Foto indiscretíssima ganha prêmio de “fotografia científica”

Por , em 29.08.2012

Jason Edwards ganhou pela segunda vez o Prêmio Eureka de Fotografia Científica, com esta fotografia de um par de baleias jubarte (Megaptera novaeangliae) copulando.

A primeira foto de baleias corcundas copulando foi feita por Edwards na costa de Tonga (um arquipélago e um reino na Oceania), em 2010. Ele conta que primeiro viu um bando de machos competindo em uma batalha de força e resistência.

O macho vitorioso então copulou com a fêmea, cutucando seus flancos com suas nadadeiras peitorais e prendendo-a a si durante o ato.

Ainda segundo Edwards, em reportagem ao The Daily Telegraph (Austrália), o abraço foi breve: durou só 30 segundos, e depois a fêmea soltou bolhas pela boca, em vez do espiráculo. Ainda não se sabe por que ela fez tal gesto incomum, mas pode ter sido um sinal para o macho de que sua tarefa estava cumprida e era hora de se mandar.

O Prêmio Eureka é concedido anualmente pelo Museu Australiano para o reconhecimento da excelência em ciência e comunicação científica na Austrália.[NewScientist]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

1 comentário

  • HFC:

    Legal a foto! Mas ela também vai aparecer nas revistas de sacanagens Jubarte!

Deixe seu comentário!