Escola britânica bane maquiagem e espelhos

Por , em 15.09.2011

Uma escola da Grã-Bretanha decidiu banir da escola duas coisas hoje essenciais para adolescentes: maquiagem e espelho.

Os funcionários da escola disseram que as meninas estavam gastando muito tempo no banheiro, então proibiram a maquiagem.

Quando as meninas continuaram aparecendo na escola iguais a Paris Hilton, os administradores tomaram o próximo passo lógico: retiraram os espelhos das paredes do banheiro e deram aos professores “kits de remoção de maquiagem”.
As meninas do Colégio Shelley, em Huddersfield, originalmente eram autorizadas a usar uma maquiagem “discreta”.

Não sem surpresa, as adolescentes interpretaram isso como lápis grossos e camadas de rímel. Os administradores não estavam apenas preocupados com a distração que essa maquiagem causava aos outros estudantes, mas também com a atração das meninas ao espelho no banheiro, onde elas se reuniam para compartilhar fofocas e obter infecções oculares ao experimentar a maquiagem de todo mundo.

“Chega um ponto em que você precisa parar de gastar meia hora do dia conversando com as meninas sobre maquiagem. É mais sensato dizer que não é permitido. Nós removemos os espelhos, porque havia um número de meninas que estavam indo para o banheiro na hora do intervalo e comendo seus lanches lá”, disse o professor John McNally.

A escola poderia simplesmente proibir as meninas de trazer seus lanches para o banheiro (e deveria, porque é nojento), mas remover os espelhos também funcionou.

Claro, às vezes você quer apenas verificar o status de uma espinha horrorosa ou certificar-se que não há comida presa em seus dentes. Além do mais, a maquiagem ainda pode ser aplicada usando um espelho de mão.

Ainda assim, o que atraía as meninas eram os espelhos, e quando eles foram removidos, o problema parou.

A maioria tem aceitado a política, pois já não usava maquiagem. A confusão maior foi causada por cerca de cinco ou seis meninas, que são as que mais usavam pintura. Os pais estão apoiando a ideia.

Essas meninas ficaram furiosas com a proibição, dizendo que a maquiagem as fazia se sentirem mais confiantes.

As adolescentes já têm problemas suficientes em aceitar sua aparência, será que parece um pouco cruel tirar algo que poderia fazê-las se sentir um pouco mais confortável? Acho que não. Talvez seja uma boa hora para as meninas aprenderem a se aceitar e se mostrar como são, sem necessidade de camadas de pó na cara. O que você acha?[Jezebel]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

13 comentários

  • Marco337:

    Acho que irá aumentar o número de acidentes no trânsito. Será que essas escolas ainda não aprenderam que isso tudo faz parte da familiarização do processo “mulher x espelho”. Elas usam mais o espelho retrovisor do carro para retocar maquiagem do que para fazer manobras. E o fato de não serem as responsáveis pela maior parte de acidentes de trânsito (excluindo-se o fato de que representam a minoria dos motoristas) é essa pré-familiarização com o espelho nas Escolas.

  • Julia:

    Não acredito que a proibição seja um absurdo tão grande, quando se leva em conta o comportamento de muitas garotas em relação à beleza. No entanto, certas meninas precisam sim de um apoio maior para se aceitarem, não é tão simples quanto o autor disse ser. Afinal, por mais que o objetivo nas escolas seja a educação, esse é um local de socialização também e se torna em muitos casos um verdadeiro inferno quando se te que passar quase 20 anos da sua vida em um lugar em que não se sente bem vindo. se é a maquiagem, um item tão banal, que pode ajudar a aumentar a auto estima dessas meninas, sou contra a proibição.

  • Anita:

    Acho ótimo os comentários do tipo “nossa, que fascismo” ou “usar maquiagem não é nada demais, cadê a liberdade de expressão?”. Pessoas com estes tipos de comentários são geralmente aqueles que focam somente nos seus supostos direitos (achando que tem direito à tudo)e “esquecem” de pensar sobre o problema real da questão. Eu sou Polonêsa, e na polônia até hoje maquiagem não é tolerada nas escolas. Se você for de unhas pintadas pode ter certeza que voltará sem o esmalte nelas. Quando voltei pra lá para cursar o sétimo e oitavo ano, no começo fiquei igualmente chocada. Porém comecei a compreender a situação: escola não é um estúdio, salão de beleza, ou uma reunião social “for fun”. É (era pra ser) um lugar onde você obtêm conhecimentos elementares, a educação propriamente dita, um lugar de absorção de conhecimento. Sua preocupação numa escola, como aluno, deveria ser a aprendizagem. Como sabemos que apenas uma pálida minoria preocupa-se com essa questão, então proibir atos que desviam a atenção dos alunos de suas funções que é estudar e aprender, não é apenas necessário, mas mandatório. Se aquelas garotas ficaram dando piti, reclamando que sem suas máscaras diárias suas auto-estimas vão bueiro abaixo, então o que elas precisam é de aconselhamento psicológico. Algo que a escola tem obrigação de oferecer.

  • anônima:

    Isso é uma idiotice eles deveriam se preocupar com coisas realmente ruins para as jovens !

  • Mario:

    tem alguma coisa proibida no Brasil? zorra e progresso.

  • Monique:

    Se fosse na minha escola eu até mudaria se fosse possível, não tem nada demais em usar maquiagem!

  • Dominique:

    Nossa,que fascismo!

  • Ruan:

    O colega abaixo disse tudo.. a maioria das mulheres tem seu charme, sua beleza, interior ou exterior, e a maquiagem serve apenas pra esconder e estragar o que faz das mulheres nossas musas.

  • @fleuto:

    Não concordo. Liberdade é direito de todos e de todas. O certo ceria uma educação social melhor, não a privação da liberdade para fazer o que gosta.

  • Bruno:

    De acordo, maquiage só serve pra apagar a beleza natural e fazer a mulher parecer um palhaço.

    • Bruno:

      So pra completar, meu “concordo” foi para o ultimo paragrafo do texto, e não para a proibição da maquiagem.

  • Bio:

    Lembrando que escola não tem “h”.

    • Kelvin:

      Mas coincidentemente, Bio, o título errado até que faz um pouco de sentido no contexto geral do post, algo como “britânicos escolheram banir a maquiagem e espelhos ao invés de proibir o lanche de ser levado para o banheiro”.

      É uma perspectiva meio forçada, mas acho que vale HAHSAHSH

Deixe seu comentário!