Sudão do Sul: a mais nova e mais cheia de vida selvagem nação do mundo

A mais nova nação do mundo é também a que acolhe algumas das mais incríveis formas de vida selvagem do mundo.

Sudão do Sul, um país sem litoral no leste da África, celebrou sua independência do resto do Sudão recentemente, em 9 de julho. O novo país tem uma riqueza de vida selvagem, incluindo uma das migrações mais longas do mundo animal, que poderia ser uma bênção para sua economia.

A nação sobreviveu décadas de guerra, e vastas áreas de savanas e áreas úmidas permanecem em grande parte intactas.

Para ajudar a garantir que os animais do país continuem a ser um recurso espetacular, a Sociedade de Conservação da Vida Selvagem (WCS, na sigla em inglês) tem colaborado com a gestão do Sudão do Sul para proteger as áreas e organizar o território do país.

O Sudão do Sul possui algumas das populações selvagens mais importantes na África: o Parque Nacional Boma, perto da fronteira com a Etiópia, o pantanal Sudd e o Parque Nacional do Sul, perto da fronteira com o Congo, são o lar de búbalus, cobos-comuns e topis ou damaliscos (espécies de antílope), búfalos, elefantes, girafas e leões.

A parte sudeste do país apoia a segunda maior migração da vida selvagem terrestre do mundo, de cerca de 1,3 milhões de animais como o cobo de orelha branca, tiang, cob-grande-dos-juncais e gazela-albonotata.

Hoje, a exploração de petróleo no Sudão do Sul é responsável por cerca de 98% das receitas da região. Os tesouros da fauna do país podem proporcionar uma oportunidade para uma economia diversificada, baseada em turismo “eco amigo”.

No vizinho Quênia, o turismo contribuiu com cerca de 1,41 bilhões de reais para a economia nacional em 2009. Na Tanzânia, o turismo foi responsável por cerca de 1,69 bilhões de reais no mesmo ano. Se bem gerida, as migrações animais do Sudão do Sul oferecem a oportunidade de criar uma próspera indústria de turismo na mais jovem nação do mundo.[OurAmazingPlanet]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

17 respostas para “Sudão do Sul: a mais nova e mais cheia de vida selvagem nação do mundo”

  1. Nâo dei importância para os animais, mas sim pra aquela criança sorrindo.
    Mandem “Deus” pra la que eles estão precisando.
    Podem me dar um “negativo” pelo meu comentário seus religiosos presunçosos e CEGOS

    • Por isso que nenhum crente é levado a sério. Como vocês enchem o #[email protected]% não? Quem tem fé verdadeira não precisa ficar se afirmando a todo momento, querendo dizer que crê.

      Vai pegar um livro de verdade (não o de historinhas chamado bíblia) e estudar um pouco, melhorar argumentos, tentar entender de verdade o mundo que seu “Deus” criou.

  2. Apenas oficialmente nova nação, porem a região geográfica é tão velha quanto o Terra. E de nossa parte é mais velha que a ignorância e a brutalidade humana. Quanto a diversidade, esta corre tanto ou mais risco que qualquer outra. Talvez um pouco menos que a Amazônia, já que é menos verde e menos lucrativa. Mas basta um olhar ambicioso para lá e tudo se acaba rapidamente e se transforma em dinheiro para alguem.

  3. Quem vê a criança sorrindo na foto nem imagina a desgraça que é a vida deles, um país que sofre com as grandes empresas de petróleo, que matam pelo ouro negro. Por trás de algumas belezas cênicas sempre tem o dedo do capitalismo ganhando.

  4. o surgimento desse pais é só o começo.futuramente virão mais a se tornar independentesbom que alguma organização ajudasse o sudão do sul a seguir sua nova vida, sem ter suas riquezas exploradas ou violadas.

  5. isso é forma de estimular a população a viver melhor e ser feliz com seus recursos e sua fauna onde a africa tem de extraorninario que é sua beleza selvagem

    • Cara, o Sudao do Sul vivia em guerras civeis constantes por causa que viviam duas tribos num mesmo pais. Com a divisao cada tribo ficou em um pais distinto

Deixe uma resposta