Déjà vu: a ciência por trás deste “fenômeno”

Por , em 17.08.2011

Déjà vu é matéria de discussão, filmes, livros, mistérios. Mas o que é exatamente déjà vu? “É o sentimento que você já fez exatamente a mesma coisa antes – já esteve naquele lugar ou já realizou aquela atividade em particular – quando você sabe que não fez”, explica a especialista no assunto, Anne M. Cleary.

Segundo Cleary, nem todo mundo experimenta a sensação, mas a maioria das pessoas sim.

Talvez seja um curto-circuito no cérebro. Ou uma memória distante que escorregou para o presente. Ou as duas coisas e algo mais. Seja qual for o caso, o déjà vu não é apenas um sentimento estranho e irrelevante na vida: a melhor compreensão do fenômeno quase certamente levará a uma melhor compreensão de como nosso cérebro funciona.

Akira O’Connor, que estuda déjà vu na Universidade de St. Andrews, na Escócia, afirma que os jovens, da adolescência a meados dos 20 anos, experimentam mais déjà vu. Pessoas cansadas também têm a sensação com mais frequência, como aqueles que viajam muito. Mesmo com muitos mais anos armazenados em seus bancos de memória, as pessoas mais velhas não são tão propensas a déjà vu.

Quando a maioria de nós sente um déjà vu, achamos um pouco esquisito ou mesmo significativo – quem nunca pensou que poderia ser uma lembrança de uma vida passada?

A maioria simplesmente continua com seu dia. Outros não são tão sortudos: algumas pessoas sofrem de déjà vecu, uma sensação de já ter vivido antes.

“Parece louco, até divertido, mas na realidade é extremamente inquietante e muda drasticamente o comportamento das pessoas”, conta O’Connor. “As pessoas acham que experimentam a sensação mais fortemente com novas experiências. Como eles acham essa situação inquietante, tendem a evitar a novidade, com a triste consequência de que podem retirar-se do mundo para um pequeno universo de familiaridade, assistindo reprises de filmes e programas de TV o tempo todo porque isso lhes traz menos angústia”, explica.

Não há nenhum tratamento para pessoas com essa condição, que é muitas vezes relacionada com problemas de memória e envelhecimento.

Mas como pode ter um tratamento se não há nem uma compreensão clara do que causa o déjà vu e sentimentos relacionados a ele?

Cleary afirma que algumas possíveis causas da sensação estranha incluem erros na forma como o cérebro processa o mundo que nos rodeia ou breves disfunções neurológicas, como uma atividade cerebral espontânea que desencadeia um sentimento inadequado de familiaridade, ou uma pequena convulsão. Também, múltiplas causas podem trabalhar juntas.

Por enquanto, os pesquisadores estão encontrando novas maneiras de analisar o déjà vu. Cleary está usando realidade virtual para ver se pode acionar o sentimento nas pessoas e descobrir exatamente o que em uma “cena” faz o déjà vu acontecer. Já se sabe que visão não é necessária, pois pessoas cegas têm déjà vu também.

“Os pesquisadores precisam descobrir o que causa a desconexão entre o sentimento de que algo é familiar, e saber que esse algo não pode ser familiar”, diz O’Connor. “Quero entender quais partes do cérebro estão associadas com o sentimento de familiaridade e quais partes estão associadas com o saber que algo deve ou não deve evocar memórias”, conta.

E você, já teve um déjà vu? Como foi?[MSN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (8 votos, média: 4,88 de 5)

139 comentários

  • Luis Fernando:

    ola eu tenho 11 anos e começo déjà-vu dês do 8 nos dês do começo eu achei que era visão mais la pra frente vi que não era isu e decidi pesquisar e agora eu descobrir que e uma sensação obrigado por comentar o déjà vu achei que eu estova ficando louco

    • Cesar Grossmann:

      Luis, se isso estiver te incomodando e causando sofrimento, procura uma ajuda profissional, um psiquiatra, um profissional da saúde mental. Estas coisas são sérias.

  • ulisses:

    Não é á toa que já saiu milhares de séries sobe o assunto como o clássico além da imaginação

  • Gilson Bezerra:

    ja tive essa sensação quando eu tinha uns 12 anos, mas no meu caso parece que eu sabia exatamente oq acontecia seguir,não tenho certeza

    • Riquelme Campos:

      Tenho 14 anos e começei a ter déjà-vus aos 5-6 anos, tenho déjà-vus a todo momento, e por algum motivo principalmente na escola

  • Eduardo Ferreira:

    quase todos os dias acontece isso comigo é uma sensação rui parece que o tempo passa mais rapido por alguns segundos

    • Janaina Pereira:

      pra mim também é uma sensação bem ruim eu achava que só acontecia comigo isso acontece bem frequente comigo

  • Thainá Guimarães II:

    Isso acontece comigo as vezes, acho que não tem nada a ver com envelhecimento e cansaço, eu tenho 15 anos e não faço absolutamente nada.

    • Thainá Guimarães II:

      Também não me preocupo nenhum pouco com isso, quando acontece sorrio e contínuo o dia normalmente, nunca me preocupei

    • Thainá Guimarães II:

      Só tive a curiosidade de pesquisar agora kkkkk

  • IgorSTRD:

    Muito Simples, tudo a Alma… Nunca teve a Satisfação que queria ter e quando teve bum! Sua Alma em Segundos viveu de verdade o que queria

  • Ana Silva:

    Eu tenho isso e pensava que tinha outra vida onde ja tinha acontecido 1 amiga pensava que era maluca entao decidi pesquisar.

  • Natielly Modesto:

    Tem um filme chamado divertida mente eu sabia tudo oque ia acontece no filme mas acabou de estrea como esplica isso ?

    • Janaina Pereira:

      vc talvez ja viu o filme ? ou imagino como seria ?. ou tambem ja viu os comercias sobre filme ?

  • Kld Nvs:

    Déjà vu é um mistério pra ciência, mas não acreditaria se não tivesse acontecido comigo, de uma forma que não consigo explicar.

  • Janison Matos:

    isso muito louco. já tive na sala de aula em casa. eu acho muito firme

  • Rebeca Fiuza:

    Obrigado meu Deus que eu não sou a unica que tenho isso .. Ufa

    • Natielly Modesto:

      Kkkkk eu abia tudo oq ia acontece no filme ma acabou de estrea ?

  • Luisa Andrade:

    ultimamente tenho essa sensação e as vezes fico fora de mim,ultimamente tem me incomodado muito,vou procurar uma psicologa

    • Esdras Bitêncouart II:

      Tenho isso Sempre!

  • João Victor Mendes:

    acontece comigo direto, ate mesmo quando ouço algumas musicas ou vejo algumas novelas penso que ja teve uma igual essa ante

  • roberto A.:

    quando eu sonho geralmente sempre acontece no dia seguinte mas quando eu tento evitar ele acontece de qualquer forma mas com tempo diferente

    • Joaquim Manhiça:

      Realmente isso?

  • Larissa Simas de Oliveira:

    Meu nome é Larissa tenha 10 anos,e tenho quase sempre isso,e penso que é nada

  • Natan Mantovani:

    Quando acontece comigo é como se eu já estivesse feito aquilo e mais de duas vezes as mesmas coisas e na terceira tento corrigir .

  • Ingrid Souza:

    tenho 14 anos e quando era menor (5 à 9 anos ) tinha constantemente (eu chamava de visões) na vdd ñ sabia o q era. eu pensava q isso só acontecia comigo mais depois de tempo quando cresci comecei a falar para minha tia,ela era a unica q acreditava no q eu falava. depois comecei a falar normalmente para meu irmao e primo, quando contei o q acontecia, meu primo disse q acontecia a msm coisa com ele, foi ai q percebe q ñ era só comigo q acontecia.

