Homem que é macho come carne

Por , em 23.11.2012

A associação entre consumo de carne e masculinidade possivelmente remete à época em que o ser humano tinha de caçar sua comida e corria o risco de, no fim das contas, virar o prato principal de um animal selvagem.

Milhares de anos mais tarde, apesar de ninguém (a princípio) ter de usar uma lança para conseguir carne para o churrasco de domingo, o vínculo permanece na mente de muitas pessoas.

Em 2011, um grupo de pesquisadores das Universidades da Pensilvânia e de Cornell (EUA) concluiu que consumidores em geral consideram a carne “comida de macho”. Outro estudo, feito por cientistas da Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá), mostrou que homens vegetarianos tendem a ser vistos como mais virtuosos, porém menos “masculinos” – mesmo por parte de vegetarianas. Nesta pesquisa, os participantes deveriam julgar personagens fictícios com base em suas dietas, e o fato de não comer carne pesou nas análises.

Mais recentemente, cientistas da Universidade de Bellarmine (EUA) divulgaram um estudo feito com 214 estudantes de Psicologia. “Homens expressaram pontos de vista mais favoráveis em relação ao consumo de carne, negaram o sofrimento animal, acreditaram que animais estavam ‘abaixo na hierarquia’, deram justificativas religiosas e de saúde para o consumo de animais, e acreditaram que o destino humano era comer carne”, sintetiza o professor Hank Rothgerber, em entrevista à NBC News. “O consumo de carne é um símbolo de patriarcado que resulta de uma longa aliança com masculinidade, poder e virilidade”.

Rothberger considera seu estudo limitado, e por isso pretende investigar mais a fundo esse possível vínculo, que sobreviveu mesmo diante das evidências de que comer carne demais faz mal à saúde e pode, de fato, prejudicar o meio ambiente. “Há uma consciência crescente de que não é muito bom comer carne, mas as pessoas continuam a fazê-lo”.[Daily Mail UK]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

7 comentários

  • Lenon Lima:

    Whatever… carne é muito bom! Churrasco então… owww meu Deus, é bom demais!

  • Rafael Akiau:

    Respondendo ao Rone Firmino: “Na natureza” o homem também morre por ser mais fraco ou doente, até de uma gripe comum, nem precisa ser predado… “na natureza”, independente de uma parcela de Cervos mais espertos sobreviverem, não existem Cervos que predaram Leopardos. Cervos nasceram dentro da cadeia alimentar para servirem de alimento, ou procriarem (os mais fortes) e manterem o estoque de comida dos carnívoros. Mencionar que subia ladeiras melhor que seus amigos, supostamente pela sua dieta, me parece de pouca relevância, pois não sei quem são (e nem vc), se fumam, bebem, usam drogas, fazem outras atividas físicas, qual a genética deles, etc. Lance Armstrong se dizia vegetariano, só que EPO não é verdura… e nenhum amigo dele subiu ladeira melhor que ele… e por fim, no mundo em que vivemos, HOJE, VOCÊ É O QUE VOCÊ ESCREVE! Se eu falhei na língua portuguesa em algum momento, peço desculpas, mas “esperimentar”, “curiososidade”, “bicileta”, “servo” e “vejetariano”, sem contar as ausências de pontuação e acentuação, te inserem no grupo dos que serão predados. Se não agora, em breve, aguarde! Abraços.

  • Jean F Jean F:

    Carne é muito ruim, cara. Quando eu não comia também me sentia bem melhor e muito mais disposto. Deixa o intestino preguiçoso, a pele ruim, acne piora… Como pra não parecer uma aberração, mas gosto mesmo de carne de frango e peixe, apenas. Carne de vez em quando não é ruim, um bife acebolado, bife de fígado, filé a parmegiana… De vez em quando é bom.

    • Cláudia Braghetto:

      Jean, “como pra não parecer uma aberração”???

      Evite esse tipo de pensamento e comentário, só aumenta o preconceito.

      Quando eu digo que sou vegetariana e as pessoas me olham torto, nunca penso que sou uma louca ou aberração como você disse. Tenho é pena delas por terem uma mente tão pequena e serem tão intolerantes.

  • Rone Firmino:

    O assunto não de nada de ruim. É util e instrutivo. Vou comentar duas coisas: Quando eu tinha 20 anos ia para o trabalho de bicicleta, uns 7 km. Subidas e descidas. Comecei a ler um livro que parecia que falaria apenas sobre pesquisas cientificas com relação aos beneficios de uma dieta vegetariana. ( havia tambem uma referencia religiosa ao não consumo de carne; comento depois). Decidi esperimentar apenas por curiososidade. Quando se tem 20 anos, vc é quase um super homem. Mas subir de bicileta ladeiras íngrimes rapidamente, é só para atletas treinados. Mesmo assim uma hora as pedaladas diminuem mesmo para eles. Depois de algumas semanas de abstinencia de carne, notei que tinha mais folego pra tudo, inclusive deixava os colegas de trabalho pra trás quando voltava pra casa com eles de bicicleta subindo as ladeiras! rss… Na própria natureza um leopardo pode até correr mais rapido que um servo e pegá-lo. Porem, ele vai atacar os doentes e filhotes, pois sabe que se correr atras de um animal jovem e adulto dificilmente o abatera, só se tiver sorte. Pois o servo tem muito mais resistencia fisica para correr mais tempo sem se cansar e diminuir o ritmo. Porque? O servo é vejetariano rsss.. Isso é incontestável. Mais comentarios em breve. Obrigado ao Guilherme do Hipe. E abs á todos.

    • Davi Rocha:

      kkk isso ai, mt inteligente comparar dois animais de biologias bem diferentes apenas por sua dieta, parabens

  • Falcone Big:

    Xiii!! Esse assunto é pior que religião, polêmica em 5,4,3,2….

Deixe seu comentário!