Médicos tiram arame farpado, faca e relógio de pulso de dentro de paciente

Por , em 13.07.2008

Médicos de uma cidade no noroeste do Peru salvaram um homem de 38 anos ao remover 17 objetos de metal de suas entranhas: pregos, um relógio de pulso e uma faca que ele havia ingerido.

Luis Zarate foi levado ao hospital regional de Trujillo na semana passada por sua família depois de reclamações de severas dores de estômago. Médicos fizeram raios X e descobriram que suas entranhas estavam cheias de parafusos.

“Haviam 17 objetos estranhos entre estômago e cólon”, disse o Dr. Júlio Azevedo, um dos cirurgiões que operou Luis.

As imagens mostraram o esqueleto de Luis entrelaçado com coisas como parafusos, arame farpado e canetas. As 10 coisas mais chocantes encontradas em estômagos humanos

“Os objetos causaram uma expansão estomacal”, disse o Dr. Júlio.

Os médicos disseram que Luis é mentalmente doente, mas que não estava claro porque ele havia ingerido o metal. [Reuters]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

5 comentários

  • Paulo:

    ah… vai ver que o médico disse que ele precisava ingerir mais ferro.. ahuahuahauhau…

  • Isis:

    O que será que ele pensava?

  • Ezio:

    Quero conhecer alguém comendo algodão, agulha e tecido microfibra e depois defecar um terno nos estilos do nosso deputado costureiro.

  • rubicelia dos s s.:

    oi alguns anos atras comnhecir um joven cujo nome jurandir de trinta pouco anos que ingiria tecidos de algodao linha de costura embalagem de desodorante.niguem o sabia ele ao sentir fortes dores sua irma maria o levou ao hospital dai que foi descoberto e ele foi ahobito este jovem era tio das minhas entiadas . porfavor descupa por nao saber escrever no teclado pois estou aprendendo rubinha de santo amaro bahia.

  • ferreira javaly filho:

    Nos seres humanos, estamos em plena condições de se adaptarmos com todos tipos de agressões, seja: fisico, moral, basta observarmos o quanto somos forçados a engolir tantas promessas de todo nivel, familiar, social e dos nossos politicos. Mas, o quadro no que se refere a cuidar da saúde dos nossos semelhantes é motivo bastante para sorrir, sem verificar-mos primeiramente como readquirir o equilibrio do individuo, pois, isto doe na consciencia nossa, preferimos sorrir que ajudar. E assim, vamos nos perdendo, nos esquecendo do amanhã, sentindo apenas o hoje das desgraças dos nossos semelhantes. Devemos observar a mãe natureza, que esta diariamente nos mostrando o sentido da renovação,

Deixe seu comentário!