  • Dhayane Timberlake:

    Eu já tive Dejá Vu , o ultimo que tive foi semana passada , a cena foi , na escola onde tinha pouca gente numa sexta feira e eu conhecia dois meninos , um tocava violao , ai eu e minha amiga jogamos basquete com eles, ai entao me direcionei ate um outro amigo e disse as mesmas falas que eu vi na minha mente ( deja vu) Foi estranho comentei com eles e aii minha amiga disse que era o Dejá Vu . Eu acho meio bizarro mas ao mesmo tempo interessante .

    • Denner Souza:

      Eu tbm já tive essa sensação,mais só que foi um pouco + diferente.

      e foi semana passa eu estava em uma chácara e nisso eu estava olhando pela janela,uns amigos meus derrubando uma caixa de maribondo ai na mente eu mesmo falei assim “eles vão se machucar tentando fazer isso”,e terminando de falar isso na minha própria mente,minha tia passou e eu falei a ela que eles vão se machucar e ela disse
      -eu vou ir lá.
      Ai depois eu tive o pressentimento que td isso iria acontecer,já passou na minha…

  • Alec Douglas Cardoso:

    Pode até parecer legal, mas é estranho quando acontece. Eu já tinha isso com 4 anos (raramente), mas hoje é um ppouco mais frequente.

    • Leila Mulle:

      E o pior é que vc fala e ninguém acredita,e outros acham legal mais não é,vc fica se perguntando se tem algo de errado com vc.

  • Vanessa Costa:

    Isso acontece comigo em relação a pessoas, parece que conheço-as á muito tempo mas na verdade são desconhecidas !

    • Joaquim Manhiça:

      Mesma coisa comigo!!!!!

  • João Pereira:

    tenho 17 anos, ja me aconteceu 3 vezes, 2 na mesma semana e outra na seguinte, das 3 vezes foi relacionado com um exame escolar, um amigo e a sensacao de ja ter respondido a um determinado conjunto de perguntas…

    porque será?

    sera que foi simplesmente uma memoria en vez de déjà vu, de ja ter respondido as perguntas durante as aulas e depois aparecer tal e qual no exame?

  • Wando Della Colleta:

    Eu tambem tenho isso minha esposa também , o que causa muito frequente quando sinto cheiro de perfume, cheiro de mato arvores, fumaça, sinto como vivesse varias vidas, assim a minha esposa tambem. Todos os comentário são similar a nossa (sera que somos especias!!!!!)

  • Julio Barone Neto:

    “Déjà vu” (francês), isto é, “já visto”, com certeza é previsão paranormal inconsciente do próprio futuro. Eu já tive isso muitas vezes, mas conscientemente, portanto não considerava isso como exatamente “déjà vu”.

  • Mateus Henrique:

    Tipo eu já tive mas é que eu sonho com certas coisas e elas acontecem mesmo e eu comecei a assentir isso aos 5 anos de Idade e hoje eu tenho 13 anos não acontece com tanta frequência como antigamente mas isso ainda acontece comigo eu estava curioso e vim pesquisar.

    • Kilote César:

      também acontecia comigo, não sei muito bem como eu via, era como se eu me desligasse por uns instantes desse universo pois não sei a que momento exatamente e via o que ia fazer, e acabava fazendo e eu de repente falava na mente?”era isso que eu vi”. eu não imaginava e depois fazia, era como se eu prevesse o futuro, eu via Exatamente!!

  • Rafael Koslop:

    Eu tenho deja vu frequentemente, mas a impressão é que eu já sonhei com isso antes, as vezes eu lembro de que já sonhei e até as frases que os outros vão falar.

  • Thiago CV:

    Eu não sei se é bem um déjà vu, mas conheci uma garota na internet, e ficamos muito amigos, durante essa nossa amizade virtual, até nos conhecermos pessoalmente, foram 5 meses!

    Nesses 5 meses, eu por algumas vezes, assim do nada, me “via” passeando de mãos dadas com ela em do lado de fora um shopping daqui e nisso ficavamos!

    Quando marquei de conhece-la, nem me lembrava mais disso, e marquei no bendito shopping. Eu imagina que apenas conversariamos e fim, mas acabou que aconteceu o que eu “via”. Mas só fui me lebrar desse déjà vu depois de que estavamos passeando do lado de fora do shopping, exatamente como eu “via”!

    Essa não foi a única vez que tive isso, mas essa é a mais significante pra mim!

  • Katiani Martins:

    Tenho déjà vu com frequência, e isso impulsiona minha curiosidade em neurociência. Se depender de mim, daqui alguns anos teremos mais respostas sobre o assunto!

  • Vandinho Vando:

    Sim, tenho isso frequentemente, as vezes são apenas 5 segundos de ação e as vezes dura de 5 a 10 +-, nao sei oque é isso. Agora pouco tive um e por isso resolvi pesquisar.
    Na verdade acho que estou ficando louco.

    • ALFA:

      Isso não é loucura. Eu também tive muito disso na adolescência, mas no meu caso eu tinha sonhado com o que ia acontecer. Uma vez quando percebi que era um déjà vu, tentei fazer diferente do que eu sabia que tinha que fazer. Não aconteceu nada apesar disso, mas isso me intriga até hoje. Será que podemos sonhar com o futuro?

  • Siilvaa:

    Com migo aconteceu assim , No começo do ano chegou uma menina nova na minha sala eu logo gostei dela e conversa vai conversa vem , e ela mim falou que acha que já mim conhecia , e com o tempo eu fui percebendo a mesma coisa , e com isso agente foi se aproximando muito ‘ oque ela gostava eu tbm gostava , e quando eu fico perto dela eu mim sinto bem , segura , e quando eu vou embora eu sinto muita saudade dela , e eu sinto vontade de cuidar dela , Parece que agente é amiga a muito tempo mais naum ”/ .

  • jefferson:

    comigo acontece assim.
    quando tenho um sonho tento guarda-lo na memoria.
    como qnd sonhei, a um ano e meio atraz, que dirigia um veiculo magnifico enquanto minha mulher aguardava rindo abrigada da garoa.
    esses dias um amigo apareceu lá em casa com sua drag star. ate ai normal. começou uma chuvinha fina e nos ficamos trocando ideias ate que minha mulher insistiu para que eu desse uma volta na motoca do camarada.

    foi tiro e queda! descendo a rua após contornar o quarteirao. pela primeira vez consegui capturar o momento exato vivido no devaneio do passado. a garoa caindo em diagonal o fascinio com a potencia do veiculo a minha mulher zombando de minha insegurança o clima tudo exatamente igual.
    passou-se uma hora e pouco e xableim lembrei do sonho e tal. fui falar com minha conjugue e ela respondeu sem abrir os olhos:
    -jura hahahaha.

    o ultimo sonho que guardei nao esta tao claro, mais uma pessoal com a qual nao me identifico mostrou admiraçao por mim e minha mulher agiu exatamente como qnd esta muito fula com algo que eu faço.
    to be cotinue ?

  • Patrícia:

    Já tive varios tambem, um que me lembro ate hoje. Quando me mudei de cidade e estava chegando na cidade em que iria morar, quando passei em um local e tive certeza de que ja tinha passado por la. Esse foi o deja vu que mais me marcou, posso estar errada mas acredito em destino, meu destino era me mudar para aquela cidade e a prova disso foi ter sentido que eu ja conhecia tal local.

