Explore as Catacumbas de Paris em visita virtual

Por , em 25.03.2020

Diante da pandemia enfrentada atualmente, muitos lugares estão fechados a visitação de turistas. Mas, dentro de casa, as pessoas podem fazer visitas virtuais a diversos desses lugares. Um dos passeios que podemos fazer por meio da tela de dispositivos conectados à internet é às Catacumbas de Paris. O tour é composto por uma série de imagens em 360º.

O ossário com restos mortais de milhões de parisienses levados para lá em decorrência do fechamento de cemitérios da cidade, no final do século XVIII, tem 20 metros de profundidade, o equivalente a um prédio de cinco andares.

O emaranhado de galerias tem percurso de visitação de 1,5 quilômetros e está aberto ao público desde 1809. A área total é de 11 mil metros quadrados. Para descer às Catacumbas é  necessário percorrer 131 degraus e 112 para subir.

A instalação do ossário

As Catacumbas foram criadas em antigas pedreiras subterrâneas em operação desde o século XV e depois abandonadas. As pedreiras representavam uma pequena parte do labirinto que se estendia abaixo de Paris por aproximadamente 800 hectares.

Quando os principais problemas de saúde publica estavam ligados aos cemitérios da cidade, foi tomada a decisão de levar o que havia nesses locais para um espaço subterrâneo. Naquele momento, o lugar escolhido era de fácil acesso e ficava fora da capital. As primeiras ossadas levadas para lá foram do cemitério Saints-Innocents, fechado em 1780, depois de séculos de atividade. Na época, o cemitério era o maior de Paris e o pedido de fechamento foi feito pelo município. A primeira evacuação desse cemitério ocorreu entre 1785 e 1787.

Em abril de 1786 a antiga pedreira foi consagrada como o Ossário Municipal de Paris. Desde então recebeu o nome de Catacumbas, em referência àquelas Romanas, porque tais catacumbas fascinaram o público desde a sua descoberta.

As mudanças continuaram

A preparação do local e organização da transferência das ossadas foram confiadas ao inspetor do Departamento de Inspeção Geral de Pedreiras, Charles Axel Guillaumot. A transferência das ossadas foi realizada durante a noite, para evitar reações hostis da população e da Igreja. As transferências continuaram até 1814, com o fim dos cemitérios paroquiais no centro de Paris.

Durante a renovação urbana feita em 1840 e durante a Renovação de Haussmann entre 1859 e 1860 houve novas transferências. Em 2002 as Catacumbas foram ligadas ao Museu Carnavalet, dedicado à história de Paris. Cinco anos depois foi inaugurada uma nova saída e livraria. Ano passado uma nova entrada e área de meditação foram inauguradas.

No ano de inauguração foi colocado um registro ao final do circuito de visitação, para que as pessoas pudessem escrever suas impressões. Ele foi preenchido muito rápido devido ao sucesso das visitas tanto de franceses quanto de estrangeiros. Mesmo que perdendo uma parte da experiência, que só estar no local pode proporcionar, hoje podemos todos fazer um passeio virtual pelo local e também compartilhar percepções com quem está parto ou distante. Para começar o passeio acesse o site. [Boing Boing, Les Catacombes de Paris]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!