O mundo todo está usando mais energia renovável

Por , em 2.06.2016

Novas fontes de energia solar, eólica e hídrica foram adicionadas em 2015, no ritmo mais rápido que o mundo já viu.

Isso significa que a Terra pode ter uma salvação, caso a tendência continue (o que certamente deve ocorrer).

Grande investimento

Os investimentos em energias renováveis durante o ano foram mais do que o dobro do montante gasto em novas usinas a carvão e a gás, de acordo com o Renewables Global Status Report (relatório global sobre o status de renováveis).

O gasto mundial com energia renovável tem aumentado consideravelmente, alcançando um novo pico em 2015 – US$ 286 bilhões.

Além disso, pela primeira vez, as economias emergentes gastaram mais do que os países ricos com energia renovável. A China desembolsou um terço do total de investimento.

Mais de 8 milhões de pessoas estão agora trabalhando com energia renovável em todo o mundo.

147 GW

Cerca de 147 gigawatts de capacidade foram adicionadas em 2015, mais ou menos equivalente à capacidade de geração da África a partir de todas as fontes.

China, EUA, Japão, Reino Unido e Índia foram os países que acrescentaram a maior parte dessa energia “verde”, apesar do fato de que os preços dos combustíveis fósseis têm diminuído significativamente nestes países.

Os custos de energias renováveis também têm caído, no entanto. “O fato de que nós tivemos um aumento de 147 GW de capacidade, principalmente de energia eólica e solar, é uma clara indicação de que estas tecnologias são competitivas (com os combustíveis fósseis)”, disse Christine Lins, secretária-executiva do REN21, um órgão internacional composto de especialistas em energia, representantes governamentais e ONGs, que produziu o relatório.

O cenário é bom

O relatório mostra cenários animadores em várias partes do mundo. Por exemplo, quando medidos contra o PIB de um país, os maiores investidores em energia renovável foram pequenos países como a Mauritânia, Honduras, Uruguai e Jamaica.

“Isso mostra claramente que os custos caíram tanto que as economias emergentes estão agora realmente focando em energias renováveis”, disse Christine Lins.

Além disso, apesar de uma queda significativa no investimento europeu em energias renováveis, de cerca de 21%, a energia verde é agora a principal fonte de eletricidade, fornecendo 44% da capacidade total da União Europeia em 2015.

Os autores afirmam ainda que, embora o acordo climático feito em Paris recentemente tenha vindo depois do relatório ser compilado, o fato de que os países firmaram compromisso contra o aumento das temperaturas já foi refletido, em certa medida, nos seus investimentos. No início de 2016, 173 nações tinham estabelecido metas de energias renováveis a cumprir.

No entanto, existem algumas áreas que estão se provando mais resistentes a energia verde, como transporte, aquecimento e arrefecimento. O baixo preço do petróleo tem contribuído para a falta de absorção da energia renovável nestes setores, segundo o relatório. [BBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!