  • ADRIANO KALISCK:

    déjà vu:BOM JA TIVE VARIOS,TENTANDO ACHAR EXPLICAÇOES , ACABEI TENDO MAS LONGE DE ESTUDOS DE TERCEIRO COMECEI A ME ESUDAR ME ISSO É A INTENDER O SE HUMANOS NA AREA DE PARAPSCOLOGIA,ANATOMIA ENFIM ISSO FOI O MEU PONTO DE PARTIDA, E ALGUMAS TEORIAS RELATIVAS,HOJE TENHO A PLENA CERTESA PORQUE ACONTECE O DÉJÁ VU,E PRA QUE ACONTECE , QUAL É A SUA
    INTENÇÃO EM NOSSA VIDA

    =================================ass cigano KALISCK
    QUEM TIVER A CORIOSIDADES É SÓ PERGUNTAR ME SEREI GRATO EM RESPONDER NO MEU MSN É maycolord2009@hotmail.com

  • Sopa de Letras:

    Eu tive minha primeira experiência com o Dejá Vu aos 10 anos, eu me sentia que só existice aquela cena na minha cabeça, eu não conseguia me mexer, meu olhos ficaram vidrados naquela cena, apesar de eu ter apenas 12 anos, eu ja tive MUITAS experiencias com o Dejá Vu .
    Eu geralmente tenho experiências com objetos, pessoas ou até com carrinhos de bebês .
    Mas, nós temos que olhar pelo lado espiritual do Dejá Vu, como o texto disse, isso começou nos anos 20, nas pessoas mais jovens como é o meu caso, o Dejá Vu, deve ser algo dos nossos anscestrais, magia, mas é claro que á algumas explicações objetivas para o Dejá Vu .

  • Julio:

    Eu também achei que era só comigo mas então não é
    Comigo também acontece isso as vez estou sozinho no silencio às vezes estou rodeado de gente em e um estádio com muito barulho depende, mas quem sabe com os cientistas descobrindo tudo talvez descobrem como controlar isso e fizer isso se tornar um poder de visões ou outras coisas sei La.

  • Ana Luísa:

    Eu tenho déjà vu vécu e eu tenho interesse em saber onde estou quando a cena do déjà vu acontece, eu me perco e não consigo explicar para as pessoas na minha volta e quando tento essas pessoas não acreditam em mim!

  • Erick Carvalho:

    Pensava que era o único! Já tive uns 10 deja-vu. O primeiro foi em forma de sonho quando tinha uns 9 ou 10 anos e aproximadamente 1 ano após o sonho eu estava lá… exatamente no local que tinha sonhado eu sabia de tudo que ia acontecer naquele local e naquele momento, como se já estivesse vivido tudo aquilo. Hoje mesmo vim parar aqui em busca de explicações. É uma coisa que não da para controlar, você esta tranquilo, em um dia normal e de repente acontece alguma coisa ou algo que alguém fala ou vê (qualquer ação ou algo que você está observando) e de repente acontece sem explicações acontece um deja-vu. Hoje tenho 16 anos e ainda não consegui respostas convincentes sobre o que vivi.

    • lucas:

      isto acontece comigo todos os dias praticamente e acho normal ja

  • Dayane Cirico:

    Já conversei com uma pessoa, tinha certeza que já nos conheciamos, certeza mesmo, mas no decorrer da converssa vi que não nos conheciamos, e nunca tinhamos nos visto antes, muito estranho, muito mesmo.

  • Jhow:

    eu pensei q isso so acontecia comigo…mais vi q emborra raro as pessoas q vem, entre elas e frequente…eu tenho lembranças do q ainda ñ vi …e quando isso acontece tento mudar algo para provar q ñ estou revivendo uma lembraça d algo q ñ vivi, e tudo q tento fazer mostra q a lembrança ou assim sitado deja vu e real… e muito estranho por isso nunca disse a ninguem…”emborra verdadeiras as palavras de uma criança, nunca se acredita no q ñ podem ver.”*Jonathan C. .Quando erra mais novo isso era mais frequente, tenho 16 anos e agora isso e raro acontecer mais a um mes atras aconteceu algo de q tinha certeza va ter vivido, e fiquei pensando sobre isso.

  • Elsa:

    Gente é incrível, já passei por uma situação dessa qdo tinha 15 anos. Parece que sonhei com algo e aconteceu depois exatamente como no sonho, até a roupa que as outras pessoas usavam era amesma. è incrível.

  • PATRÃO [ÁlexSacramento] :#:

    Eu tenho Déjà Vu, Mais eu nn conto pra ngm i nen pro os meus Pais pq eles podem pensar q é coisa do demonho, ai vcs ja sabem néah ?

    Rsrsrs, :S

    • Jorge Bevilaqua:

      Eu tbm tenho todos os dias desde dos 6 anos, não conto pra ninguém nem pros meus pais também, eles podem achar que eu tou ficando louco,ontem teve uma menina que foi fazer uma matrícula lá na escola onde estudo e vi ela e parecia que eu conhecia ela de algum lugar e a muito tempo…

  • Júlia:

    tenho déjà vu todos os dias, eu lembro que eu já fiz isso e muito estranho mas tipo eu ñ só lembro que fiz isso como eu lembro que já sonhei, tive uma visão sei-la,ñ sei explicar mas eu lembro te sonhado com aquela cena um tempo atrás e éee como se hoje estivesse acontecendo.

  • Fabio Lorente:

    Bom a sensação que tenho é que na verdade temos uma expansação da consciência!
    Como em lutas marciais onde o mestre prevê o ataque do oponente?
    Quem sabe seja um estado mais natural e próprio do ser humano do que o que vivemos normalmente!
    Sentir-se integrado a este ponto!
    Mas os questionamentos vem para cortar este estado de integração..!

  • Leyde:

    Já tive vários sonhos desses que se tornaram reais.
    Penso que vivir algumas vidas anteriores.
    Em várias ocasiões de minha vida tenho morado ou conhecido lugares, pessoas, objetos…que já tinha vivido aquela realidade antes em meus sonhos.
    Agora é incrível, como que a gente sonha com algo que jamais viu e depois de um certo tempo voce se ver realmente naquela situação. Eu estou perplexa.
    Agora entendi sobre esse tal de deja vú.

  • luis lima:

    Como as pessoas perdem tempo fazendo comentários sobre ponto de vista de pessoas, assuntos, etc.

    Procurem viver, simplesmente!!

  • Dai:

    Esse lance de ter déjà vu com mais frequência na adolescência faz sentido. Hoje em dia são raras as ocasiões que tenho esse sentimento.

    Sempre que tenho déjà vu tento “lembrar” do vem em seguida, como se fosse o futuro, mas aparece nada. Chega a dar uma angústia.

  • mmelo76:

    Bem pessoal a razão pela qual temos essa sensação pode ser parcialmente esclarecida pelo seguinte fato:

    Nosso cérebro é muito mais poderoso que qualquer computador; a capacidade dele absorver informações mesmo sem estarmos observando ao nosso redor. Ele acumula históricos de sensações, odores, paisagens, imagens, barulhos, etc…

    Normalmente sempre estamos com a nossa mente com pensamentos muito mais á frente do que realmente estamos vivendo no momento.

    Façam a seguinte experiência:

    Combine com alguém para entrar em um recinto e fechar a porta. Depois de pedir para ele, sem você estar vendo (ou seja, porta fechada), mudar algumas coisas do recinto, decoração, fotos quadros, etc…

    Antes de você entrar, segundos ou até milisegundos antes de entrar, se analisar rapidamente, seu cérebro já vai te dar uma “ideia” de como o recinto vou decorado, sem mesmo você ter visto, baseando na ideia da largura, altura, espaço, cheiro, gostos do seu amigo, etc, etc, etc, o cérebro irá usar todo o conhecimento dele sobre este assunto para “gerar um quadro mental”…

    Ao entrarmos, os objetos que o nosso cérebro conseguiu chegar perto do que ele imaginava, nos darão a sensação de que já sabíamos de como ele ficaria decorado ou onde estaria…

    Então esse experimento pode ser usado na vida diária; até mesmo se você viajar para um país que nunca visitou; poderá ter a sensação de ter estado lá antes, porque o cérebro antes de sua viagem já “criou um quadro mental” de como ele imagina que lá será, baseado em fotos que já vimos do lugar, ou relatos, ou imagens da internet, e assim por diante.

