O maior ponto de exclamação do universo

Por , em 26.08.2012

O espaço sideral também faz lá suas metáforas. Um evento cósmico de grande porte, tal como uma colisão entre duas galáxias, merecia mesmo ser marcado no céu de maneira notável. E foi isso que a NASA fotografou na última semana: um gigantesco ponto de exclamação.

A imagem, capturada pelas lentes de um telescópio, é de um evento que aconteceu a cerca de 450 milhões de anos-luz da Terra. Na peculiar classificação da astronomia, você pode chamar as galáxias colididas por três nomes: UCG 9618, VV 340 ou Arp 302 (entenda melhor a respeito das nomenclaturas).

Seja qual for a denominação, o que acontece é uma aproximação entre duas massivas galáxias de conteúdo gasoso, em sua maioria. A tendência, conforme explicam os cientistas, é que ambas as galáxias se fundam com o passar dos milhões de anos.

E se você está lamentando o destino de tais galáxias, a nossa própria muito provavelmente seguirá o mesmo caminho, e se fundirá com outras. Neste exato momento, a Via Láctea está em rota de colisão com a galáxia Andrômeda, que tem o dobro do seu tamanho.

Uma se aproxima da outra a uma velocidade de 480.000 km/h – o que é uma lentidão modorrenta em termos estelares. Mas isso não muda o fato de que a fusão acontecerá um dia, e os astrônomos estimam que seja em cerca de 3 bilhões de anos. É uma pena que nenhum de nós vai ver a foto desse evento. [Space.com/Hubble Site/Chandra]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

8 comentários

  • Alberto Campos:

    HFC / 30.09.2012
    Não, não é bem assim. Quem falou e eu li, foi o astrônomo Adauto L. Veja na internet. Como ele é um religioso fanático, mas é astronomo, eu acreditei nesta abordagem. Agora estou vendo isto acontecer. Num de seus videos ele compara os aglomerados de galáxias a um chaveiro e cita esta diferença de cores. Não acredito que coloriram mais uma que outra. Seria desnecessário. O lógico é que uma galáxia vista de perfil, sua imagem é mais compacta. Não sei se os astronomos levam isto em consideração nas suas observações.

  • Alberto Campos:

    Note que são duas galáxias em ritimo de colisão. Elas estão, portanto à mesma distância de nós e uma é mais vermelha que outra. Por que? Porque uma é vista de perfil e outra é vista frontal. Neste caso o redshift é falho, como deve ser falho em outros casos. Eu acredito que medidas de distancia por este meio é falho e podemos estar errados e vendo galáxias se afastando sem que isto esteja acontecendo.

    • HFC:

      É falho pq vc acha que tem de ser medido uma “posição” específica para todas as galáxias ??? Ou pq vc vê a foto de uma mais avermelhada do que a outra ?
      O valor do redshift do conjunto de galáxias UCG 9618 é de 0.034505 (tenho a impressão de que vc nem sabia disso). Vc acha que está errado pq viu a montagem que gerou uma imagem, é isso ?

  • HFC:

    Pareidolia mandando ver !!!!

  • Jean Carvalho:

    Pra mim, tá parecendo + uma nota musical… uma semínima… fica até + poético, e favorece a “teoria das Cordas”… xD

  • Andre Luis:

    !

  • Andre Luis:

    Vendo esta bonita foto, qualquer um fica com cara de exclamação!!!!

  • Jonatas:

    Stephanie D’Ornelas, Ponto de Interrogação também 😉

    http://i.ytimg.com/vi/c0PG7zRKy_0/0.jpg

Deixe seu comentário!