons.

E, assim como os pássaros modernos, os oviráptors pode muito bem ter sido fãs de exibições de suas caudas para impressionar potenciais companheiros. “Se você pensar em pavões, eles frequentemente usam suas caudas para flerte”, fala Persons.[LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

6 comentários

Deixe seu comentário!