    Ao chegar lá, sem nunca ter estado lá, e reconhecer locais que nada mais são “acertos” da estimativa cerebral sobre o local, temos a sensação que já estivemos lá!

    Simples assim!

    • ana julia:

      oi acho que dejavu e normal entre nos. eu ja tive dejavu e minha tia disse que era preve o futuro.bjao

  • Haha:

    Tenho isso com frequencia. Você tem a absoluta certeza que ja viveu aquela cena, dura poucos segundos, a sensação é como se você estivesse vendo o futuro..

  • Neo:

    eu tenho deja vu em todos capítulos finais d novela

  • patthy:

    Eu tenho isso,para mim já é uma coisa normal tipo eu tenho isso quase todos os dias é extranho mas meu amigo também tem a mesma coisa e as vezes nós conversamos e tentamos nos entender é com esse site eu ja posso ter certo conhecimento sobre esses ”déjà vu”que eu tenho diariamente!

  • Williams:

    Tenho isso às vezes… é esquisito, parece que já vivenciei aquela mesma situação. E acontece com qualquer tipo de situação, seja conversando com alguém, desenvolvendo alguma atividade. É um sentimento perturbador.

  • giordano leonardo:

    Sou novo aqui!E estou gostando muito das informaçoes valiosas que já descobri em pouco tempo de uso!

    Um dos melhores e mais inteligentes blogs da internet!

  • Vitor:

    galera, para de usarem drogas, a explicação mais plausível para isso, é o seguinte, ouvi falar que isso é uma falha no cérebro, fazendo a luz que entra no olho, chega no cérebro em forma de “mensagem” duas vezes seguidas, temos então a impressão de que isso já aconteceu, porque logo quando o cérebro recebe a segunda mensagem, já tem uma idêntica la, ele só não sabe definir o tempo, digamos que “fica confuso” ai falamos, nossa, mas semana passada sonhei com isso.. sei la o que.. essa é minha opinião e não existe nada de mistério.. só uma incompreensão de pessoas quererem levar isso para o espiritismo.. coisa que não faz o menos sentido levar em consideração este tipos de comentários.

  • CHAM:

    Ja tivesse essa para e Show \o/

  • David:

    desde alguns anos eu tenho a certeza de sonhar certas cenas da minha vida que acontecem em 1 semana ou até um ano na primeira vez que eu prestei atenção nisso eu fiquei meioassustado mais depois eu me acostumei e quando isso acontece agora é como se fosse algo completamente normal.

  • rodney:

    Alguém parou para analisar este Deja-vu do ponto de vista espiritual?
    Sei que cada pessoa tem sua religião, opinião, conceito, filosofia e modo de ver as coisas, porém, já que todos admitimos que assim como existe o plano físico existe também o plano extrafísico, e esta certeza é mundial e milenar e não há como contestar, acontece o seguinte neste caso.

    Todos nós temos um corpo físico e também outro chamado de alma,(consciência) ou espírito para a maioria das pessoas.

    Quando dormimos, nosso corpo espiritual normalmente não dorme junto e fica ao lado do corpo físico, saímos de casa, falamos com outras pessoas, viajamos, temos muitas atividades, temporariamente desligados do corpo físico dormente sendo que algumas pessoas durante estes momentos, retêm na memória os lugares por onde passou ou com as pessoas com quem falou, e quando acordam, em algum momento do dia, como num lapso temporal, tem esta recordação, de lugares por onde passou e das conversas que teve quando estava desligado do físico, através do sono.

    Tem pessoas que acordam cansadas, como se tivessem caminhado muito ou brigado, e normalmente isso aconteceu no lado astral, tendo casos comprovados de pessoas que acordam com hematomas, por terem entrado em briga com desafetos, do outro lado, pois tudo que acontece com o nosso corpo astral, reflete instantaneamente no nosso corpo físico.

    Quando ficamos doentes no corpo físico, é porque em nosso corpo astral, espírito ou duplo etérico, há um desequilíbrio energético em nossos plexos, que reflete nos físico em forma de doenças variadas conforme a deficiência energética no corpo astral.

    Quem quiser mais informações sobre este assunto, leia os livros de Ramatis ou Leadbeater ou outras obras.

    abraços a todos,

    sds

    • Marcos Souza:

      Rodney,

      “Já que todos admitimos que assim como existe o plano físico existe também o plano extrafísico e esta certeza é mundial e milenar e não há como contestar”.

      Como assim todos admitimos é certeza mundial e não há como contestar que existe o plano extrafísico? rss

      Só se por TODOS você excluir “apenas” 99% da comunidade científica mundial… rsss

      Comunidade cientifica esta que por acaso concentra as pessoas mais inteligentes do planeta e que mais conhecem o universo em que vivemos….

    • rodney:

      Beleza..Marcos..

      Segundo você, apenas estes 1% da comunidade científica mundial são ingênuos e bobocas a ponto de crer nessa bobagem de vidaextracorpórea, juntamente com as outras bilhões de pessoas que viveram antes de nós, desde a Atlântida e Lemúria, que foram mestres e grandes Filósofos, só pra ilustrar nomes conhecidos: Platão e Sócrates, e que estavam plenamente conscientes da vida após a morte física e escreveram obras que deixam estes ‘cientistas’ que você cita, no chinelo, sobre as causas e efeitos extradimensionais. Ah…! Marcão, só pra você saber, já que você conhece física à beça…essa é a 3ª Lei de Newton, viu?
      Lembra dela? Claro que sim, você além de presunçoso é um grande estudioso das matérias espirituais e um grande, imenso, erudito em tudo que presume saber…
      Humildade faz bem pra alma…

    • Marcos Souza:

      Rodney,

      Só pra você saber, sócrates e platão viviam em uma época onde se achava que a terra era plana… eles próprios acreditavam nisso… e nem por isso estavam certos.

      Eles eram gênios sim, com certeza, mas isso nao os torna donos da verdade.

      Desde aquela época até hoje o conhecimento evoluiu muito, hoje temos tecnologias e conhecimentos que nem se sonhava naquela época.

      Portanto ao invocar pessoas antigas como provas para seu argumento você está cometendo uma falácia muito comum conhecida como “Argumentum ad verecundiam”…

      E ao invocar as bilhões de pessoas que viveram antes de nós, você está usando a falácia “Argumentum ad populum”….

      Na verdade praticamente tudo o que você diz é uma falácia enorme… mas eu nao poderia esperar mesmo algo diferente de alguem que acredita em Atlântida e Lemúria.. rss

    • rodney:

      Grande Marcos..

      Como falei no início do tema:
      Cada ser pensa de um jeito diferente, e não há consenso em assuntos deste tipo que presumimos entender, conhecer e dominar e que quase sempre nem sequer o funcionamento do automatismo do nosso próprio corpo conhecemos.
      Marcos, no âmbito das opiniões cada um tem a sua, cada pessoa com base em suas vivências e estudos, tem sua forma de ver e sentir.
      Não há como transferir vivências e experiências, apenas podemos informar e ensinar, mas esta absorção das informações só consegue assimilar quem está pronto para isso.
      Agora a retórica, é dispensável, pois exibir conhecimentos, nem o Cristo fez isso, e olha que ele era um Avatar.
      De toda forma,
      um grande abraço…
      sds

    • Marcos Souza:

      Rodney,

      “No âmbito das opiniões cada um tem a sua, cada pessoa com base em suas vivências e estudos, tem sua forma de ver e sentir.”

