Foto: um buraco negro emitindo jatos de plasma

Por , em 13.12.2012

No centro da imagem acima, está uma galáxia elíptica aparentemente normal, chamada 3C 348 (ou “Galáxia Hércules A”, uma referência ao filho do deus grego Zeus). Contudo, graças a um equipamento que detecta ondas de rádio, é possível enxergar ao seu redor monstruosos jatos de plasma, cada um com mais de 1 milhão de anos-luz de comprimento.

Hércules A faz jus ao filho de Zeus: imponente, é cerca de mil vezes mais massiva do que a Via Láctea; em seu centro, há um buraco negro cuja massa é quase mil vezes maior do que a do buraco negro que se encontra no centro da nossa galáxia.

A bela imagem acima é resultado da união de outras duas: uma obtida pelo Telescópio Hubble a partir de luz visível; outra por um conjunto de rádio-telescópios que fica no estado do Novo México (EUA). A física por trás dos jatos de plasma permanece em discussão, mas acredita-se que a energia do fenômeno é gerada pela grande quantidade de matéria sugada pelo buraco negro no centro da galáxia.[NASA]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 4,75 de 5)

18 comentários

  • Rafael Maciel:

    1 milhão de anos-luz de comprimento, isso é maior que nossa via láctea

  • Alberto Campos:

    Realmente, ainda estamos a anos luz de entender o universo. Não sabemos realmente o que é um buraco negro. Na minha opinião, este buraco negro galáctico tem um centro oco, com uma forte gravidade (gravidade da galáxia), apresenta uma violenta rotação e força centrífuga faz chocar as matérias no horizonte de eventos, provocando a desintegração da matéria. Isto provoca um jato de energia que é enviado para o espaço. Talvez antimatéria que vai destruindo tudo a sua frente.

  • Samoel Bianeck:

    Sei lá entende, mas a verdade é que estamos há ainda uns milhões de anos luz do conhecimento do que existem no universo.

  • Luan Fantin:

    1 milhão de anos-luz de comprimento :O

  • Andre Luis:

    Nossa, que imagem incrível! Esses jatos são colossais, muito maiores que a própria galáxia!

    • Nino Braz’il Comz:

      por gentileza me tire uma dúvida!
      porque as fotos da nossa vizinha lua não são coloridas??? e os corpos celestes ou galáxias que estão a 1 milhão de anos luz tem fotos que capitam ate os plasma?

    • Andre Luis:

      Pelo pouco que eu sei, nas fotos de galáxias, são utilizados vários outros equipamentos de captação, que detectam ondas de rádio, infra-vermelho e etc. Eu sei que grande parte das fotos astronômicas são coloridas artificialmente e já ouvi falar também que fotos em preto e branco contém muitas vezes um melhor contraste, talvez seja por isso.

  • Glauco Ramalho:

    Como esses jatos de plasma iam se deslocar tanto em linha tão definida sem ter um caminho para seguir? É lógico que isso não tem nada a ver com buracos negros, eles nunca iriam emitir jatos de qualquer coisa à distâncias tão grandes assim. O jato e o caminho que ele percorre é uma conexão elétrica entre essa galáxia e o espaço ao seu redor, pois para ser elétrico deve obrigatoriamente seguir dois caminhos. O caminho de entrada é o que fornece o hidrogênio que esse núcleo galáctico utiliza em seu processo nuclear. jmccsci.com

    • Cesar Grossmann:

      Como eles podem se deslocar em linha tão definida sem ter um caminho para seguir? Inércia. A inércia é a tendência de um corpo de permanecer em repouso ou em movimento retilíneo uniforme se a resultante das forças aplicadas sobre o corpo for zero.

      Simples assim.

    • Glauco Ramalho:

      César, vc sabe q a própria existência dos buracos negros é totalmente questionável. Ainda mais emitindo jatos de matéria a tão longas distâncias, e ainda mais sendo plasma. Eu só levantei um ponto específico.

    • Guilherme de Souza:

      Há diversos estudos da NASA a respeito dos jatos de plasma emitidos por buracos negros, Glauco. Vale a pena conferir

    • Glauco Ramalho:

      Ih, já li todos desde a década de 80, juro prá vc. Já leu James McCanney?

    • Guilherme de Souza:

      Confesso que não li, Glauco

    • Glauco Ramalho:

      Vale a pena conferir. Tanto especificamente esses jatos sendo expelidos por galáxias quanto aquele “Caminho eletromagnético” que a Voyager detectou semana passada foram previstos pelo seu modelo desde a década de 70.
      Você sabe que nenhum modelo oficial previu esses efeitos não é? Os cientistas se propõem a explicar depois de observados, mas os modelos já deveriam prever tais observações desde a sua concepção.

    • Regis Olivetti:

      Os buracos negros estão mais que provados, tai a foto. Os jatos são lançados visto que a força de liberação de energia os lança para direção onde o próprio campo magnético e não elétrico do buraco negro propicia.E=H(ni)é um exemplo de liberação de energia o outro é a bomba atômica, entre tantos que seguem esse fenômeno.

    • Glauco Ramalho:

      Isso não é a foto de um buraco negro, é a foto de uma galáxia expulsando matéria de seu núcleo. Por pura lógica não é possível fotografar um buraco negro, só efeitos da matéria que estivesse ao seu redor, ou emissões de raios-x. Entretanto esses efeitos da matéria circundante e os raios-x podem ser explicados de outra forma mais simples. Como manda a navalha de Occam, quando houverem duas explicações opostas e completas por si só, a mais simples é a correta. Já leu James McCanney?

    • Giovane:

      James McCanney? Não é aquele cara que afirma que a NASA é uma grande mentirosa e manipuladora e se promove com a venda de livros sobre “como sobreviver a passagem do Planeta-X”? Ta aí um bom motivo pra não ler seu material.

    • Glauco Ramalho:

      Que bom que você confia na NASA, pois as pessoas lá fora estão duvidando cada vez mais dela. Ele publicou seis livros, a parte de sobrevivência à passagem de um “Planeta-X” se limita à um panfleto que ensina como fazer um calendário com pedras.
      Aliás, o que você sabe sobre “Planetas-X”?

Deixe seu comentário!