Experimentos científicos divertidos: colorindo ovos de páscoa com corantes naturais

Por , em 24.03.2014

A Páscoa é a época do ano em que muitas pessoas gostam de fazer algo especial, à mão, como uma cestinha decorada com chocolates, um coelhinho de papel, etc.

Então, que tal usar a ciência para colorir ovos com corantes naturais? É um pouco mais demorado do que usar tintas artificiais, mas pode ser uma alternativa interessante.

Cores fazem toda a diferença em Experimentos científicos divertidos!

Comece observando sua cozinha à procura de materiais coloridos que mancham quando derramados. Café, chá, suco de uva e vinho tinto fazem tinturas interessantes.

Diversas plantas, frutas, verduras e temperos podem ser usados para produzir cores bonitas. Confira alguns exemplos:

  • Marrom ou bege escuro: café
  • Roxo escuro: vinho tinto ou beterraba
  • Verde: folhas de espinafre
  • Azul: repolho roxo
  • Laranja: cebola amarela
  • Amarelo: cenoura ralada
  • Rosa: beterraba ou suco de uva-do-monte (também chamada de oxicoco)

Outros materiais bons são pimenta caiena, sementes de endro e açafrão. Você também pode tentar cascas de laranja ou de limão raladas.

É útil cortar ou raspar os materiais vegetais em pedaços pequenos para preparar seu corante. Você também pode adicionar vinagre branco. Se usar líquidos, a proporção é 1 parte de vinagre para cada 3 de corante. Com frutas e legumes, use 1 xícara de água e 2 ou 3 colheres de chá de vinagre para cada punhado de material vegetal.

O vinagre age como mordente. Um mordente é uma substância que reage com o corante, alterando as suas ligações químicas de modo que ele possa aderir bem ao objeto a ser tingido. Mas o mordente pode mudar a cor do corante, por isso não se surpreenda se ela não sair como você esperava.

Experimente deixar os ovos no corante por diferentes períodos de tempo para ter efeitos também diferentes.

Procedimento

Coloque a mistura de material vegetal, água e vinagre em uma panela e ferva durante pelo menos 5 minutos. Filtre o material vegetal e permita que o corante esfrie antes de submergir seus ovos.

Você pode ferver os ovos primeiro e, em seguida, mergulhá-los em seu corante escolhido durante a noite. Alternativamente, você pode cozinhar os ovos fervendo-os com o corante. Você terá cores mais ricas se deixar os ovos permanecerem no corante durante a noite.

Outros usos para corantes naturais

Se tiver gostado do experimento, você também pode tentar usar corantes naturais para tingir roupas.

Use pequenos pedaços de algodão ou de lã para testar diferentes materiais vegetais. Você também pode usar solos coloridos, como ocre amarelo ou barro vermelho.

Mas tenha cuidado! Não se esqueça de usar luvas e um pote que você não utiliza para cozinhar alimentos. Algumas plantas comuns podem ser irritantes para a pele ou tóxicas se ingeridas. [LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

1 comentário

  • Cesar Grossmann:

    A semente do urucum era usada pelos nossos índios para fazer tinta vermelha, quem não tiver em casa, pode usar colorau que, até onde eu sei, não passa de extrato de sementes de urucum.

    -oOo-

    Quando eu era criança, costumava-se usar papel machê e papel de seda para tingir os ovos. O corante destes papéis é solúvel em água, e usávamos molhar as cascas em água e depois envolver em retalhos de papel. Depois de retirado o papel, ficavam as manchas coloridas.

Deixe seu comentário!