Essas dez atitudes podem ajudar nos momentos de solidão

Por , em 29.01.2020

Provavelmente, em algum momento, você já sentiu solidão. A quantidade de pessoas que sentem assim pode ser considerável. Pelo menos, é o que mostra uma pesquisa divulgada neste mês pela organização americana de serviços de saúde Cigna.

De acordo com a pesquisa, realizada com 10 mil americanos adultos, 61% deles podem ser considerados solitários. Isso, com base na UCLA Lonliness Scale, uma escala de solidão desenvolvida pela Universidade da Califórnia. Essa metodologia avalia a frequência com a qual uma pessoa se sente desconectada das demais.

Uma pessoa pode se sentir solitária mesmo quando acompanhada. Isso porque esse estado está mais ligado com sentir-se assim do que de fato estar desacompanhada. O psicólogo David Narang disse ao HuffPost que isso está mais ligado com a profundidade das conexões emocionais do que com a quantidade de pessoas com as quais convivemos.

O ex-cirurgião geral dos Estados Unidos, Vivek Murtbhy, falou em 2017, que a solidão é uma epidemia em expansão, embora estejamos mais conectados do que nunca. Ele ainda considerou o trabalho como sendo parte do problema.

A solidão pode aumentar os riscos de depressão, ansiedade e doença cardiovascular, além de diminuir a expectativa de vida. Levando esses aspectos em consideração, o HuffPost pediu conselhos a especialistas em saúde mental para quando alguém sente estar em um estado de solidão. Veja a lista.

1. Tentar não julgamento

A terapeuta Megan Bruneau destacou que a dor provocada pela solidão pode ser potencializada se nos criticarmos pelo que sentimos. Ela lembra que quando uma pessoa faz um autojulgamento e se abandona, pode criar um sentimento de vergonha e ansiedade que vai resultar em solidão.

A terapeuta sugere substituir essas atitudes por compaixão. É importante compreender que esse sentimento é normal e não resultado de uma falha sua ou por não ter quem ame você.

2. Solidão é comum e não vai durar para sempre

Há diversas pessoas no mundo sentindo solidão também. Esse sentimento não é sinônimo de patologia e vai passar.

3. Conecte-se com outras pessoas

Embora você possa sentir que ninguém se importa com você, é importante lembrar que provavelmente se sentirá melhor ao estabelecer conexão com outras pessoas. Dentro dessa perspectiva, entre em contato com amigos ou parentes. Fale com outras pessoas pessoalmente ou compartilhe on-line, sugere Bruneau.

4. Entre em contato com a natureza

Andar ao ar livre em um parque ou próximo à natureza é a sugestão do ex-presidente de organização dedicada a combater a solidão com arte, UnLonely Project, Jeremy Nobel. Além disso, Bruneau indica passar um tempo com animais.

5. Menos tempo dedicado ao telefone

Priorizar as interações presenciais em vez de passar o tempo olhando as mídias sociais. Para Narang passar horas vendo fotos especialmente selecionadas por outras pessoas para mostrar o melhor delas nas publicações, pode aumentar o sentimento e solidão.

Mas se você usar essas mídias para convidar alguém para passar um momento junto, então elas podem servir para diminuir a solidão.

6. Use a criatividade

Para Nobel, atividades artísticas podem ser reconfortantes em um momento de solidão. O sofrimento pode ser transformado em beleza com a leitura de um poema, tricô, pintura, ou escultura, por exemplo.

7. Pense em alguém que ama você

Depois de escolher alguém que se importa muito com você faça perguntas sobre como esse amor foi demonstrado, ou momentos em que realmente recebeu apoio. Narang lembra que se você recebeu esse amor é porque mereceu, não apenas por bondade dessa pessoa.

8. Procure se conectar com um estranho

Pequenas gentilezas farão com que se sinta mais próximo às pessoas, de acordo com Narang.

9. Inscreva-se em atividades de grupo

Ao participar de aulas ou grupos você abre espaço para possíveis conexões mais profundas.

10. O que sua solidão quer dizer

Em vez de procurar se livrar desse sentimento, olhe para sua solidão, por mais desconfortável que seja.

Narang sugere que as pessoas tentem perceber como são afetadas pela solidão, para depois de algum tempo começar a ter clareza sobre quais ações desejam realizar. Decisões feitas em momento de calma tendem a ser mais efetivas do que aquelas feitas em momento de estresse.

Pedido de ajuda

Como já foi dito, a solidão não é sinônimo de patologia. Mas se for persistente e representar uma barreira, pode ser necessário procurar ajuda. Narang destaca que a solidão prolongada pode aumentar o risco de desenvolver diversos problemas de saúde.

Em vez de aumentar o isolamento, os profissionais sugerem que a pessoa que sente solidão entre em contato com amigos, parentes, ou um profissional da área de saúde. [Huff Post, Cigna, Harvard Business Review]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (30 votos, média: 4,87 de 5)

Deixe seu comentário!