Reuniões ao ar livre são seguras?

Por , em 6.07.2020

Enquanto o coronavírus se espalha pelo país as autoridades municipais e estaduais de saúde pública continuam dizendo que devemos ficar em casa. Até mesmo alguns churrascos recentes em quintais estão sendo considerados responsáveis por novos casos de Covid-19.

As restrições e os surtos nos deixam em dúvida sobre a segurança da socialização ao ar livre. No entanto especialistas afirmam que a ciência permanece a mesma sobre o assunto: o risco de contrair o vírus é muito menor em áreas externas em comparação a ambientes fechados. Se você precisa rever amigos e familiares queridos deve deve fazê-lo em ambientes abertos para reduzir o risco de contrair o coronavírus.

Segundo Erin Bromage, professora de imunologia e biologia comparada na Universidade de Massachusetts, EUA, áreas externas são definitivamente mais seguras. Mas cuide do tipo de interação que terá.

Um estudo realizado no Japão sobre cem casos de Covid-19 concluiu que o risco de contrair o coronavírus é quase 20 vezes maior em ambientes fechados do que em áreas externas. Reunir-se ao ar livre reduz o risco, pois o vento dissipa as gotículas com vírus e a luz do sol pode matar parte do patógeno. Espaços externos impedem que o coronavírus se concentre de maneira acumulada e entre no corpo através da inspiração, o que tem grande probabilidade de ocorrer em ambientes fechados quando pessoas contaminadas e em um espaço confinado exalam por períodos longos, afirma o Dr. Julian W. Tang, virologista da Universidade de Leicester, no Reino Unido.

Se alguém se socializa ao ar livre, é fundamental que quantidade de pessoas seja limitada. Juntar apenas a sua família próxima é sempre mais seguro do que reunir inúmeras famílias. Observe se a ocorrência de Covid-19 na sua comunidade é alta ou se está caindo.

Conjuntos de casos recentes foram conectados a reuniões que aparentemente quebraram essas simples regras. Depois de cerca de cem pessoas terem se reunido em uma festa no estado de Nova York nove novos casos foram ligados ao evento. Em Washington, um evento para arrecadar fundos em um quintal em 18 de junho, com aproximadamente 24 pessoas, fez notícia quando proprietário e alguns convidados deram positivo para Covid-19. Uma festa no Texas, 30 de maio, infectou 18 membros de uma família.

Os inúmeros protestos por todo os EUA contra brutalidade policial, no entanto, não parecem ter causado picos de contaminação de acordo com dados oficiais. Talvez porque os manifestantes estivessem constantemente em movimento, o que reduz o contato com uma pessoas infectada ou também porque muitos manifestantes usavam máscaras.

Julia Marcus, epidemiologista em doenças infecciosas na Escola de Medicina de Harvard, afirmou que os dados coletados sobre os manifestantes até o momento, juntamente com outros estudos que sugerem que áreas externas oferecem menor risco de contágio, devem acalmar as autoridades de saúde pública sobre a sua segurança e estimulá-las permitir o uso de praias e áreas públicas externas para colaborar com que as pessoas se reunam de maneira mais segura durante a atual pandemia.

Ela afirmou que o ar livre nos salvará. Segundo ela a mensagem deveria ser que podemos fazer reuniões com segurança e atualmente o que as autoridades afirmam é que ninguém pode se reunir. Isso falha em reconhecer as necessidade humanas básicas, segundo Marcus.

Em uma revisão de sete mil casos na China houve apenas uma única instância documentada de transmissão ao ar livre, mas que teria ocorrido durante uma longa conversa entre dois amigos em que um deles tinha recentemente retornado do centro do primeiro surto, em Wuhan.

Caso você participe de qualquer evento social, mesmo em uma área externa, use máscara. Mantenha o volume da música baixo, assim as pessoas não precisam elevar ainda mais a voz (falar mais alto leva a expelir mais gotículas do que a voz mais baixa.) Nunca compartilhe alimentos, copos, garfos, facas ou quaisquer utensílio.

Linsey Marr, cientista de aerossóis e professora da Virginia Tech, EUA, suspeita que as pessoas se descuidam quando estão ao ar livre, mas o distanciamento físico deve ser mantido em áreas externas. [The New York Times]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!