Essas fotos pessimamente tiradas da vida selvagem são tão ruins que são boas

Por , em 13.04.2020

Fotografias da vida selvagem são normalmente imagens deslumbrantes que nos fazem sentir pequenos diante da magnitude e do encantamento da natureza.

Essa devia ser uma boa dica para percebermos que nem sempre é possível registrar tamanha beleza em um clique perfeito.

Essa é (mais) uma daquelas situações nas quais é melhor lançar mão de um profissional. Já é difícil dominar a técnica fotográfica de uma maneira geral, mas quando se trata de capturar animais em movimento durante um clima instável usando uma mão pouco firme segurando uma câmera nada ideal, o resultado certamente passa longe do esperado.

Inclusive, algumas “tentativas” de fotografias da vida selvagem são tão ruins que vão parar em um grupo chamado “Crap Wildlife Photography” (em tradução literal, “Fotografia Péssima da Vida Selvagem”) na rede social Facebook. Veja algumas das melhores piores fotos naturais reunidas neste grupo:

(Projeto de imagem de) abelha

Aranha debaixo de tecla de computador

Cronometria perfeita para uma foto de bundas selvagens

Veado no modo The Sims

É um pássaro? É um peixe voador? Não, é uma péssima foto da vida selvagem

Esperando as asas se abrirem

Coruja

Momento em que você percebe que tirar essa foto não foi uma boa ideia

Aquela chance de uma foto perfeita de um predador raro: Photobombed por um pássaro

Corujinha almoçando

Bela águi… não, árvore

Delivery de pizza (roída)

Poste voador

Não ficou muito boa essa pose

Pássaro amigável

Gafanhoto

Careta

Sapos

O que você quer, meu filho?

Aqui, uma resolução mais baixa seria preferível

Pombo

Águia-americana em toda a sua majestade

No episódio de terror de hoje: ovelhas no escuro

Garça

Melhores ângulos da vida selvagem

Mais rápido, cara!

Um giro tranquilo

Louva-a-deus fora de foco

De perder a cabeça

Guaxinim (juro)

Uma ode aos grandes fotógrafos da natureza

Os cliques acima são engraçados, mas também uma prova de que fazer fotos incríveis da natureza não é tão fácil assim.

Sem muita paciência, prática, silêncio e observação, uma imagem perfeita é quase impossível. Alan McFadyen, por exemplo, precisou de 4.200 horas e 720.000 tentativas para tirar a fotografia ideal do mergulho de um martim-pescador:

Já a imagem premiada de uma águia abaixo veio depois de três anos de esforço do fotógrafo norueguês Audun Rikardsen:

É, meus amigos. Vamos valorizar esses heróis da lente que nos trazem esses belos presentes! [BoredPanda]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!