Mistérios escuros: cientistas estudam buraco negro da Via Láctea

Por , em 30.11.2011

Em um esforço para compreender melhor os buracos negros, astrônomos voltaram seus telescópios para o sistema binário Cygnus X-1.

Contendo uma estrela e um buraco negro de massa estelar, Cygnus X-1 fica dentro da constelação de Cygnus, na Via Láctea.
Sua descoberta em 1972 levou a discussão ampla, incluindo uma aposta feita por Stephen Hawking se o sistema tinha ou não um buraco negro (Hawking perdeu).

O estudo forneceu informações detalhadas sobre a massa, a rotação e a distância do sol do buraco negro.

Esse conhecimento pode ajudar os cientistas a reunir informações sobre o estado do buraco negro hoje, e também revelar pistas sobre sua história inicial.

Para estudar objetos no espaço, os astrônomos contam com informações emitidas na forma de radiação eletromagnética – luz.
Mas a gravidade dos buracos negros é tão forte que não escapa emissões, tornando-se um desafio de estudar. A única informação que eles revelam é a sua massa, rotação e carga elétrica.

Essa pesquisa teve o olhar mais detalhado de um buraco negro até hoje.

Antes dos astrônomos começarem suas medições, eles precisavam determinar o quão longe Cygnus X-1 estava. Usando um sistema de rádio-telescópio no Havaí, a equipe calculou que Cygnus X-1 fica a 6.070 anos-luz do sol.

A medição também revelou que o objeto estava se movendo muito lentamente através da Via Láctea, cerca de 15 quilômetros por segundo.

Os cientistas então vasculharam duas décadas de dados de outros telescópios, e combinaram todas as análises, o que permitiu que eles calculassem que o buraco negro dentro de Cygnus X-1 é quase 15 vezes mais massivo que o sol, tornando-o um dos buracos negros estelares mais maciços da Via Láctea.

Buracos negros estelares são menores e mais comuns do que seus primos supermassivos. Enquanto os buracos negros maiores tendem a ser encontrados nos centros das galáxias, buracos negros estelares estão espalhados por toda parte.

Atualmente, cerca de 20 buracos negros estelares foram estudados dentro da Via Láctea, apesar de teóricos sugerirem que nossa galáxia pode ter centenas de milhões deles.

Os astrônomos também calcularam que o buraco negro gira mais de 800 vezes por segundo – quase a metade da velocidade da luz. A rotação rápida pode ajudar astrônomos a analisarem outros gigantes escuros. Saber que o buraco negro foi formado com uma rotação aparentemente grande ajuda a restringir modelos detalhados de supernova e/ou colapsos estelares.

Sua rápida rotação, combinada com seu lento progresso através da galáxia, oferece dicas sobre sua origem. A alta velocidade de rotação é mais provável um produto de seu nascimento. Ao mesmo tempo, se o buraco negro tivesse sido criado por uma explosão estelar chamada supernova, a força da explosão teria dado um “pontapé” que teria feito com que Cygnus X-1 viajasse mais rápido através da Via Láctea.

Outra pesquisa, publicada há quase uma década, sugere que o buraco negro foi produzido por uma implosão estelar sem uma explosão, quando uma estrela massiva entra em colapso depois de uma supernova.

No entanto, o buraco negro Cygnus X-1 parece ter nascido de uma morte estelar relativamente suave. Neste caso, não há rejeição do núcleo que gera a onda de choque maciça que cria uma supernova. Assim, um colapso direto poderia ser um evento relativamente suave.

Tal transformação teria permitido que Cygnus X-1 ficasse com a massa e energia que a maioria dos buracos negros estelares perde durante suas mortes violentas.[LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

47 comentários

  • Tales Duran:

    Se um buraco negro tiver uma sobrecarga de desmaterialização no qual ele podera se condensar e explodir fazendo meio que um “pequeno big bang”?

    • Matheus Cardoso:

      Creio que buracos negros não desmaterializam nada, amigo ! Se a teoria da singularidade estiver correta, os buracos negros comprimem a matéria num único ponto. Já se a teoria dos buracos brancos estiver correta, e acho que sim, a matéria passa pelo buraco negro ligado à um buraco branco que criará outro universo pela matéria sugada.

  • Alberto Campos:

    Retificando o que eu escrevii no comentário anterior, devo dizer que uma galáxia não pode ter mais de um buraco negro galáctico. Se tem, ele deve ser estelar ou planetário. Este corpo celeste, apagado e frio atrai pó do espaço e forma este tipo de galáxia que é praticamente um quazar.

