7 fotos de vida selvagem capturadas inadvertidamente pelo Google Street View

Por , em 29.09.2013

Como parte do seu novo projeto “Great Nature” (Grande Natureza, em português), a revista National Geographic recolheu mais de 100 mil fotografias que capturam a biodiversidade do mundo, algumas oriundas de fontes muito incomuns.

Por exemplo, um dos álbuns reúne imagens de animais selvagens capturadas “acidentalmente” pelo Google Street View.

Algumas das fotos são claramente intencionais, como os macacos nas fontes termais, mas outras são verdadeiros episódios inesperados, como uma rã curiosa que analisou a lente do Street View.

As fotografias foram selecionadas entre mais de seis anos e milhões de quilômetros percorridos pela câmera do Google. Confira algumas delas: [Gizmodo]

Macacos da neve em Jigokudani Monkey Park, no Japão

Macacos da neve em Jigokudani Monkey Park, no Japão

Tartaruga marinha na costa da Ilha Heron, no sul da Grande Barreira de Corais

Tartaruga marinha na costa da Ilha Heron, no sul da Grande Barreira de Corais

Pinguins na Ilha Half Moon, Antártica

Pinguins na Ilha Half Moon, Antártica

Burro na República do Botsuana

Burro na República do Botsuana

Rã no Rio Negro, na Amazônia brasileira

Rã no Rio Negro, na Amazônia brasileira

Gaivota em Brighton, Inglaterra, Reino Unido

Gaivota em Brighton, Inglaterra, Reino Unido

Rena em Lebesby, na Noruega

Rena em Lebesby, na Noruega

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

8 comentários

  • J. F. S. Mendes:

    hehehehe, e a rã brasileira? eu acho q é uma perereca…

  • Anna Lívia:

    Podia ter colocado as coordenadas também.

  • Thais Schwarz:

    não entendi bem como o Google Street View tirou uma foto de uma tartaruga. dentro d’água.
    ._________.

  • Thaís Schulz:

    A da gaivota tá meio estranha. Parece que um pedaço da asa dela está escondido atrás do prédio, mesmo isso parecendo impossível. Belas imagens!

    • erick weil:

      o google maps, no street view, é formado por várias imagens dispostas em um panorama, no caso da asa, estava na junção entre uma foto e outra, tirada de um ângulo um pouco diferente

    • Jadson Brumatti:

      Isso provavelmente acontece por conta do tipo de imagem. É como tirar uma foto panorâmica (dessas que a gente arrasta a câmera pela paisagem) e alguém se mexe. Uma foto sobrepõe a outra e um pedaço da imagem anterior “desaparece”.
      As imagens são muito legais, quase parecem ser de propósito.

    • Cesar Grossmann:

      O Google Street View faz várias fotos dos locais que visita e cola elas usando um algoritmo que monta panoramas. A gaivota está “cortada” por que a foto em que ela está não foi utilizada inteira ou por que a câmera só pegou parte da gaivota mesmo… Aliás, provavelmente a foto da ponta da asa foi feita um instante antes ou depois, tem o que parece ser a ponta da asa da gaivota ali mesmo.

    • Samuel Locatelli:

      O sapo também está sem perna.

Deixe seu comentário!