Novo tipo de El Niño surge em meio às mudanças climáticas

Por , em 31.08.2010

Segundo um novo estudo, um tipo novo de El Niño, com águas mais quentes em uma parte diferente do Oceano Pacífico, está se tornando mais comum e mais forte. A pesquisa pode ajudar os cientistas a conhecer as relações entre El Niños com as alterações climáticas.

O aquecimento das águas da superfície deste tipo de El Niño se concentra no Pacífico Central Equatorial, em vez de no Leste do Pacífico Equatorial. A intensidade do El Niño no Pacífico Central quase dobrou desde 1982, sendo que o evento mais intenso ocorreu em 2009-10, segundo o estudo.

Os cientistas dizem que o fenômeno ajuda a explicar um aumento constante das temperaturas da superfície do mar no Pacífico Central, observadas ao longo das últimas décadas – uma tendência muitas vezes atribuída ao aquecimento global.

Estes resultados sugerem que as alterações climáticas já podem estar afetando o El Niño, deslocando o centro da ação do Leste ao Pacífico Central. O impacto do El Niño nos padrões do clima global é diferente se o aquecimento dos oceanos ocorrer principalmente no Pacífico Central, em vez de no Pacífico Oriental.

Se a tendência observada continuar, os pesquisadores dizem que pode ser um fenômeno chave para previsões meteorológicas de longo alcance, atualmente baseadas em nossa compreensão de El Niños.

Apesar de haver um aumento das temperaturas da superfície do mar durante os anos de El Niño, não houve aumento significativo da temperatura nos anos em que as condições oceânicas eram neutras ou quando o fenômeno contrário, de água fria (La Niña), esteve presente.

O estudo concluiu que a tendência de aquecimento a longo prazo visto no Pacífico central é principalmente devido a ocorrência mais intensa de El Niños, em vez de um aumento geral das temperaturas globais.

Porém, mais estudos são necessários para avaliar os impactos destes fenômenos cada vez mais intensos e para determinar por que estas mudanças estão ocorrendo. Os cientistas não sabem se a crescente intensidade e frequência destes El Niños são devido às variações naturais do clima ou a alterações climáticas causadas pelas emissões de gases com efeito de estufa produzidos pelo homem.

O El Niño é um componente oceânico de um padrão de clima que aparece no Oceano Pacífico tropical, em média, a cada 3-5 anos. El Niños podem influenciar os padrões climáticos globais e a ocorrência e frequência de furacões, secas e inundações. Eles também podem aumentar ou diminuir as temperaturas globais em até 0,2 graus Celsius. [OurAmazingPlanet]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

3 comentários

  • Anna Beatriz:

    eta! o mundo tá perdido mesmo hein?!

  • Cesar:

    É o novo equilíbrio da Natureza. Agora adapte-se ou sofra extinção.

  • Jorginho:

    Isso não exiiiiiiiiiissssssssssstttttttteeeeeeeeeeeeerrrrr!!!
    Isso ñ é El Niño,nem El niña!
    Aquecimento global ñ eeeexxxiiiisssstttterrrr!

    Pior que tem gente que acredita que tudo caminhar na maior normalidade!
    Eta povinho!

Deixe seu comentário!