Se o seu filho chegar a maioridade sem ter essas 8 habilidades, você fez algo errado

Por , em 24.04.2016

Quando estamos criando nossos filhos, muitas vezes cometemos o erro comum de querer brindá-los e ajudá-los um pouco além da conta.

Para evitar que seus pimpolhos cheguem maioridade sem saber habilidades básicas, confira essas dicas da Julie Lythcott-Haims, autora bestseller e ex-reitora da Universidade de Stanford, uma das mais respeitadas do mundo.

As dicas apareceram originalmente no seu livro “How to Raise an Adult: Break Free of the Overparenting Trap and Prepare Your Kid for Success” (em tradução literal, “Como criar um adulto: se liberte da armadilha de ser ‘pai demais’ e prepare seu filho para o sucesso”).

1. Um jovem de 18 anos de idade deve ser capaz de falar com estranhos

Professores, reitores, consultores, proprietários, balconistas, gestores de recursos humanos, colegas de trabalho, caixas de bancos, prestadores de cuidados de saúde, motoristas de ônibus, mecânicos… Jovens precisam conversar com estranhos no mundo real.
O problema: nós ensinamos as crianças a não falar com estranhos, em vez de ensiná-las a habilidade mais importante e difícil de discernir os poucos maus estranhos dos bons. Assim, as crianças acabam não sabendo como abordar estranhos, com respeito e contato visual, a fim de pedir ajuda ou orientação.

2. Um jovem de 18 anos de idade deve ser capaz de encontrar o seu caminho

Pessoas de 18 anos têm que saber se locomover, como encontrar seu caminho em torno de um campus, da cidade em que faz estágio, ou da cidade onde está trabalhando ou estudando.
O problema: nós conduzimos ou acompanhamos nossos filhos em todos os lugares, mesmo quando eles poderiam ir de ônibus, de bicicleta ou mesmo a pé. Assim, as crianças não sabem a rota para chegar em nenhum lugar, não sabem lidar com opções e problemas de transporte, não sabem quando colocar gasolina em um carro, não sabem nem mesmo como fazer planos para chegar a algum lugar.

3. Um jovem de 18 anos de idade deve ser capaz de gerenciar suas tarefas, carga horária e prazos

O problema: lembramos o tempo todo aos nossos filhos quando eles têm que fazer a lição de casa, por vezes até os ajudamos a fazê-la ou fazemos por eles. Assim, as crianças não sabem como priorizar tarefas, gerenciar sua carga de obrigações, ou cumprir prazos – pelo menos não sem lembretes regulares.

4. Um jovem de 18 anos de idade deve ser capaz de contribuir nas tarefas da casa

O problema: nós não pedimos ajuda para nossos filhos em casa, porque a infância parece deixar pouco tempo no dia para qualquer coisa além de estudar e fazer atividades extracurriculares como esportes. Assim, as crianças não sabem como cuidar de suas próprias necessidades, respeitar as necessidades dos outros, ou fazer a sua parte para o bem do todo.

5. Um jovem de 18 anos de idade deve ser capaz de lidar com problemas interpessoais

O problema: nós intervimos para resolver mal-entendidos e sentimentos feridos por nossos filhos o tempo todo. Assim, as crianças não sabem como lidar com e resolver conflitos sem a nossa intervenção.

6. Um jovem de 18 anos de idade deve ser capaz de lidar com altos e baixos

Entre estudo, trabalho, concorrência, professores difíceis, chefes e outros, jovens precisam saber que a vida não é um mar de rosas.
O problema: nós entramos em ação quando as coisas ficam difíceis, terminamos tarefas, prorrogamos prazos, falamos com os adultos. Assim, as crianças não sabem que, no curso normal da vida, as coisas nem sempre vão dar certo, mas eles vão ficar bem de qualquer maneira.

7. Um jovem de 18 anos de idade deve ser capaz de ganhar e gerir dinheiro

O problema: crianças só recebem dinheiro de nós sempre que querem ou precisam. Assim, elas não desenvolvem um senso de responsabilidade para completar tarefas, prestar contas a um chefe que não lhes ama inerentemente, nem sabem apreciar o custo das coisas e como gerir dinheiro.

8. Um jovem de 18 anos de idade deve ser capaz de assumir riscos

O problema: nós tiramos todos os obstáculos do caminho de nossos filhos e evitamos todas as armadilhas ou impedimos todos os tropeços deles. Assim, as crianças não desenvolvem o entendimento sábio de que o sucesso só vem depois de tentar e falhar, e tentar novamente. Além disso, não desenvolvem a resiliência que vem de lidar com quando as coisas dão errado.

Conclusão

Aos 18 anos, as pessoas devem ser capazes de fazer todas essas coisas sem recorrer aos pais. Se o seu filho maior idade está te ligando toda hora para perguntar essas coisas, é porque ele não tem as habilidades de vida necessárias. [Quora]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (8 votos, média: 3,88 de 5)

4 comentários

  • Allan Denis:

    E cozinhar? Cadê cozinhar?

  • Ademar Souza:

    Todo jovem, já desde criança, deve saber lidar com as adversidades e com as contrariedades. Saber assimilar os “nãos” que a vida impõe.

  • Ademar Souza:

    Toda criança, adolescente e adulto, deve saber nadar o suficiente para conseguir ficar por horas dentro da água sem entrar em pânico.

  • Rodrigo A. Sena Pereira:

    isto deveria ser ensinado pelos pais e reforçado nas escolas, principalmente de ensino médio (finanças, tarefas do lar,etc) parabéns!

Deixe seu comentário!