      Perfeito, a diferença é que eu apoio minhas opiniões no conhecimento mais atual e avançado que temos nos dias de hoje, como disse anteriormente, minha opiniao é compartilhada pela imensa maioria das pessoas mais inteligentes do planeta…

      Enquanto isso você apoia as suas opiniões com base nas opinioes de pessoas que apesar de inteligentes, eram ignorantes sobre o funcionamento do universo… tanto que acreditavam que a terra era plana…. sem contar que vc baseira sua opiniao pelo que pensa a maioria.. como se a maioria fosse garantia de veracidade.. rss

      Enfim… como vc disse, cada um acredita naquilo que a sua inteligencia diz ser verdade…

      Abraço,

    • Renal:

      Caro amigo Rodney, existe seres humanos ignorantes pela face da terra, nao devemos generalizar nossos comentários.
      Quando encontrarmos um ser ignorante simplismente ignore, nao perca seu tempo com ele.
      Grande abraço, Renal.

    • Mirlane Cardoso:

      “Sábio é aquele que sabe o limite da própria ignorância”…^^

    • Tita:

      Eu nao sei se existe ou nao existe essa história de alma.

      Mas assim como sócrates e platao q foram genios e nao foram os donos da verdada
      Com toda certeza vc tbm nao é o dono da verdade!

      A matéria diz q os pesquizadores afirmam q o deja vu é aquilo lá q ta escrito,
      E o cara aí o Rodnei apenas esplicou da forma q ele acredita ser.
      Seja mais umilde e menos ignorante.
      Todos nós temos nosso ponto de vista e nem sempre é igual.

      respito é bom e tenho serteza q vc gosta tbm.

  • railson oliver:

    sempre tive déjá vu, na minha adolecencia eram mais frequentes quase todos os dias eu ate que gostava do sentimento que proporcionava, mas apartir dos meus 22 anos eles ficaram mais fortes entaum comecei a ter medo de algo mais grave como a causa de um AVC, Quando eles vonham eram sempre aconpanhado de uma leve dor de cabeça, depois ficavam mais forte ainda causando ancia de vomitos e tonturas, comecei a ficar muito assustado mesmo com um tempo foram diminuindo e hoje quando tenho a sensação que vou ter um eu procuro mudar de ambiente,opensamento e lavo o rosto,isso alivia e quase sempre faz com que seja muito rapido o efeito. abraços.

  • Graça:

    Oi Diana, olha a sabedoria popular principalmente pajés dizem que quando este tipo de sonho esta interferindo em nossa consciência deve ser modificado a cama de lugar, ou seja, você deve verificar a posição em que esta dormindo e coloque na direção contraria de onde a água corre, ou seja se a água desce em direção Sul durma com a cabeça para o Norte e vice versa, eu tive este problema depois que modifiquei a posição da cama nunca mais tive estes pesadelos, inclusive eu custava acordar e o corpo todo doía quando tentava levantar, e descobri que estava dormindo ao contrario da natureza e tinha uma nascente abaixo de minha cama ou seja na profundidade da terra que interferia no meu bom sono. Hoje quando mudo de casa ou vou dormir em lugar estranho costumo observar para que lado a água corra e às vezes até em hotel mudo meu colchão de lugar para ter um sono tranqüilo. Se a água vai para um lado durmo com a cabeça pro nascente e os pé ao poente, faça que você vai ter melhora certamente. Boa sorte.

  • Diana:

    Olá,a mais ou menos uns seis anos atrás,eu comecei a ter uns sonhos estranhos,ñ consiguia velos direito,ficavam embaçados,quando eu acordava ñ me lembrava muito bem,e quando eu tentava me concentrar para lembrar eu passava mal.
    Depois de alguns dias,semanas e até meses eles aconteciam,ás vezes da mesma forma que eu sonhei,ás vezes diferente.No começo eram poucos sonhos,agora são frequentes…me atrapalham porque eu passo mal quando lembro,quando aquela sena acontece como eu sonhei,ja cheguei a desmaiar,vomitar,minha pressão na maioria das vezes sobe…é muito estranho,e piór,ninguém acredita…
    Não sei como,mas eu sinto que quando acontece um pouco diferente do que sonhei,é porque eu mudei algo,fiz algo de diferente…
    Eu gostaria de ajuda para entender e ir mais a fundo,o que faço?

    • caio:

      eu sonhei que eu ia entrar nesse site e comentar isso só estou colocando isso por que não quero interfirir

    • Jaqueline Firmino:

      Também acontece isso comigo, pensei até que fosse a unica que acontecia isso… Gostaria muito de saber se tem algo para ser feito.

  • Canis Majoris:

    Eu tenho deja vu direto, é muito boa a sensação parece que vc fica em curto circuito no cérebro mesmo, é uma viagem.
    eu tenho premonições instantaneas também, quantas vezes eu estar na rua andando e passa na minha cabeça algo do tipo vai apagar a luz desse poste, e derrepente uns 3 segundos depois apaga. muito legal.

    • Tita:

      Cara isso acontesse comigo tbm eu achava q era biruta.
      e se vc fala pra alguem ninguem acredita
      mas já me aconteceu muito de me vir algo na cabeça e em segida acontese e sonhando tbm
      Uma noite eu sonhei com uma escola pegando fogo as crianças saindo correndo chorando e eu entrava lá na escola pra tentar ajudar mas quando cheva nas salas nao tinha ninguem.acordei assustada e contei pro meu marido daaí nos levantamos e fomos tomar café eis q eu resolvo ligar a tv e eu vejo a ana maria braga falando da tragédia de realengo do maniaco q entrou na escola e atirou num monte de criança!
      Meu marido ficou me olhando como se eu fosse um ET .

      outra vez eu sonhei q eu tinha faltado luz e q eu tava em casa no escuro e com medo.dai eu acordo com a minha irma batendo na pota,levantei abri a porta pra ela daí cmecei a falar: bã tava tendo pesadelo sonhei q tinha faltado luz e tava no escuro,e no mesmo momento q eu terminei de contar a ela faltou luz.
      coincidencia?? pode ser né?
      mas bom saber q nao sou só eu
      Abraços

  • geovane:

    Eu Tenho mais ou menos 1 por mes me da uma sensação de que eu sonhei com aquilo !

  • intacarlis:

    Eu sonhei com um colega meu morrendo em um acidente de carro anos antes e aconteceu da mesma forma que eu sonhei.

