Esse vírus maluco desafia as noções de infecção conhecidas

Por , em 29.08.2016

Um novo tipo de vírus estranho está desafiando as noções dos cientistas sobre o que é preciso para infectar e se proliferar em um animal hospedeiro.

A sabedoria convencional diz que, se um único vírus consegue inserir seus genes em uma célula, o anfitrião é infectado. Mas e se você picar o vírus em vários pedaços e colocá-los em uma célula animal? Não daria certo, né?

Bem, com um certo vírus, daria. De acordo com os cientistas do Instituto de Pesquisa Médica em Doenças Infecciosas do Exército dos EUA, o Guaico Culex (GCXV) é capaz de infectar uma célula animal mesmo separado em cinco partes.

Se você compará-lo com o corpo humano, é como se uma pessoa com pernas, tronco e braços todos em lugares diferentes de repente se juntasse de alguma forma para funcionar como um único vírus.

Bizarro

Vírus normais são como máquinas de infecção perfeitamente trabalhadas. Seus genes são contidos em uma única partícula viral que é cerca de 100 vezes menor do que uma célula de bactéria.

Uma vez que o vírus entra em contato com um receptor na superfície de uma célula, corta a membrana externa, e deposita seu DNA e RNA dentro dela.

As enzimas do hospedeiro começam a fazer novas partículas virais com base nesses modelos, e quando réplicas suficientes são produzidas, o vírus mata a célula e parte infectar outra.

Agora, volte para o início desse cenário e corte a partícula viral original em cinco. Esse é o caso do vírus Guaico Culex (GCXV) – um novo tipo de vírus “multicomponente” que foi identificado pela primeira vez em mosquitos vivos.

Dúvidas

Por alguma razão, o material genético de Guaico Culex foi dividido em cinco pacotes independentes e, a fim de ser infectado por ele, você precisa ser exposto a pelo menos quatro desses “pacotes” diferentes.

Até agora, os pesquisadores acreditavam que vírus com múltiplos componentes só podiam infectar plantas e fungos, porque o seu modo de transmissão é incrivelmente ineficiente. Mas tendo em vista que o vírus Guaico Culex foi encontrado em vários mosquitos Culex na região de Guaico, Trinidad, a pergunta é: quantos outros animais podem ser afetados por ele?

Embora este tipo de vírus não pareça ser capaz de infectar mamíferos, a equipe descobriu que ele está intimamente relacionado com um grupo de vírus segmentados chamados de “Jingmenviruses”, que parecem infectar macacos.

O vírus Guaico Culex foi descoberto como parte de uma investigação mais ampla da equipe médica do Exército dos EUA para isolar vírus transmitidos por mosquitos em todo o mundo, em um esforço para impedir epidemias como a recente propagação do Zika.

A pesquisa foi publicada na revista Cell Host & Microbe. [ScienceAlert]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!