  • Alberto Campos:

    Nos sabemos que a via láctea engoliu várias galáxias durante sua evolução. Quem sabe se estes buracos negros, não seriam estas galáxias engolidas? Uma galáxia pode sugar uma estrela proxima com sua força de gravidade e isto seria a imagem apresentada no início deste texto. O jato central de gases e matérias enviados ao espaço pelo horizonte de eventos, é devido ao desequilibrio provocado por esta sugação.

  • JT Louise:

    É óbvio de onde vem tanto interesse nos Buracos Negros, as experiências com anti-matéria, a procura pelo bóson de Higgs feita pelo LHC, tudo isso esta ligado, pode parecer paranóia e é, mas o interesse da ciência acima desses assuntos é para criar o Mini Buraco Negro de Ker com o LHC para criar a máquina do tempo que a Sern irá controlar em 2036. Fiquem alertas, só os cegos não podem ver que tudo está sendo disfarçadamente interligado. Câmbio.

    • Mantra:

      “Mini Buraco Negro de Ker”, ciencia sendo usada para fantasia. Ker previu isso matematicamente, mas matematica não é oroscopo.Ahh!

  • Elias:

    Acredito que a rotação mais rápida dos buracos negros ocorre porque o seu núcleo, que se encontra “preso” nas estrelas, é “libertada”, ou seja, se a massa que o rodeava não está mais lá, é óbvio que as moléculas deste mesmo núcleo tenderão a girar mais rápido.

  • Osama Bin Laden:

    Pow vey, tem jeito não, mesmo os alieniginas existem , ou se estamos dentro de um buraco negro que está dentro de outro.. etc..
    Então, de onde vei esses buracos negros? quem fez o Big bang?
    De onde isso veio? aff.. Isso tudo só se leva a Deus, mais ainda tem a continuidade… de onde veio deus? quem o criou?
    aff… eu já não sei mais no que acreditar.. da pra ficar louco com isso.

    • Gabriel:

      ja ouvio na espreção filosofar e criar teorias próprias?

      pois fassa isto ‘lebre-se’ magia é a area da ciência não explorada!

      ‘Deuz é onde se é impossivel chegar e nada esta acima disto’

    • Pritty:

      Quem fez o big bang? QUEM >>>FEZ<<< O BIG BANG?! Cara, que pergunta é essa?! Tá tentando trollar alguém? Cruzes. Ninguém fez o big bang não, é apenas mais uma das inúmeras teorias sobre a formação do universo. Incrível a criatividade da mete humana, né? As respostas são tão simples… Basta procurar no lugar certo. Mas obrigada, você me fez rir com esta pergunta.

    • Rafael:

      É muito fácil (e cômodo) atribuirmos um sistema que não entendemos como uma criação divina.
      A partir da não explicação pela falta de estudo os primeiros hominídeos “criaram” o Ser “Deus”.
      Basta ler um pouco a Bíblia e confrontá-la com o conhecimento astronômico que temos hoje para provarmos que tudo que nela (Bíblia) está escrito foi invenção para controlar outros seres humanos através da fé, crença de um Ser Superior, julgador, que é bom, mas pune sem piedade os pecadores, etc, etc, etc.
      Nosso conhecimento de Universo ainda é quase inexistente, devido ao nosso tamanho quase microscópico! Conforme outro artigo neste mesmo site, os cientistas calculam que somente na nossa galáxia, a Via Láctea, existem, pelo menos, 160 BILHÕES de planetas! Agora multiplique este número por outros bilhões de galáxias que existem. O número é indescritível! Como alguém tem alguma dúvida de que fora da Terra exista Vida? (O que vai totalmente contra a doutrina que a Bíblia ensina!)
      Buracos negros? Sabe-se menos ainda sobre eles! Existe a teoria, na qual acredito, que funcionam como portais, transporte, atalho para outras regiões da galáxia ou do Universo. O problema é que a gravidade esmagadora que atrai tudo em sua volta, nos desintegraria instantaneamente se chegássemos perto.
      A NASA ou outro órgão espacial deveria levar mais a sério os estudos sobre estes corpos e investir em uma nave que viaje de encontro a um buraco negro, com um uma espécie de localizador para que emita sinais que possam ser rastreados. Desta forma, se a teoria estiver correta, os sinais virão de outra posição do espaço. Claro que este estudo levaria anos, talvez até milênios para ser concluído, devido as distâncias.