  • Graça:

    Eu tive um desses Déjà vu por volta dos meus 34 anos, sonhei com um lugar que havia uns passarinhos pequenos de nome titiri, que na verdade eu não conheci e nem vi um desses ainda, é que havia no local na beira do mar um grupo de crianças com diversos destes pássaros, pareciam com angolista todo listadinhos, branco e preto, via um grande navio, muitos homens negros, e os meninos diziam ei Professora quer titiri, agradeci e fui embora, o engraçado que eu morava neste local em uma casa de cor azul céu com minha mãe, dava duas quadras do mar, era um local simples, ou seja, uma vila de pescadores, só que havia navios de grande calado, eu os via todos ancorados um ao lado do outro principalmente do lado esquerdo de uma plataforma de madeira com cordas grossas, e via um deles amarrado um pouco distante dos outros, em um local à esquerda como se fosse uma barra de ferro bem grossa um ancoradouro para amarrar os navios. Olhei tudo isto e fui andando em direção a minha casa, lembro que tinha do lado esquerdo da casa na entrada um arvore bem alta, cheia de folhas, mas não lembro que arvore era, quando chego à porta de casa vejo minha mãe sentada me aguardando, e diz filha o almoço tá pronto vou te servir, sento a mesa ela me serve peixe frito com salada e arroz, neste momento acordo.
    Era tão real o local e o pássaro e a casa, que ao ir ao trabalho contei meu sonho, falei do pássaro aos colegas, passaram os dias já havia esquecido o tal sonho, um colega Jornalista chega com uma foto e me diz achei o passarinho ele existe mesmo, e tem no nordeste brasileiro, e minha colega chega vê a foto do tal pássaro e diz há já sei onde é este lugar do teu sonho, me mostrou fotos de onde ela havia passado as férias, o mais incrível que quando vi as fotos localizei de imediato o local, sabem o que fiz. Larguei tudo peguei o prime iro avião do dia seguinte e fui até lá, quando cheguei ao aeroporto, pego um ônibus são 90 km de estrada parte asfalto parte estrada de terra, quando chegamos ao primeiro vilarejo, o incrível é que reconheci o local e me perguntava como pode eu nunca estive aqui é me é tão familiar, até as pessoas ou a cor delas eram familiares a mim, quando finalmente chegamos à vila de pescadores que via em meu sonho era a mesma igual, tudo a localização, até a casa que eu devo ter vivido em outra época eu achei, até a árvore estava lá, mas infelizmente só o tronco ela caiu de velha, só tinha um problema não vi o porto nem os navios, só alguns barcos ancorados, bom descanso no hotel e no dia seguinte vou conversar com os pescadores, eles me relatam que realmente ali era uma vila de pescadores e que por ali entravam grande parte dos escravos vindos da África, tomo um susto e um dos pescadores me diz olha quando a maré baixar você vai ver ainda onde foi um ancoradouro de ferro que deveria para amarrar os navios negreiros, bom neste momento não tinha mais duvidas já havia vivido ali. Mas o ancoradouro de ferro só pude ver varias luas depois, a maré no período que cheguei esta sempre alta, até que um dia pela manhã um dos pescadores foi até o hotel onde eu estava e disso loura tá parecendo o ancoradouro quer ir ver, fiquei sentada na arei vendo a cena, e podia sentir e ouvir os meninos de meu sonho foi uma sensação incrível, fiquei neste local por dois anos, e descobri que realmente em outra existência vivi ali. Foi uma época maravilhosa. E acredito que o ser humano se for desprendido de coisas idiotas e desgarrado do materialismo e consumismo exagerado e o não consumo de carnes em excesso, álcool, tem condições de fazer diversos retornos ou Déjà vu como queiram, eu sou feliz e faço estas viagens constantemente, só que hoje já não saio por ai pegando avião para reconhecer locais que já estive em sonho, aprendi que realmente eles existem e para mim é o que basta.

  • Fernanda:

    Já tive essa sensação certas vezes, geralmente quando estou caminhando na rua, no caminho de casa. Já tive a impressão de ter visto aquele mesmo carro passar e depois a mesma pessoa e de ter tido a mesma reação de uma outra vez. Certa vez, no meio do déjà vu percebi que ele estava acontecendo e por isso, eu meio que sabia o que ia acontecer depois, então realmente aconteceu.. Esse foi o mais impressionante, porque o déjà vu se misturou com uma espécie de premonição. Pensei muito nisso e cheguei a conclusão que o mesmo déjà vu aconteceu mais de uma vez, por isso a cena era tão previsível… A sensação é muita estranha e você só entende quando vive. Sempre me pergunto: Será que isso tem alguma importância na minha vida e eu não consigo entender? Mas o que uma coisa tão rotineira e casual poderia ter de importante? Gosto desse tema.. Me intriga, mas o comentário tá tão gigante q é melhor parar antes que eu tenha a sensação de ter escrito a mesma coisa antes!

  • José Calasans.:

    É interessante e polêmico esse assunto.Acho que já vi essa sereia na foto do artigo,na praia da ribeira ao por do sol.Isso é déja vu.

  • Ze da Feira:

    Bom mesmo é a banda dejavú

  • Kerton:

    O déjà vu, na minha opnião é um preve pressentimento do realidade, já tive alguns, que me alertaram para o futuro e sonhos com o que ainda não tinha acontecido mas aconteceu depois, na minha família isto é comum. Certa vez viajávamos pela estrada de automóvel, de repente, meu pai vizualizou um cavalo ao saltar pela pista na frente do carro, isso fez com que ele reduzisse a velocidade, segundos depois o cavalo, que estava escondido atras das ávores saltou na frente do carro, como meu pai havia visto, como a velocidade do carro estava baixa, deu tempo de frear…

  • Crystina:

    Já tive sensações de já ter estado naquele lugar antes, de já ter passado por aquela situação antes,de já ter tido aquele diálogo antes, naquela situação, com aquela pessoa, enfim – já tive diversos déjà vus.
    A minha reação é de surpresa e ao mesmo tempo confusão.
    Logo depois que ocorre, fico revirando minha memória pra tentar descobrir se de fato já passei por aquilo antes e quando.
    Fato é que nunca consegui certeza de nada.
    Mas isso nunca me afetou, pois nunca considerei o fato relevante o suficiente pra focar tanto assim, a minha atenção nele.
    Nunca dei maior importância, mas não nego que os minutos seguintes aos déjà vus são bem intrigantes!… rsss

    Não sei se é possível ter déjà vu dormindo, em sonho.
    Mas em sonho, certa vez eu ví uma casa branca, e essa casa se destacava das outras. Fui até ela, abri a porta de madeira e ela estava vazia, com as janelas abertas. Não havia ninguém dentro dela.
    Em sonho tive a sensação de já ter estado lá antes, de já ter vivido lá antes. Ela me era familiar, mas ao mesmo tempo, lembro que no sonho eu me esforçava pra lembrar quando eu teria vivido lá, em que época. Acordei.
    Naquele dia eu realmente fiquei intrigada e fiquei tentando lembrar de algum fato que pudesse estar relacionado com essa casa branca.
    Também tentei descobrir se eu havia visto algum filme, ou estado em algum lugar onde tivesse visto uma casa similar, ou se tinha ouvido ou lido alguma estória na qual tivesse sido descrito aquele lugar ou aquela casa; tentei recordar fatos e lembranças da infancia, revirei meu bauzinho mental mas não encontrei nada!
    Isso foi há 45 anos.
    Até hoje não esqueci a imagem daquela casa.
    De tempos em tempos me lembro dela, revejo mentalmente a imagem do sonho, como se fosse algo real e concreto.
    Ela continua vívida em minha memória, apesar de ter passado já tanto tempo.
    E toda vez que me lembro dela, sinto algo parecido com melancolia ou solidão,como se eu tivesse passado alí alguma experiência marcante, que tivesse me causado muita tristeza.

    Vai saber!…

  • Douglas Cardoso:

    uma vez me explicaram que como o cérebro percebe um fato com os dois hemisférios, por vezes vaza pelo corpo caloso que une esses hemisférios uma informação percebida segundos antes por um lado do cérebro para o outro e isso dá a sensação de deja vu!

  • Maria Emilia:

    Adorei o assunto, pq realmente não é fácil, o fato acontece e você pensa, credo eu já fiz isto antes exatamente igual, que dá um frio na barriga dá.

  • Maria Emilia:

    Marcos Souza vc não é o dono da verdade, precisamos respeitar a opinião de cada individuo, e no final os cientistas acabam sempre falando a mesma fala (meu Deus), lá no final do caminho a ciência e a crença acabam se encontrando.

