Foto espacial: uma supernova ou fogos de artifício?

Por , em 2.01.2011

Essa imagem incrível foi montada através de dados coletados por dois observatórios da Nasa, o telescópio Hubble e o observatório de raios-x Chandra.

O resultado mostra um material azul e verde, cercado por uma barreira cor-de-rosa mostrando que a imagem retrata uma onda de explosão que está se expandindo, resultante de uma supernova.

Essa supernova do tipo 1 ocorreu a cerca de 400 anos, pelo menos para os observadores da Terra. Esse resto de supernova, assim como sua estrela originária, localizam-se na galáxia conhecida como LMC (Large Magellanic Cloud), uma pequena galáxia que fica a 160 mil anos-luz de distância da Terra.

A bolha de gás tem 23 anos-luz de largura e se expande a uma taxa impressionante -5 mil km por segundo. [Nasa]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

10 comentários

  • kado:

    Tem toda razão, Juliano, eu interpretei mal o texto…o próprio tamanho da nuvem de gases serve como indicação de tempo real da ocorrência…obrigado pela correção…

  • Juliano:

    kado, a remanescente de Super Nova se encontra á 160000 anos-luz, na Grande Nuvem de Magalhães. Preste atenção no trecho que diz “Essa supernova do tipo 1 ocorreu a cerca de 400 anos, pelo menos para os observadores da Terra.”, ou seja, há 400 anos a luz da explosão chegou aqui na Terra e não que a explosão ocorreu há 400 anos.

  • kado:

    Deve ter erro no texto…como pode ter ocorrido a apenas 400 anos, se ela está a 160000 anos luz da Terra??? E a historinha da luz se deslocar a menos de 300000km/s, foi para o espaço???

  • A verdade verdadeira por tras da verdade:

    desculpem o meu nome
    mas clarice
    partilhamos da mesma ideia

  • Alberto:

    Valeu cesar.

  • clarice:

    não sei que é…mas que a foto é linda isto é..e já esta no meu arquivo.Gostaria de ir na Nasa só pra ver o “céu” com estes aparelhos fantásticos que têm.

  • Cesar:

    Na verdade a foto não é de uma supernova, mas da nuvem de gás e poeira ejetada pela explosão da supernova, expandindo-se no espaço por causa da explosão.

    Respondendo ao Alberto, a intensidade da explosão depende da massa da estrela: quanto mais massa, mais violenta a explosão (nova, supernova, hipernova). Mas a massa da estrela também determina outra coisa, os elementos presentes no núcleo da estrela. Uma estrela pode ser formada a partir de hidrogênio, mas se ela for pequena como o Sol, vai formar hélio a partir da fusão nuclear e mais tarde, quando se tornar uma gigante vermelha, vai formar carbono. Outras estrelas maiores formam elementos mais pesados, como o silício, oxigênio, nitrogênio, enxofre, até o ferro, elemento mais pesado formado por fusão no núcleo estelar. Quando explode, a estrela arremessa esta massa e a forma que ela arremessa a massa também é alterada pelo momento angular da estrela (podemos dizer que pela velocidade de rotação da estrela). Além disso, o campo magnético da estrela, se presente, também altera a maneira com que a massa é projetada no espaço.

    Resumindo, uma estrela que está explodindo é um sistema caótico, e existem alguns padrões, assim como existem alguns detalhes que são completamente aleatórios.

  • Alberto:

    Porque as supernovas são tão diferentes umas da outras? Se são explosões de estrelas deveria existir um padrão. Todas os tipos de explosão segue um padrão. Porque as supernovas são tão diferentes umas das outras?

  • Bruno Juncklaus:

    É uma supernova!! 🙂

    sério! heeaoieai

    que título mal ‘-‘

  • vdcvsd:

    af..
    por favor, o titulo nao tem sentido!

Deixe seu comentário!