Dois jatos são lançados de um buraco negro a 80% da velocidade da luz

Por , em 1.06.2020
Imagem dos jatos sendo emitidos pelo buraco negro a 80% da velocidade da luz

Uma equipe internacional de astrônomos detectou dois jatos de gás quente sendo lançados de um buraco negro com uma agilidade incrível: cerca de 80% da velocidade da luz.

Os registros

O buraco negro estudado fica a cerca de 10.000 anos-luz de distância da nossa galáxia, e possui uma companheira estelar com cerca de metade da massa do nosso sol.

O próprio buraco negro possui uma massa estelar, o que significa que se formou após o colapso de uma estrela e portanto é “pequeno” se comparado a buracos negros supermassivos – enquanto tem cerca de oito vezes a massa do nosso sol, o buraco negro do centro da Via Láctea, por exemplo, é quatro milhões de vezes maior do que o sol.

Utilizando o Observatório de Raios-X Chandra, da NASA, os astrônomos – liderados por pesquisadores da Universidade Paris-Saclay (França) e da Universidade de Iowa (EUA) – fizeram quatro observações do buraco negro entre 2018 e 2019, registrando os jatos que disparavam do centro do objeto e batiam diretamente na matéria circundante.

Os jatos

Como você provavelmente já sabe, buracos negros são monstros galácticos que engolem tudo que chega perto demais deles.

Ou quase tudo.

O horizonte de eventos é a fronteira em torno de um buraco negro que marca o limite pelo qual nada, sem mesmo a luz, pode escapar da gravidade desse objeto. Cruzada a linha, é ponto final.

No entanto, alguns buracos negros possuem estrelas companheiras que orbitam suas proximidades. Conforme gás quente dessas estrelas é puxado para dentro do buraco, parte dele é “cuspida” para fora do horizonte de eventos na forma de jatos.

Muito rápido, mas não mais do que a luz

Os dois jatos recém-observados apontam em direções opostas: ambos se movem para longe do buraco negro, só que um em direção ao norte e outro ao sul.

Da nossa perspectiva aqui da Terra, o jato norte parece se mover a 60% da velocidade da luz, enquanto o sul parece viajar a incríveis 160% da velocidade da luz. Isso, obviamente, é impossível – nada viaja mais rápido do que a luz no universo.

O que acontece é resultado de uma ilusão de ótica: o jato sul está apontado na nossa direção, e quando algo viaja em direção à nossa linha de visão e próximo à velocidade da luz, parece estar mais rápido do que realmente está. O oposto ocorre com o jato que se move em direção contrária à Terra; ele parece estar mais devagar.

Logo, na realidade, ambos os jatos estão viajando a uma velocidade maior do que cerca de 80% a da luz – o que é muito impressionante.

As descobertas do estudo foram publicadas em um artigo na revista científica The Astrophysical Journal Letters. [Inverse]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

Deixe seu comentário!