    • Marcos Souza:

      Maria Clara… eu respeito as opiniões de todos, mas posso não concordar com elas, não posso? Foi o que fiz. Ou será que questionar é pecado? Ops…

      Com relação a todos os cientistas chamarem por Deus no leito de morte… queria muito que alguem gravesse isso um dia.. rss pois todos os crentes falam isso mas eu nunca vi.. queria saber qual a fonte dessa informação :-S

      Mas mesmo que seja verdade isso seria apenas um efeito psicologico causado pelo extrema sensação de estar morrendo… logo as capacidades cognitivas de tais pessoas estariam comprometidas, deixando-as parecidas com as capacidades cognitivas dos crentes.. rss

    • Tita:

      VC con serteza nao acredita em Deus q por mim tudo bem caada um sabe de si,mas vc tem q inteder é q ha pessoas q acreditam e confiam nele.
      isso vc nao respeita
      vc pode dar a sua opiniao sem criticar os outros,ou sem tentar fazer com q os outros acreditem em vc,ou q oq vc ta dizendo é a verdade e promto.

  • Guilherme Euripedes:

    Não sei como ainda estão discutindo isso.

    Será que eu sou o único aqui que sabe que o dejavu ocorre quando acontece há uma falha ma matrix. Deerr!

  • Hanna:

    Gostaria de saber se alguém de vcs também já teve o que quase sempre tenho: Tenho déjà vus quando sonho, durante o sono e depois que acordo tenho a nítida consciência de já ter sonhado exatamente a mesma coisa que acabara de sonhar, mas que antes disso eu não tinha como me “lembrar” de ter sonhado (num dia no passado), é difícil explicar, espero que alguém entenda… rs

    • Bells:

      Eu entendo, passo pela mesma coisa, é difícil de explicar e fascinante, estranho mas fascinante

    • Uma simples garota:

      Eu já tive algo assim, Hanna – Aliás, sempre tenho. Tive quatro sonhos com déjá vus, e, quando acordo, parece que realmente passei por tudo aquilo. Acho que é o realismo do sonho – mas, a questão dos dejá vus dentro dele, não sei explicar.
      Mas achei bem interessante a reportagem, é a primeira vez que visito esse site e estou adorando todas essas curiosidades.

    • Elcio R S:

      Primeira vez? Hummm…sei não…ahh deixa pra lá !

    • Diana:

      È mais ou menos assim que acontece comigo…é dificil de explicar e de acreditarem né?!

  • Bató:

    Hmm tenho a sensação que já vi este tópico antes…

  • JPX:

    Quando adolescente eu tinha déjà vus com certa freqüência. A impressão que eu tinha era de que já tinha “sonhado” e não vivido aquela cena. Eram sempre cenas sem importância como um carro passando por uma rua e não duravam mais que 5 segundos.
    Quando eu percebia q tinha começado o déjà vu, eu virava a cabeça pro outro lado, por exemplo, e a sensação era de que, “no sonho”, eu tinha feito a mesma coisa. Eu achava estranho e divertido, nunca tendo me incomodado ou impressionado em demasia.

    Abraços a todos e parabéns pela matéria, Natasha!

  • Humberto:

    Eu costumo ter Dejavu com uma certa frequencia, algo em torno de uma vez por semana, e sempre tive interesse no assunto, durante a adolescencia, ao ter um dejavu eu passava muito mal chegando até a desmaiar, hoje em dia aos 27 anos o mal estar continua, mas não tão forte, os dejavus que eu tenho são sempre ligados aos meus sonhos, eu tenho um sonho e certo tempo depois a cena se repete na vida real, com pequenas variações, é muito estranho, mas é interessante.Alguém ai passa por isso também?

    • Crystina:

      Humberto, isso já aconteceu comigo também – várias vezes…
      Uma dessas vezes foi muuuuuuuito interessante! rsss
      Sonhei que o menino que eu gostava muito me pediu em namoro na escola.
      No sonho, eu o ví com uma determinado jeans e camisa, na cantina da escola. Ele me olhou diferente, fiquei sem graça, dei as costas e aí tocou o sinal. Fim de intervalo, voltei pra minha sala de aula.
      Na saída, fui para o ponto de ônibus.
      Ví quando meu ônibus se aproximava e ví o número do carro, da placa.
      Foi nesse momento que esse menino se aproximou de mim, pelas costas e pediu pra me acompanhar até em casa, pois precisava conversar comigo.
      Por fim, ao chegar no portão de casa, me assustei com um cachorrinho amarelo que passou por mim, latindo e correndo atrás de um gato preto e branco.
      Nesse momento, o menino me pediu em namoro – eu delirei, claro! adorava ele, né? kkkkkkk
      E nós começamos a namorar – tudo isso em sonho.

      Acordei. Então, fui trabalhar e não dei muita importancia ao sonho. A noite fui pra escola e quando tocou o sinal do intervalo, fui à cantina e vi o menino com a mesma roupa que eu tinha visto em sonho; quando ele olhou pra mim demoradamente e eu fiquei super encabulada e saí queimando o chão – naquele momento eu sabia exatamente como terminaria aquela noite. Não deu outra! Aconteceu tudo exatamente igual, nos minimos detalhes – até o numero da placa do ônibus era o mesmo que ví no sonho!!!! – O que eu sonhei na noite anterior, estava se materializando, acontecendo no mundo real.
      E naquela noite, comecei a namorar com o menino dos meus sonhos! – Literalmente! kkkkkkk
      Bom… éramos bem novos, eu tinha 14 anos e acabei descobrindo que eu não gostava dele tanto assim e, então, terminei o namoro. kkkk
      Mas ficou uma lembrança boa e essa imensa interrogação:
      Como é que isso acontece????????

      Já semanas atrás, passei dias e dias com a sensação de que meu carro poderia ser roubado. Achei que era muito negativismo de minha parte e resolvi nao cultivar essa sensação ou pensamento, então, não dei importancia pra isso.

      Hoje faz exatamente 1 mês que perdi meu carro. Entrei no Extra pra fazer compras e quando saí…

      Eis a questão: Devemos ou não devemos dar crédito a essas sensações que temos?

    • Eduardo:

      Bela estoria pra boi dormir gatinha.
      Desculpe, mas vou citar aqui só esse trecho do seu sonho:

      “até o numero da placa do ônibus era o mesmo que ví no sonho!!!!”

      Mentira! Sabe porque?
      Porque quando sonhamos não conseguimos ler. Se você sonhar que está lendo um jornal, não vai conseguir ler nada. E vai perceber isso, de modo muito parecido a quando você tenta correr num sonho e não sai do lugar.

      Mas você é criativa!
      Já pensou em escrever romances? Pode se tornar famosa.

    • Tita:

      Entao um expert em sonho vc sabe até se a pessoa pode se mecher e q nao pode ler.

      eu já corri e li em sonho
      principalmente numero
      meu caro eu já vi muita gente fando q sonhou com numero até tem aquela história quando tu fala pra alguem q sonhou com numero aí todo mundo diz pra vc jogar no bixo.

      A tua é uma boa estória pra boi dormi

  • Lokky:

    É déjà vu e não premonição.

  • Marcos Souza:

    Putz… é cada comentário non sense…

    No Deja Vu você tem apenas a SENSAÇÃO de ter vivido aquela situação, e isso é muito provavelmente causado por micro-eplepsias (curto-circuitos) no cérebro como o próprio texto cita.

    Não é que vc consegue PREVER o futuro… não é que você REALMENTE saiba o que vai acontecer e possa mudar o rumo dos acontecimentos. O Deja Vu é apenas uma sensação, uma impressao errônea causada por um ligeiro mau funcionamento do cérebro… em outras palavras é apenas uma “pegadinha” que o seu cérebro prega em vc.

