Inacreditáveis tornados “multivortex”

Por , em 19.04.2011

Na última semana, o estado do Oklahoma, EUA, foi palco de uma tempestade de três dias com 267 tornados registrados durante o fim de semana, segundo dados do Centro de Previsões de Tempestades, da cidade de Norman. Mas nem todos os tornados tinham apenas um “funil”, alguns dele tinham dois ou até três.
Profissionais que seguiram o curso da tempestade conseguiram filmar o fenômeno chamado “multivortex”. Um deles foi classificado como F3, de acordo com a escala Fujita, os ventos chegaram a 266 km/h e mataram duas pessoas nas proximidades das cidades de Tushka e Atoka.

O estado do Oklahoma fica no coração do Tornado Alley (que pode ser traduzido como beco do tornado ou passagem do tornado) onde os tornados se formam quando o ar quente e úmido do Golfo do México colide com o ar gelado do norte, criando tempestades massivas. O ar quente sobe e atinge uma camada da atmosfera onde os ventos mudam de direção e criam rotação.

Pense em um catavento com ar empurrando em duas direções diferentes, de cima e de baixo. Em baixo deste catavento, uma cobertura de ar quente “prende” o calor da superfície a 3 mil metros. O calor continua aumentando até que rompe a cobertura e uma tempestade de raios se inicia. Com os ventos se movimentando para cima e para baixo, o catavento é derruado para o lado, criando uma enorme massa de nuvens em rotação, chamada mesociclone, um vórtice de ar.

Quando os vórtices são múltiplos, “é como se você tivesse circulação ligada à circulação”, diz Karl Jungbluth, meteorologista do Serviço Nacional do Clima, de Des Moines, no estado do Iowa, EUA. Estes “funis” extras geralmente vêm em grupos de dois a cinco e duram apenas alguns minutos. Eles conseguem ser vistos no começo das tempestades, mas depois eles se separam e viram um tornado só. Um tornado multivortex é difícil de ser confirmado sem um vídeo, mas sua assinatura é o estrago que causa onde o funil toca o chão.

[OurAmazingPlanet]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

14 comentários

  • Glauco:

    Gargwlas,

    Estudar o quê? Já li os artigos científicos, estudei Física na escola (quero facul agora), leio meios livros de ocultismo, meus quadrinhos, li quatro dos seis livros do McCanney – sim, ele tem alguns -, comparei tudo do meio científico e escolhi o McCanney pq faz mais sentido e é mais fácil de entender. Ciência verdadeira é assim.

    Você deveria parar de estudar tanto e ouvir os programas do McCanney

  • gargwlas:

    glauco.. tu precisa estudar em vez de ouvir o tal programa de radio…

  • Glauco:

    Tô sentindo cheiro de panelinha e de treta aki nesse site…

  • Baw:

    Gentem! Que força física que nada, gentem! Isso é coisa de Deus, coisa linda essa tal da natureza, genten. Amo amo amo S2
    Esses cientístas só fazem inventar, né?
    Não conseguiram ficar famosos aí vão inventar coisa.
    Esse Glauco vejo logo que não entrou no BBB, deu no que deu, genten.

  • Glauco:

    PredadorXD,
    Te dou o mesmo conselho em relação a ouvir as teorias dos outros.

    1-) Os tornados nem se formariam graças ao efeito de isotermia.

    2-) Baboseira não: uma das práticas mais interessantes dos Físicos é determinar a quantidade de energia necessária para que um fenômeno ocorra.
    Um tornado ou um furacão podem ser tão energéticos quanto várias bombas nucleares. Logo você precisa de, no mínimo, a soma da energia de várias bombas nucleares para que um tornado ou furacão ocorra. Isso é uma descarga energética imensa, e a não ser que você mantenha um fluxo de energia constante, a energia acaba. É lógico que simples massas de ar quente e frio se misturando nunca iriam fornecer a energia necessária. Pelo contrário, ela simplesmente iria dissipar-se pela ação da troca de calor.
    Entretanto, se você adiciona a esse cenário as correntes elétricas verticais presentes na atmosfera, você supre o evento com toda a energia que você necessita. Sem firulas de Correntes de Coreolis e nem nada do tipo.

