Faz 120 anos que este tronco está flutuando na vertical e ninguém sabe a causa

Por , em 11.10.2016

O lago mais profundo dos Estados Unidos se chama Crater Lake e fica no estado de Oregon, bem ao norte da Califórnia. Além do fato de ficar no topo do que costumava ser um vulcão, o lago chama atenção por suas águas incrivelmente azuis e por um mistério que envolve um tronco.

Desde pelo menos 1896 este tronco de árvore de nove metros de comprimento boia no lago, e é flutuante o suficiente para suportar o peso de uma pessoa de pé em seu topo. Cerca de 1,2m fica acima do nível da água.

E ele não fica paradinho no mesmo lugar. Registros mostram que entre 1986 e 1891, ele se moveu 400m no lago. Batizado de Old Man, o tronco passou por uma pesquisa mais detalhada em 1938, e foi observado que ele se move ainda mais do que pensado inicialmente. Em apenas três meses de observação ele percorreu 99km graças aos ventos fortes e ondas do lago.

“Você pensaria que o 1.2m que está acima da água funcionaria como uma pequena vela, mas algumas vezes ele se move contra o vento”, aponta Mark Buktenica, ecologista aquático do Parque Nacional em que o Crater Lake está localizado.

Por que ele boia na vertical?

Com seus 9m de comprimento e 61cm de diâmetro, o Old Man deveria boiar na horizontal. Pesquisadores descobriram que o tronco existe há pelo menos 450 anos, e que ele deve ter caído no lago há mais de 100 anos. É possível que pedras estivessem presas às suas raízes no momento da queda, e que elas tinham funcionado como âncoras, fazendo com que ele flutuasse na vertical.

Atualmente nenhuma pedra ou sinal delas é encontrada na ponta inferior do tronco, mas depois de tanto tempo flutuando nesta posição, a parte da madeira submersa poderia ter se tornado mais densa e pesada, enquanto a parte exposta continuou relativamente seca.

“Esse equilíbrio aparente permite que o tronco fique estável na água”, diz uma explicação do Instituto Crater Lake. [Science Alert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (12 votos, média: 4,25 de 5)

1 comentário

Deixe seu comentário!