Gel vaginal pode reduzir risco de HIV pela metade

Por , em 20.07.2010

A luta conta o vírus do HIV é uma das maiores do nosso tempo. Mas se estamos mesmo ainda longe de encontrar uma cura, temos outros motivos para acreditar e combater essa triste doença. E um deles pode ser um muito simples gel vaginal. Isso porque uma pesquisa realizada na África do Sul mostrou que um gel, que contém um medicamento chamado tenofovir, reduziu as taxas de infecção de AIDS em 50% nas 889 mulheres do estudo após um ano de uso, e 39% após dois anos e meio.

Gel vaginal contra o HIV

O gel pode ser uma defesa especial para as mulheres cujos parceiros se recusam a usar preservativos. Novas formas de reduzir a propagação do HIV são extremamente necessárias, especialmente na África sub-saariana, onde quase 60% das pessoas infectadas com o vírus são mulheres.

Elas muitas vezes são obrigadas a fazer parte de um sexo sem segurança, e são biologicamente mais vulneráveis à infecção pelo HIV do que homens.

O gelvaginal foi considerado seguro quando utilizado uma vez 12 horas antes da relação sexual e uma vez nas 12 horas após a relação sexual, por mulheres com idade entre 18 e 40 anos.

Após 30 meses, das 889 mulheres, 98 foram infectadas com o HIV – 38 no grupo que recebeu tenofovir em gel e 60 no grupo que recebeu placebo. As mulheres que usaram o gel vaginal corretamente eram muito menos prováveis de serem infectadas.

Os investigadores dizem que as mulheres que usaram o gel vaginal também mostraram uma redução significativa no herpes genital, uma infecção sexualmente transmissível que por si só aumenta o risco de infecção pelo HIV.

Os pesquisadores ainda não sabem quanto custará cada dose, mas estimam que os aplicadores e o custo do gel serão “apenas centavos”. Talvez esse seja uma dos indicativos de que devemos mesmo apostar com todas as nossas forças no desenvolvimento desse método e disseminar seu uso em nossa sociedade. [BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

7 comentários

  • ZEUS:

    CAMISINHA,CAMISINHA E CAMISINHA.AIDS NÃO TEM CURA,MATA…

  • guilherme:

    se vc´s ñ entenderam esse gel são para as pessoas se previnirem tbm, isso ñ significa que iremos deixar de usar camisinha, pois esse gel é so mais um acessorio para nos previnirmos mais ainda continuem assim qto mais proteção melhor

  • DR.SOLANGE(PORTUGAL):

    assino em baixo da alessandra e do filippe davide.gente do ceu,eu sou medica e estou chocada com esta materia… faço as pallavras deles a minha TANBEM, absurdo e crime é favor é um atentando.

  • Filippe David:

    que idiotice… gastam um monte em pesquisas para um gel que reduz o risco de pegar HIV em 50%, enquanto existe a camisinha que reduz em 99,9% o risco de pegar qualquer doença e ainda previne a gravidez indesejada. Isso é um absurdo.

    Como a Alessandra falou, isso devia ser crime.

  • Z3hr0_c00l:

    “Após 30 meses, das 889 mulheres, 98 foram infectadas com o HIV – 38 no grupo que recebeu tenofovir em gel e 60 no grupo que recebeu placebo. As mulheres que usaram o gel corretamente eram muito menos prováveis de serem infectadas.”

    Como assim? Cobaias kamikazes?

  • alessandro antonio:

    bom que ja deixa lubrificado tambem 😀

  • alessandra:

    que tamanha mentira ao povo gente do ceu não queiram por a camisinha para ver o que ves aconteçe,isso é um crime nossa.

Deixe seu comentário!