  • PredadorXD:

    @Glauco vc deveria começar a pensar por si só e não a ficar pregando a palavra de outras pessoas sem ao menos pensar a respeito.

    “1-) A própria isotermia anularia qualquer efeito entre a mistura de correntes frias e quentes;” Ainda bem né, caso contrário os tornados seriam infinitos…

    “2-) De acordo com a 2º Lei da Termodinâmica, um sistema energético organizado (furacão, tornado) não pode ser gerado à partir de um sistema energético desorganizado (duas massas quente e fria);” De onde vc tira tanta baboseira?

    As outras não valem a pena comentar!

  • Dik4:

    Twister

  • Glauco:

    Gargwlas,
    Se vc não fosse tão preguiçoso em ouvir uma hora de programa de rádio do McCanney por semana, ia saber mais sobre o mundo da ciência do que o editor da Nature ou qualquer astrônomo formado em Cornell.

  • Glauco:

    1-) A própria isotermia anularia qualquer efeito entre a mistura de correntes frias e quentes;
    2-) De acordo com a 2º Lei da Termodinâmica, um sistema energético organizado (furacão, tornado) não pode ser gerado à partir de um sistema energético desorganizado (duas massas quente e fria);
    3-) Esses sistemas possuem mais energia armazenados do que o de uma bomba nuclear, como energia não pode surgir do nada, é impossível que simples massas de ar consigam carregar e concentrar tal energia em um único ponto;
    4-) Os cientistas não fazem a menor idéia de como furacões e tornados são produzidos;
    5-) O Prof. James McCanney sabe. Esses eventos são alimentados por correntes elétricas verticais situadas na ionosfera. Visitem sua página na internet.

  • Glauco Chapadão:

    Aff…Este Glauco sempre com seus comentários impertinentes…

    Pra ele, nada existe, tudo existe, o Big Bang é uma mentira, e o tal do Dr. MacCanney é um ser onipotente e onisciente (que ninguém ouviu falar) que sabe todos os enigmas do Universo, o qual ele idolatra e cita em todos os seus comentários.
    Este aí puxa uns bravo!!!
    É o que acontece quando junta-se assuntos complicados, com pessoas desprovidas de raciocínio lógico, que leem textos pseudo-científicos esotéricos, e saem vomitando estas asneiras…

  • Pensador®:

    Esses caras são loucos. Eu não iria por grana alguma. Eu também não teria coragem de morar nos estados americanos onde os tornados são comuns.

  • gargwlas:

    programa de radio para aprenderem ciencias…. piada uiahweawui

  • Murilo:

    sao incriveis as coisas que Deus faz ou permite que aconteça, nao atoa que Ele é chamado de Deus do Impossivel. 😀

  • Glauco:

    Se tornados ou furacões fossem criados à partir da mistura de gases quentes com frios, a própria isotermia iria desfazê-los.

    Além do que, a 2ª Lei da Termodinâmica deixa bem claro que não é possível criar um sistema energético organizado (um furacão ou tornado) à partir de um sistema energético desorganizado (massas de ar frio e quentes se misturando). A não ser, é claro, se vc encontrar um jeito de forçar isso. Mas as coisas na Natureza não funcionam de forma forçada.

    Não se esqueçam que esses sistemas em vórtice possuem mais energia armazenada do que bombas nucleares. É lógico que simples massas de ar, por mais fortes que sejam, nunca forneceriam energia suficiente prá alimentar esses monstros.

    Ou seja, os cientistas também não sabem como se forma furacões e tornados. Deveriam ouvir o programa de rádio do McCanney para entenderam alguma coisa de ciências.

Deixe seu comentário!