Um terço de todos os suicídios femininos acontecem neste país e isso tem muito a dizer sobre nossa sociedade

Por , em 21.12.2018

Uma pesquisa publicada na revista The Lancet revelou que, em 2016, mais de 36% das mortes por suicídio feminino em todo o mundo ocorreram na Índia, apesar de as mulheres indianas representarem menos de 18% da população feminina mundial.

Dados assustadores

O estudo foi realizado pela India State-Level Disease Burden Initiative, uma colaboração entre o Conselho Indiano de Pesquisa Médica (ICMR), a Fundação de Saúde Pública da Índia (PHFI), o Instituto de Medição e Avaliação de Saúde (IHME) e especialistas de cerca de 100 instituições em toda a Índia.

A iniciativa descobriu que o suicídio é a principal causa de morte entre as mulheres indianas com idades entre 15 e 29 anos, responsável por cerca de 26 a 33 mortes por 100.000 mulheres em 2016.

Dados sociodemográficos

De acordo com o Global Health Data Exchange, um banco de dados que rastreia tendências de saúde e dados demográficos em todo o mundo, a Índia tem a maior taxa de suicídio entre mulheres jovens e de meia-idade em países com dados sociodemográficos semelhantes.

Taxas nacionais de suicídio geralmente se relacionam com o índice sociodemográfico de um país, uma medida de desenvolvimento derivada da renda, nível educacional e taxa de fertilidade.

Baseado nisso, os pesquisadores descobriram que a Índia tem uma taxa de suicídio três vezes maior do que países com um índice sociodemográfico parecido, como Bolívia, Guatemala e Nicarágua.

Por quê?

A situação pode estar relacionada a um choque entre as aspirações das mulheres e a rigidez de seu ambiente social, conforme explica uma das autoras do estudo, Rakhi Dandona, professora de saúde global da Fundação de Saúde Pública da Índia e da Universidade de Washington (EUA).

À medida que a Índia se desenvolve, as mulheres se tornam mais instruídas e mais capacitadas, e a taxa de casamentos arranjados diminui. No entanto, em muitos aspectos da sociedade, as mulheres ainda possuem status mais baixo e enfrentam barreiras a oportunidades.

Dandona e outros especialistas suspeitam que essa desconexão possa levar algumas indianas ao desespero. As taxas de suicídio são especialmente altas nos estados do sul do país, onde o desenvolvimento e os avanços sociais se aceleraram.

Em contraste, argumenta Dandona, as taxas de suicídio nos estados rurais mais tradicionais do norte podem ser menores porque as mulheres podem ter “menos conhecimento de que poderiam realmente viver uma vida melhor”.

Método

Outro fator pode explicar a taxa alta de suicídio feminino na Índia.

“As mortes que ocorrem devido ao suicídio também são produto do método usado”, sugere Vikram Patel, professor de saúde global da Universidade de Harvard (EUA), que não esteve envolvido no estudo.

No Ocidente, as mulheres tentam o suicídio com mais frequência do que os homens, mas os homens geralmente usam meios mais letais, resultando em mais mortes. Na Índia, no entanto, Patel afirma que homens e mulheres tendem a usar os mesmos métodos mais fatais. [ScientificAmerican]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (20 votos, média: 4,00 de 5)

Deixe seu comentário!