    • Margot:

      PÔ Rafael, o seu pensamento em relação ao conhecimento bíblico é simplista e equivocado, é duro tentar utilizar um livro histórico como manual de ciências, fala sério!! Além disso, vc pode me dizer onde a bíblia descreve ou valoriza conhecimentos sobre astronomia? Tem certeza que leu gênesis, o livro de Jó, ou qualquer outro texto e se deu ao trabalho de analisar, interpretar, contextualizar, entre outras práticas científicas?? Parece aquela velha conversa do cara que ouve os outros falam e nem se dão ao trabalho de averiguar se aquilo que é dito está realmente escrito. O mesmo ocorre com os idiotas religiosos que desprezam os fatos evolucionários e a ciência de modo geral, como se isto fosse antagônico a existência de uma inteligência criadora. Incrível como é fácil ACREDITAR em teorias que não se pode provar, e em cálculos embasados em hipóteses baseadas na regras naturais encontradas na terra que provavelmente não se aplicam adequadamente ao espaço, em contrapartida pra mim é difícil ACREDITAR que tudo que temos surgiu assim do nada, de bobeira no espaço, aí bum, explodiu e da explosão foi criada ordem de tal modo que se passou trocentos anos e tcharam!! Estamos aqui! Vivendo em relativa ordem: nascer, crescer, multiplicar e morrer, mesmo em meio ao caos, tudo assim do nada, sem ter sido projetado por ninguém. Ou seja, cientificamente falando, a questão se resume em escolher no que ACREDITAR, quer queira, quer não.

    • Mantra:

      Este argumento não é cientificamente válido:

      “Estamos aqui! Vivendo em relativa ordem: nascer, crescer, multiplicar e morrer, mesmo em meio ao caos, tudo assim do nada, sem ter sido projetado por ninguém”

      Um cientista serio não atribui um criador ,”um alguem”, a nenhuma descoberta ou incognita que se apresente.A razão disso é que a ciência objetiva descobrir como as coisas funcionam e o que elas de fato são.O projeto das coisas que você fala é apenas a aparencia do produto final do que elas são e de como funcionam, e não razão delas em si.Então elas tem uma razão, isso quer dizer que alguem deu isso a elas?Não sei,cho que esta é uma questão que cada um deve responder por si. Para mim o motivo de algo ser como é se da pela razão de que uma coisa so poder ser do que jeito que é.oO??…

  • João Pedro:

    Bom,minha dúvida é a seguinte,se a milhões de anos existiram dinossauros na terra certo?Sim,eles foram instintos do nosso planeta com muitas teorias a respeito dessa tese.Mas eles foram extintos só da terra,há alguma possibilidade de ainda existirem dinossaous em outros planetas ou alguma vida existente?Acho que não podemos ser tão iguinorantes a ponto de pensar que somos a única vida inteligênte na galáxia.Valeu!Espero que respondem essa minha questão!

    • Gabriel:

      comcordo plenamente com sua idéi (e claro eu entendi sobre a parate dos dinosauros em outro planeta)

      mais seria muitas coencidenssias a radiação ser igual a do nosso planeta para ser criado o dna primitivo mais mesmo asim fora as posibilidades porque não?

    • Mantra:

      Não.Primeiro por que a vida é tão misteriosa e complexa que acho que não devemos banaliza-la a ponte de imaginarmos dinossauros em outros planetas, eu ja acho bacterias grandes demais.Ahh! Não é ignorancia achar que somos a única vida inteligente na galaxia, eu arrisco dizer que toda forma de vida existente na terra pode ser única.Quando imaginar vida em outros planetas e em outras galáxias, lembre-se que nosso planeta é um planeta com vida em uma galáxia. 🙂

  • Erichson:

    bom a velocidade da terra é 30km por segundo… essa velocidade pode aumentar daki uns anos?

    • Gabriel:

      não nossa velocidade era maior antes… mais agora esta estavel…

      “estavel eu ecredito que a terra só tende a perder velocidade…

      mais nada a se preocupar ,
      pois não fara efeito ja que nosso sol vai nos engolir kkk…

      abraços a todos!

  • leo:

    se eu entrar em um buraco negro do meu tamanho eu vou morrer ou sobreviver?

    • KevinC.P.G.:

      Nenhum dos dois….voce se desmaterializa!
      Pode se desmaterializar quilometros de distancia de um buraco negro com diâmetro menor que de um milho regular.

    • Roberto:

      por que “nenhum dos dois?” Desmaterializar significa o que?

  • Branca De Neve:

    Isso tudo é bobagem , todos sabemos que o “Buraco negro” nos leva a Nárnia !

  • Josmar:

    É mesmo um fenômeno fascinante o buraco negro, assim como tudo referente ao universo. E quase enlouquecedor parar pra pensar que o universo é um buraco sem fim cheio de astros e que o buraco negro também é um buraco que estaria dentro de outro infinitamente maior, que vai sair só Deus sabe onde!

  • Joel:

    Sou novato nesta página, e ja estou entusiasmado com a educação oferecida gratuitamente, este site deveria ser declarado de utilidade pública, tão boas as informações que recebemos.
    Obrigado joffrederico

  • lucas:

    segundo

  • lucas:

    é considerado lento sim, porque a velocidade orbital da terra em torno do sol é de 30km por hora.

