Neknominate: o fatal jogo de bebedeira viral no Facebook

Por , em 19.02.2014

Alerta: os vídeos deste artigo possuem conteúdo gráfico que pode ser considerado perturbador.

O que você vê no vídeo acima é um exemplo da nada engraçada brincadeira “Neknominate”.

O jogo provavelmente se originou na Austrália e agora está percorrendo o mundo rapidamente. Trata-se de você se filmar tomando de uma só vez alguma bebida alcoólica, geralmente em grandes quantidades, para em seguida nomear amigos para te superar.

O desafio é postado nas mídias sociais, normalmente no Facebook ou YouTube, impelindo o próximo nomeado a continuar com a brincadeira.

O problema? “Este é um jogo letal”, diz a Dra. Sarah Jarvis, assessora médica da instituição de caridade Drinkaware, no Reino Unido. “O álcool afeta a sua capacidade de reconhecer que você está em perigo, e absolutamente afeta a sua capacidade de reagir ao perigo. Portanto, é uma ameaça dupla”.

Pior: na tentativa de “superar” seus nomeadores, as pessoas acabam cometendo loucuras absurdas, como entrar de cavalo em uma loja de bebidas, tirar a roupa no supermercado para virar um drink, fazer coquetéis extremos misturando diferentes bebidas alcoólicas com peixe vivo ou rato morto, bem como beber a água de um vaso sanitário, ou óleo de motor, ou xixi, etc.

Veja alguns vídeos do perigoso jogo (se tiver estômago para tanto):

Cada nomeação torna-se mais ousada e extravagante. O resultado, caso você não tenha feito as contas sozinho ainda, é que pelo menos cinco pessoas, todas homens com idade inferior a 30 anos, já morreram depois de beber de uma só vez tais desafios fatais.

Este foi o fim de Isaac Richardson, 20 anos. Em uma tentativa de bater todos os seus concorrentes anteriores, Isaac bebeu um coquetel letal de vinho, uísque, vodca e cerveja como parte de seu desafio Neknominate. Richardson, um recepcionista de hotel, tentou vomitar após ingerir a mistura mortal em um hostel em Woolwich, Londres. Uma vez no banheiro, caiu, ficou inconsciente e foi declarado morto pouco depois.

a98879_Isaac2

As burrices associadas com este desafio formam uma lista interminável – pessoas já foram gravadas bebendo até enquanto dirigiam carros e pilotavam aviões.

SCT_PILOT_NEKNOMINATE_DN02.jpg

Agora, profissionais de saúde estão alertando os jovens sobre os riscos de consumir grandes quantidades de álcool em um curto espaço de tempo – e não precisamos nem mencionar o perigo de misturar animais mortos, óleo de motor e outras coisas claramente indigeríveis a esses coquetéis.

O papel de gigantes da mídia social como o Facebook está sendo questionado por esses profissionais – e por pais – que exigem que as empresas assumam as suas responsabilidades.

O Facebook disse em um comunicado que não tolera conteúdo diretamente prejudicial, por exemplo, o assédio moral, mas o comportamento que algumas pessoas podem achar ofensivo ou controverso nem sempre é necessariamente contra suas regras. “Nós incentivamos as pessoas a denunciar as coisas que elas sentem que quebram nossas regras, para que possamos analisar e agir em uma base de caso a caso”, o pronunciamento alerta.

A Dra. Jarvis rejeitou esta defesa, dizendo que o Facebook deve reconhecer o seu próprio papel no jogo. “É muito difícil nos dias de hoje, de defesa das liberdades pessoais, dizer que o Facebook não deve tirar estes vídeos do ar. Pessoalmente, eu gostaria de ver isso acontecendo. Francamente, se a emoção não estivesse presente, se os amigos não pudessem ver o que os desafiadores estão fazendo, a brincadeira iria fracassar muito rapidamente”, argumenta.

De fato, tornar os vídeos off-line poderia ajudar a salvar algumas vidas, diminuindo consideravelmente o alcance da brincadeira.

Por fim, fica como lição uma triste análise da mentalidade humana. Um desafio que coloca em risco a sua própria vida e a vida de outros se espalha como fogo, mas quando um sul-africano fez um gesto incrível – usou a sua nominação e transformou-a em algo muito mais bonito, dando comida e bebida a uma pessoa em necessidade, e nomeando outros a fazer o mesmo -, a atitude não pegou. Pelo menos, não há muitos outros vídeos do tipo circulando.

Entre terminar uma vida e salvar outra, Neknominate parece nos mostrar que somos mais inclinados à primeira opção. [CNN, Oddee]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

4 comentários

  • Henrique, O Virtuoso:

    É a sobrevivência do mais sensato….kkkkk

  • mwcarval:

    é a seleção natural agindo …..

  • Saprugo:

    Não fará nenhuma falta para a humanidade os imbecis que morrerem nessa brincadeira estúpida, não foram forçados por ninguém, além de ser o mesmo tipo de babaca que enche a cara e vai dirigir e tirar racha depois das baladas.

  • Wendel Santos:

    Fica a dica para todos os meus amigos que estão fazendo esse tipo de desafio;;

Deixe seu comentário!