Injetar sangue de jovens pode reverter o envelhecimento?

Por , em 24.10.2012

No século 16, Elizabeth Báthory se tornou conhecida como “Condessa Sanguinária” por causa de seu macabro hábito de se banhar com o sangue de garotas jovens, em uma tentativa de preservar a própria juventude. Quem imaginaria que, quase 500 anos mais tarde, a ciência mostraria que a ideia do “sangue rejuvenescedor” faz algum sentido?

Felizmente, não estamos falando de banhos de sangue, mas sim de transfusões. Em 2010, o pesquisador Saul Villeda, da Universidade de Stanford (EUA), conectou o sistema circulatório de dois ratos, um jovem e um velho, para que o sangue de ambos se misturasse. Pouco tempo depois do procedimento, o cérebro do rato jovem começou a envelhecer mais rápido; já o do rato velho “rejuvenesceu”, apresentando um número maior de conexões e células tronco – cuja produção diminui com o passar dos anos, levando ao comprometimento de funções cognitivas conforme se envelhece.

Villeda mostrou que a “qualidade” do sangue pode estar relacionada com a produção de células-tronco no cérebro e, portanto, com a preservação de suas conexões (e funções).

Recentemente, Villeda e sua equipe fizeram um novo estudo para investigar se a transfusão de sangue teria efeitos no comportamento das cobaias. Depois de fazer o procedimento, eles colocaram os ratos em um labirinto no qual deveriam praticar exercícios de memória. Resultado: os animais mais velhos que passaram pela transfusão se saíram tão bem quanto os mais novos; já aqueles que não receberam “sangue novo” tiveram um mal desempenho.

“De repente, você tem de volta toda esta plasticidade e genes relacionados a memória e aprendizado”, destaca. Os pesquisadores acreditam que a transfusão eleva no sangue dos mais velhos a concentração de substâncias químicas essenciais cuja produção diminui com o passar dos anos. Quais exatamente seriam essas substâncias? Ainda não sabemos.

Os resultados do estudo poderão, talvez, levar ao desenvolvimento de verdadeiras terapias de rejuvenescimento para pessoas que sofrem com problemas cognitivos relacionados à idade avançada – não antes, é claro, de descobrirmos se os efeitos observados em ratos ocorreriam em humanos também.[io9]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

13 comentários

  • Willian Lima:

    as pessoas estão mesmo vivendo uma paranoia, apesar de casos de trafico de orgãos infelizmente serem reais, a perspectiva do estudo ñ é se utilizar de sangue para rejuvenescer qualquer um, se puderem identificar quais substancias são responsáveis pelo aumento das células tronco no cérebro, q foi o resultado positivo do teste e ñ uma fonte da juventude, as mesmas podem ser sintetizadas e usadas no combate a doenças degenerativas do sistema nervoso ou decaimento da capacidade cognitiva com a idade.

  • grasisuperstar:

    Estou endossando o comentário do Jailson Juventino também.
    Simples e conciso….a intenção dessas pesquisas não deve ser la muito boas

  • Rone100theone:

    Transfusões de sangue espalharam e ainda espalhas novas doenças pela humanidade. Há inumeros exemplos. Podem até criar métodos de detecção de 50 doenças transmitidas pelo sangue, mas em pouco tempo surgem doenças novas que obviamente não há como detectar e a pessoa recebe o sangue contaminado. Estão corretas as Testemunhas de Jeová por não receberem transfusões de sangue. Mesmo em situações de emergencia pois existem muitas alternativas como espansores do plasma sanguineo e outros procedimentos. As pessoas se recuperam mais rápido quando não recebem transfusões. Não sou médico mas isso é FATO. Só não é divulgado com frequencia na midia no Brasil por exemplo, mas na Europa, Eua e outros paises há ampla divulgação.

  • D. R.:

    Em breve, nos noticiários:

    Extra, extra! Filho doa sangue para seus pais rejuvenescerem.

    Extra, extra! Jovem coloca anúncio no jornal vendendo seu sangue para pessoas mais velhas.

  • Clara Telis:

    Os TJ’s vão se encantar pela matéria 🙂

  • rony henrique leite:

    Jailson Joventino captou a mensagem, afinal estética (rejuvenecimento) é mais lucrativo que a cura de doenças, estamos entrando em eras perigosas, afinal em se comprovando que sangue jóvem rejuvenece teremos a nova versão do vampirismo, ou será que a antiga já ocorreu por conta disso afinal vampiros vivem para sempre por consumir sangue.
    Pergunto onde estão a Ética e a Moral? Ou será que posso começar a escrever estas palavras com letras minúsculas?

  • Kelcey:

    Os vampiros sabem disso há milênios.

  • Rodrigo Piedade:

    Claro que funciona em humanos também senão como se explicaria o bon jovi estar melhor agora nos 45 do que nos 19 kkkkkk

  • Murilo Mazzolo:

    Não vai demorar muito pra ter pessoas assassinando jovens pra além de vender os órgãos(que tem e muito por ai), vendendo todo o sangue também!!!

    • Lulu:

      Assassinar pra quê? Se, segundo o artigo, bastaria fazer uma transfusão sanguínea. Até onde eu sei, não é possível fazer o procedimento com pessoas que já estejam mortas…

    • Murilo Mazzolo:

      Reaproveitar, após retirar os órgãos pra comércio ilegal, ainda teriam o sangue pra gerar mais “lucro”. E é mais fácil matar uma pessoa pra retirar alguns litros de sangue do que pedir ou esperar por doações!!!

  • Jailson Joventino:

    So nao acredito que estao atraz disso para curar doencas. 🙁

  • Gargwlas Gargw Gargwlas:

    me candidato a cobaia

Deixe seu comentário!