    • Toinho:

      Vish… 30 km/h não seria por segundo?

  • Jonny:

    15km por segundo é lentamente?? >.< Talvez apenas em comparação com as velocidades do universo

    • Jonatas:

      A velocidade orbital da Terra ao redor do Sol já é 30 km/s, muito mais rápido que uma bala de rifle.

  • lucas:

    dizem que nada escapa de um buraco negro,então, como a rediação consegue escapar?

    • Toinho:

      A radiação não escapa do buraco negro, ele mesmo a libera, acho…

    • André:

      O próprio Buraco Negro emite a radiação. É por isso que ela “escapa” dele!

    • André:

      Não escapa****

  • jonas vinicius:

    tem coisa que é melhor nem entender ,so Deus mesmo pra saber.

  • Igor:

    Daqui a pouco chega o glauco pra dizer q isso eh conversa pra boi dormir…

  • karlloz:

    Concordo! eu tenho as mesmas duvidas.
    e espero que os cientistas resolvam
    nossas duvidas com os proximos estudos.

    • karlloz:

      Concordo é claro com Chuck Norris®!

    • Jonatas:

      E quem ousaria discordar??

  • Jonatas:

    Acho a teoria das Estrelas Negras muito interessante. Uma estrela negra é um objeto gravitacional composto de matéria.

    pela definição simplifada da wikipedia:
    “É uma alternativa teórica ao conceito de buraco negro da relatividade geral. A construção teórica foi desenvolvida através do uso da teoria da gravitação semiclássica. Uma estrutura similar deveria existir também pelo sistema Einstein-Maxwell-Dirac o qual é o limite (super)clássico da eletrodinâmica quântica.”

    Mais informações em:
    Scientific American (October 2009) Black Stars, Not Black Holes

  • Chuck Norris®:

    O que os cientistas dizem ser buracos negros, onde nada, nem mesmo a luz pode escapar, na verdade não pode ser outra coisa totalmente diferente?

    Quem sou eu para discordar, pois estudam o universo há muito tempo. Mas sempre fica essa dúvida na minha cabeça. Isso está tão incrivelmente distante, que não podemos ter certeza de nada.

    • Curioso:

      Cientista: “Tudo, até mesmo a luz não é páreo para a força de um buraco negro”

      Chuck Norris: “Quase tudo…”

    • Toinho:

      Na verdade, buracos negros ainda são uma teoria, observou-se que certos corpos celeste provocam um fenômeno chamado lentes gravitacionais, então deduziu-se, que devem ser monstros maciços, muito massivos, depois observaram que os mesmos não emitem luz, nem mesmo a reflete, então engole a luz. Ou seja, isso é uma aberração que continuam a estudar. Ninguém sabe sobre essas coisas (talvez Você e o seu coleguinha de turma, Deus, saibam)

    • erick:

      o buraco negro não é um lugar que leva a outras dimensões, é só uma estrela de massa muito grande que impede que a luz saia de seu campo gravitacional, estrelas interferem com sua massa na luz, causando desvios nela, se a massa for muito maior a luz que a própria estrela emite vai simplesmente “orbitar” essa estrela, deixando nós aqui na terra sem ver essa luz que não escapa.

    • André:

      Se a luz não “escapa”, resta saber o que acontece com ela do lado de dentro do buraco negro.
      Ela fica confinada? Ela se dissipa? Ela continua brilhando, porém, não a vemos pois o campo gravitacional impede que ela seja vista? O que será que acontece?

    • Mantra:

      Buracos Negros so foram teoria a decadas atraz, previstos pela matematica da Fisica. Hoje estes corpos super maciços são um dos brinquedos do universo que os cosmologistas e os fisicos mais gostam de brincar.Quero dizer a todos que antes de postarem seus comentários, leiam livros, vejam documentarios, procurem artigos no google, para que não sejam iludidos por comentarios bonitos e politicamente corretos.O Universo pode ser imenso e desconhecido, mas para nós, ele é do tamanho do nosso cerebro.Acreditem, ha muito conhecimento dando sopo por ae…:)

    • Pedro:

      Sabemos das estrelas de nêutrons, onde a densidade é muito maior com gravidade também maior. O buraco negro é apenas continuidade do pensamento de aumento de densidade/gravidade. E explicam bem os núcleos galáticos, onde várias estrelas orbitam o “nada” e outros eventos.
      Poderia ser alguma coisa totalmente diferente? Sim, como uma anomalia gravitacional, mas as estrelas colapsadas pela gravidade explicam melhor e dentro das leis conhecidas.
      Oh lord! Discordei de Chuck Norris, e agora? 🙂

    • Chuck Norris®:

      Agora comece a rezar! : D

Deixe seu comentário!