Futebol para não humanos: conheça a RoboCup, campeonato só para robôs

Por , em 18.07.2011

Prepare a pipoca e o sofá para assistir a uma copa mundial de futebol. Mas é uma competição diferente, sem humanos em campo. Quem joga e faz os gols são apenas robôs: é a RoboCup, uma boa pedida para quem gosta do esporte e tecnologia. A Copa é um sucesso, e só no ano passado reuniu aproximadamente 500 equipes de cerca de 40 países, incluindo Irã, Taiwan e Chile.

A competição, que está em seu 14º ano, visa incentivar as inovações na área robótica. Os avanços não serão poucos nas próximas edições. Os participantes têm o objetivo de criar, até 2050, uma equipe de robôs humanóides que poderão vencer até os melhores jogadores humanos.

A Copa de 2011 reuniu os melhores jogadores robóticos em Istambul, na Turquia. A competição segue várias regras do jogo humano e pretende ser justa: não é permitido bloquear ou tocar o adversário, por exemplo.

Neste ano todas as equipes usaram robôs padrões, da empresa francesa Aldebaran Robotics, mas é possível que cada grupo altere e controle os sensores e personalize cada uma das máquinas para aproveitar ao máximo o seu potencial.

Os treinadores têm que ter um amplo conhecimento em robótica para lidar com problemas como a visão em campo dos robôs e as formas com que eles vão se comunicar entre si para conseguir um bom trabalho de equipe. Todos os robôs são autônomos e podem apenas trocar informações sem fio.

Nos últimos anos, a RoboCup tem se ampliado e vai além do futebol. Existem competições para decidir quais são os melhores robôs domésticos que auxiliam nas tarefas de casa e até robôs desenvolvidos para resgates em emergências.

No próximo ano, a RoboCup vai acontecer no México. E os jogadores humanos de futebol que se cuidem, pois os robôs parecem jogar para valer. E você, acha que o futebol robótico vai pegar por aqui?[BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

4 comentários

Deixe seu comentário!