Novos “músculos” de robô são fortes e delicados ao mesmo tempo

Por , em 7.01.2018

Estamos entrando em uma fase da robótica em que ter equipamentos com força e rapidez não é mais suficiente, agora precisamos de máquinas com precisão, delicadeza e que possam avaliar caso a caso ao invés de usar a mesma medida para todos os movimentos.

As máquinas das montadoras de veículos, por exemplo, são ótimas para atividades repetitivas, mas seus movimentos tendem a ser rígidos e não-ideais para atividades que requerem quantidades de força diferentes. Esses equipamentos também são muito perigosos para quem esbarra neles por acidente, já que não são inteligentes para identificar acidentes.

New robotic gripper combines two types of soft robot tech

Pesquisadores estão tentando criar versões mais delicadas desses equipamentos que podem trabalhar ao lado de humanos ou até mesmo como parte deles, como próteses inteligentes que podem ajudar pessoas paralizadas.

Para chegar a este objetivo, duas tecnologias foram unidas: atuadores automáticos – que injetam gases ou líquidos em bolsinhas macias para criar alguns movimentos especiais – , e equipamentos chamados atuadores dielétricos eslastômeros – que criam um campo elétrico através de um plástico isolante flexível para fazê-lo se deformar em algum movimento em particular. Estes atuadores pneumáticos são tanto poderosos quanto simples de produzir, mas a movimentação dos gases ou líquidos podem ser lenta. Já a segunda tecnologia tem chance de fracassar de forma catastrófica quando a eletricidade atinge o plástico.

Agora, pesquisadores da Universidade do Colorado (EUA), liderados por Christoph Keplinger, uniram as duas tecnologias, criando atuadores delicados que usam eletricidade para conduzir o movimento de líquidos dentro das pequenas bolsas. Este liquido pode ser tao simples quanto óleo de canola.

Keplinger e seus colegas anunciaram nesta semana em dois artigos publicados nas revistas Science e Science Robotics que três músculos delicados foram criados. Eles têm a mesma precisão e força dos músculos esqueléticos dos mamíferos. Eles conseguem ser delicados o suficiente para pegar uma frágil raspberry e também um ovo crú, sem danificá-los.

Estatísticas assustadoras indicam quando os robôs substituirão trabalhadores humanos

Como os materiais usados na criação desses músculos são baratos e com grande disponibilidade, é provável que muitos novos projetos com as tecnologias venham por aí em breve. [Science]

Veja abaixo a tecnologia em funcionamento:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (18 votos, média: 4,89 de 5)

Deixe seu comentário!