Exército dos EUA desenvolve tecnologias da ficção científica

Por , em 5.11.2008

John Parmentola, Diretor Laboratório de Pesquisa e Gerenciamento do exército dos EUA disse que eles estão “transformando a ficção científica em realidade”.

A lista de tecnologias nas quais eles estão trabalhando é extensa e impressionante:

  • Nano-andaimes para regenerar partes do corpo.
  • Telepatia através de impulsos eletrônicos no couro cabeludo.
  • Soldados holográficos inteligentes realistas que podem ser enviados ao campo de batalha através de “quantum ghost imaging” (imagens quânticas fantasmas, em tradução literal)

Para testá-las eles querem utilizar mundos multo-player massivos virtuais como o World of Warcraft na internet:

“Nós queremos usar os jogos online multi-player massivos como um laboratório experimental para ver se eles [os soldados virtuais] são bons o suficiente para convencer humanos que são verdadeiramente humanos, que podem pensar por si sós, ter emoções e falar no jargão local. Eu interajo com humanos virtuais em termos de fazer perguntas a eles e eles estão respondendo”, disse John.

Assim que os soldados forem aperfeiçoados eles querem “enviá-los” ao campo de batalha usando algo chamado “imagens quânticas fantasmas”. Isso irá permitir criar um holograma realista no ar ao “colocar prótons em pares que não refletem… nos objetos, mas em outros prótons”, o que faria uma partícula de luz bater na outra formando uma imagem da mesma maneira que ela é formada quando a luz reflete sobre algo sólido. “É como ter uma caneta… que risca ao redor de uma imagem que está conectada a outra que desenha em um papel, que então imita exatamente o que você está desenhando com a primeira caneta.”

Outros projetos nos quais eles estão trabalhando segundo o pesquisador são:

  • Um projeto para apagar memórias ruins, que será crítico para ajudar soldados com problemas psicológicos causados pela guerra.
  • Dispositivos que podem traduzir os pensamentos dos soldados em sinais elétricos que podem ser enviados para outros soldados, ajudando operações furtivas.
  • As pesquisas não estão muito distantes de fazer crescer órgãos internos e membros usando partículas que agem como andaimes nanométricos para fazer com que as células se multipliquem e que se dissolvem assim que o órgão está regenerado.

São pesquisas com grande potencial de ajudar inúmeras pessoas dentro e fora do campo de batalha. [DoD Buzz]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (6 votos, média: 4,83 de 5)

9 comentários

  • Ninja:

    Eles estão mais perto é de criarem novas maneiras de se ter tumores malignos.

  • Marcos:

    Boas tardes,
    o leitor Não-Beligerante foi muito feliz em sua observação. O desenvolvimento de armas é um excelente pretexto para uma intervenção norte-americana em qualquer lugar do mundo.
    Mas o pseudo ‘mau tratamento’ dado à Amazônia também seria um bom pretexto, sem esquecer que os EUA não reconhece o Protocolo de Kioto.
    Enfim, para eles, qualquer coisa vira pretexto.
    Abraços

  • Clement:

    A verdadeira criatividade ainda reside no bem, do contrário o bem não poderia triunfar sobre o mal!

  • Não-Beligerante:

    Allexandre, com um nome desses não é àtoa que você é belicoso.

    Mas querer desenvolver armamento nuclear no Brasil é justamente o que daria desculpa para os EUA nos invadirem.

  • Allexandre:

    Os americanos só pensam em guerra, é bom que fiquemos de olhos bem abertos neles, é bom que tenhamos tecnologia nuclear (bomba), pois é so do que eles tem medo!! pois do contrario, mais dia menos dia, eles virao na nossa direcao com toda força!! Eles vão provocar algum tipo de conflito, ou plantar mentiras, para ter um motivo para nos atacar!!

  • Marcio Bernardes:

    Estúpida e sem sentido qualquer tipo de tecnologia para guerra. Sabemos que muitos benefícios para humanidade surgiram da industria bélica mas quanto tempo perdido, imagina se orientássemos o nosso tempo em benefício da humanidade, certamente estaríamos melhores!!!! Que isso tudo possa mudar… Não critico aqui a matéria ela é interessante mas revela o quanto ainda precisamos caminhar…

    • Thomas Fuchshuber:

      Márcio Bernardes, concordo plenamente com você, enquanto a mentalidade do homo sapiens for de destruir a si mesmo apenas para demonstrar quem tem mais “poder” nossa sociedade nunca irá para frente.Olha quanta tecnologia poderia estar sendo investida em prol do bem-estar humano e também do nosso habitat.E é por isso que acho mais plausível nós nos destruirmos por completo do que prosperar por mais alguns milênios.A estupidez da nossa espécie é tão grande quanta nossa inteligência

  • Ricardo:

    Putz, porque os EUA só fabricam tecnologia voltada pra guerra? Velho, fico imaginando o quão imbecis e mesquinhos são esses caras que ao invés de pensarem numa causa para o bem comum, só olham para si mesmos e ainda têm orgulho disso. EUA SUCKS!

  • Caroline:

    Ou eles estão sonhando demais que isso nunca vai acontecer, ou isso já está acontecendo e eles são inbecis por em vez de salvarem humanos com essa tecnologia toda (eles conseguem regenerar orgaos?!) ficarem querendo usar em mais guerra

Deixe seu comentário!