Emagrecer: 5 métodos científicos comprovados!

Por , em 15.04.2009

Um nível de gordura corporal acima dos níveis considerados seguros pode aumentar o risco de muitas doenças. Se o excesso de gordura é subcutâneo, ou seja, se ele afeta seus órgãos internos, ele pode levar a condições como diabetes, doenças cardíacas, câncer e por aí vai.

Vivemos em uma sociedade onde o nível de massa corporal mediano está aumentando. Mas isso, além de prejudicar a saúde, traz problemas de auto-estima e pode fazer com que as pessoas obesas sofram preconceito.

Confira alguns métodos científicos para perder peso e ficar mais saudável.

Dietas para emagrecer:

A restrição de calorias consumidas, usada para reduzir a gordura corporal, é usada com sucesso. Você realmente perde peso fazendo uma dieta. O problema é a duração desse efeito. O efeito sanfona também pode ser ruim para sua saúde.

As dietas têm que ser mantidas, para que seus efeitos também sejam. Algumas das dietas restritivas que são de longo prazo são: dieta mediterrânea, vegetarianismo e dieta com baixa contagem de carboidratos.

Fazer uma dieta milagrosa, que ofereça resultados imediatos, mas que não mantenha esses mesmos resultados, não vai adiantar.

Exercícios:

Pesquisas mostram que atividades aeróbicas, feitas no mínimo três vezes por semana durante 30 minutos por sessão, podem ajudar na perda de peso, independentemente de uma dieta.

Dieta e exercício:

A combinação de uma atividade física junto com uma dieta de baixas calorias é mais recomendada, já que produz uma perda de peso maior do que a dos métodos anteriores, de uma forma mais saudável. A gordura do abdômen irá desaparecer e sua respiração ficará mais eficiente.

Terapia comportamental:

A terapia não é superior aos outros métodos. Combinada a eles ela mostra resultado, mas apenas ir para a terapia não o ajudará a perder peso.

Uma boa (e barata) alternativa neste campo é a auto-hipnose, que consiste em CDs ou arquivos MP3 que ajudam a condicionar o subconsciente a mudar os hábitos alimentares. O método mais usado no Brasil é a hipnose Pense Leve, que pode ser encontrada aqui.

Você também pode tentar rir para emagrecer.

Farmacologia:

A perda de peso através de drogas, aprovadas pelo Ministério da Saúde, funciona – desde que as substâncias sejam parte de um programa nutricional. É indicada apenas para pacientes com níveis de massa corporal superiores à 30, ou que tenham probabilidade de desenvolver doenças cardíacas. Há duas drogas que são aconselhadas: as inibidoras de apetite e o inibidor, que irá impedir a formação de gordura.

Um remédio para emagrecer que promete muito, quando sair da fase de testes clínicos é a Tesofensina, que leva ao dobro da perda de peso do medicamento para emagraecer mais famoso, a Sibutramina.

Cirurgia de redução de estômago:

É o método mais eficiente em matéria de mais quilos perdidos, porém, como é radical em muitos casos, é indicado apenas para pacientes diagnosticados com obesidade mórbida, que tenham o índice de massa corporal superior a 40 ou que tenham doenças cardíacas.

Mas outro método, que ainda está em teste e reduz muito o risco da cirurgia bariátria, é um novo método no qual a cirurgia é feita pela própria boca. Esta cirurgia do estômago chama-se TOGA[Jamaica Gleaner]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

1 comentário

  • Rodrigo:

    Faço a dieta termodinamica é garantida pela fisica, consiste em gastar mais energia do que se consome.

Deixe seu comentário!