Luz de uma super-Terra alienígena é detectada pela primeira vez

Por , em 13.05.2012

Pela primeira vez, astrônomos conseguiram detectar a luz de uma super-Terra alienígena. O planeta se chama 55 Cancri e, descoberto em 2004 e um dos cinco planetas que circulam a estrela principal, na constelação de Câncer, apenas 41 anos-luz de nós.

Os planetas desse sistema foram detectados através do método Doppler, que procura por pequenas agitações no movimento de uma estrela causadas pela força gravitacional de planetas que a orbitam. Mas agora, os cientistas da NASA conseguiram detectar a luz infravermelho do Cancri e.

Apesar do nome “super-Terra”, o planeta não é habitável. Outras curiosidades: ele tem cerca de 60% a mais de diâmetro do que a Terra, é cerca de oito vezes mais massivo e a temperatura em sua superfície pode chegar a 1.726 graus Celsius! Além de tudo isso, festas de fim de ano lá seriam a cada 17 horas e 41 minutos, já que esse é o tempo que demora a sua órbita. Morar lá seria apenas champagne!

O planeta está tão próximo de sua estrela que, apesar de ser rochoso como a Terra, sua superfície está coberta por água em um estado de super-fluído, sem uma atmosfera fixa, já que ela está se esvaindo. Lá, o sol é 60 vezes maior e 3,6 mil vezes mais brilhante. Incrível, não?[Space]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 1,00 de 5)

4 comentários

  • Fatima Rocha:

    Super Terra alienígena?!!!! Significará esta classificação de alienígena que seria possível ser uma super Terra terrestre (ou será terráquea?)? lololol

  • Renato Almeida:

    Apenas 45 anos luz de nós srrs como se fosse do outro lado da rua , quero ver se haver vida lá o q vao fazer ? ir lá

  • Andre Luis:

    Legal! Temos avanços! Eu imagino quantas descobertas teremos em astronomia daqui uns 50 anos!

  • Jonatas:

    Um Planeta tão perto de sua estrela sempre tem órbita com rotação presa na translação, ou seja, numa face sempre é dia e na outra, uma noite eterna e um frio de lascar, se não houver atmosfera pra distribuir pelo menos um pouco que seja do calor recebido na face iluminada. Qualquer cancriano que se preze ficaria nas imediações entre as faces, onde as temperaturas fossem sustentáveis.
    De qualquer forma, o importante é as melhorias no potencial de observação exoplanetária, chegar a ver diretamente super-terras e não apenas gigantes jupiterianos como antes tem um grande significado. Cor significa composição atmosférica, e a essa distância, a segunda melhor alternativa mensurável de se procurar vida, depois de ver se o astro está na zona habitável.

Deixe seu comentário!