    (E o que é pior, prevejo pessoas me xingando e dizendo que nao foi só impressao e sim que sentiram de verdade… como se o que sentem de “verdade” não estivesse ligado ao funcionamento do cérebro ¬¬)

    • Humberto:

      Bom dia Marcos,

      Devido à intensidade dos meus Dejavus na adolescência eu procurei um neurologista e foi exatamente essa a explicação que ele me deu, inclusive durante um certo tempo eu tive que tomar uma certa dose de medicação voltada para prevenir ataques epiléticos, mas o fato de eu sonhar com o acontecimento antes ficou meio que sem explicação na época, depois de um certo tempo eu me acostumei e não procurei maiores informações a respeito, você sabe algo sobre a ligação dos sonhos com dejavu?

    • Bovidino:

      Os cientistas ainda não sabem o que é isso.
      Eles têm apenas opiniões baseadas em suas crenças científicas.
      Dizer que é uma pegadinha do cérebro também não é nem científico nem honesto.

    • Marcos Souza:

      Bovidino, falar que os cientistas não sabem explicar o que é Deja Vu, sendo você próprio um conhecido semi-analfabeto cientifico chega a soar engraçado… =)

      Não vou discutir, deixo apenas duas sugestões de leitura:

      – The Meaning of Déjà Vu”, Eli Marcovitz, M.D. (1952). Psychoanalytic Quarterly, vol. 21, pages: 481-489

      – The déjà vu experience, Alan S. Brown, Psychology Press, (2004), ISBN 0-203-48544-0, Introduction, page 1

      Um abraço.

    • Bovidino:

      Seria mais honesto se você postasse um comentário mais convincente. É evidente que você não vai discutir porque não sabe. É mais fácil me chamar de analfabeto científico.
      Todavia, aquí mesmo há uma declaração de que a ciência não sabe explicar esse fato:
      (Você acha que já leu esse artigo alguma outra vez? Lembra de estar sentado na frente de seu computador exatamente da mesma forma, enquanto se surpreendia com os fenômenos aqui relatados? Isso não está acontecendo porque nosso artigo foi publicado duas vezes, mas você pode estar tendo um Deja vu – uma experiência de que o momento que você está vivendo agora já aconteceu. Isso não é raro e acontece para a maior parte das pessoas. Você pode entrar em um prédio em uma cidade em que nunca esteve e sentir-se familiarizada com o ambiente. Mas se você nunca esteve na cidade, porque isso acontece? Algumas pessoas atribuem os Deja vu a experiências de premonição ou então a flashbacks que teríamos de nossas vidas passadas. ‘A psicologia pode oferecer explicações mais científicas, mas não consegue provar definitivamente a fonte e a causa desse fenômeno.’)

      https://hypescience.com/os-10-fenomenos-inexplicaveis-mais-surpreendentes/

    • Marcos Souza:

      Bovidino,

      É claro que eu nao sei explicar… afinal essa nao é a minha área =)

      Mas dei a você duas fontes confiáveis para você consultar… e garanto a você, são mais confiáveis do que o HypeScience… 😉

      Hypescience é legal em nível de curiosidade, mas as fontes que eles utilizam muitas vezes são bastante sensacionalistas mais preocupadas em dar Ibope do que em serem cientificamente rigorosas…

      Abraço.

    • Bovidino:

      Marcos,
      Agora você foi mais honesto e coerente. Obrigado.

    • Tita:

      O assunto é q ninguem sabe explicar o pq do deja vu
      mas amigo marcos os cientistas podem ter estudado muito sobre isso mas eles tabem nao sabem exatamente oq é!
      Tanto nós como os cientistas temos téses e nao certezas

    • Renal:

      Tá difícil pra aumentar as notas ruins aqui!

  • Miguel:

    Eu sou adolescente, e tenho sempre um deja vù 1x por mais ou mais

    • Carlos Machado:

      Voce tem problemas mentais, seu cerebro esta pregando mutias pegadinhas em voce kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Tita:

      Vai assustar o guri!!kkk

  • ANILSON TADEU MARTINS:

    Desde criança vivo estes “déja vus” e muitas vezes me perguntei o que seria e um certo dia fiquei sabendo que na crença espirita isso são lembranças de outra vida que vivemos ! Mas tenho aqui comigo uma ideia que não seria bom termos vivido e ter que vive novamente ! Basta uma vida para enfrentar as hipocrisias deste mundo>>>

  • Nivek:

    Não sei se estou errado, pois não sou muito familiarizado no assunto mas algo me diz: buracos de minhocas…

  • Ze da Feira:

    Já consegui evitar uma situação chata por causa de um dejavu. No meio da conversa comecei a lembrar como ela terminou “ou terminaria” e mudei de assunto. Depois voltei ao ponto só pra testar e me dei mau. Então percebi que o dejavu ia me ajudar. Realmente não tem explicação para isso. Mas isso é raro.

    • Carlos Machado:

      falo ai pai de santo, conta outra rapaz, Deja Vu nao é premonição e nao tem como evitar!

  • Mesrine:

    E quando o Déjà vu deixa de ser apenas uma familiaridade com um local ou uma ação?

    Faço esta pergunta, porque já aconteceu comigo a sensação ou impressão de eu ter vivido duas vezes o mesmo dia, falando as mesmas coisas com as mesmas pessoas, passando pelos mesmos lugares, etc.

    Com certeza, DèjáVu é um grande assunto para conversas.

    • vicente:

      cara ja penso vc ve o djavu antes do dia acontecer ? daria pra vc mudar ele mais na realidade vc so tem o djavu depois de ter acontecido o momento.
      isto pode se explicar(ou não) na maneira em que seu cerebro armazena as informações, confundido o local de armazenamento do passado com o local de armazenamento do presente causado a sensãção conhecida como “déjà” vu que traduzindo siginifica “visto”.

    • Flor de Lis:

      Concordo com vc, Vicente, quando disse que daria pra mudar o dia antes que ele acontecesse caso o dejá vu ocorresse antes. Isso seria ótimo; mas pelo menos no meu caso, isso não é possível… sempre que tenho um dejá vu ele é de curta duração, então não dá pra mudar o final de uma situação ou algo assim…Concordo também com Mesrine, quando diz que esse é um grande tema para conversas; afinal sempre estarão presentes as posturas científicas e religiosas.

    • Carlos Machado:

      Religiosidade nao é fator para discução de fatos cientificos…

      Religião nao opina, ela quer enfiar na sua cabeça que de o que ela fala é a verdade absoluta ignorando a ciencia!

      Religiao nunca é o caminho é apenas uma estrada nebulosa e sem respostas…

    • Tita:

      e nem a ciencia explica tudo.
      se vc me provar cientificamente oq é deja vu ótimo ai nao tem oq falar. mas falar mal da religiao é facilpra vc como é facil pro crente falar da ciencia.
      ninguem sabe de nada e fica falando q os outros estao errados
      Gente cada um tem sua opiniao vamos respeitar né.

    • Carlos Machado:

      Gostei da sua explicação vicente, nunca pensei por esse lado, talvez esteja certo!

    • Flor de Lis:

      Mas vc vai negar que numa conversa sobre esse tema não haverá alguém que suscite uma opinião religiosa acerca do assunto??? Negar isso é não reconhecer que as opiniões tem diversos fundamentos. Cada um tem a sua, isso é fato.

    • Renal:

      puts, este era o segredo da Finada Derci Gonçalves… sabiam que ela chegou a ganhar 35 vezes na loteria.

    • Eduardo:

      Carambolas!
      Queria ter um deja vú desses! “Sonhar” com o resultado da loteria. Putz!!!

Deixe seu comentário!